Menopausa: Fogo que arde sem se ver

A menopausa é uma fase da vida pela qual todas as mulheres ainda vão passar, mas não tem que ser uma fase sofrida. Vamos conhecer essa condição e o que fazer para contorná-la?

O que é a menopausa

Mulher de meia idade com onda de calor da menopausa

A menopausa é um processo biológico natural da vida da mulher que acontece por volta dos 50 anos de idade. Ela acontece quando a mulher para de menstruar, pois os ovários param de produzir os hormônios do ciclo menstrual: o estrogênio e a progesterona.

Logo antes da menopausa acontecer, o corpo já começa a dar sinais como intervalos grandes entre as menstruações. A partir da menopausa, a mulher entra na transição para a fase não fértil da vida, chamada climatério, que pode durar até os 60 anos.

Quais os sintomas da menopausa?

Essas alterações de hormônios acabam gerando sintomas no corpo da mulher, sendo os principais:

Em algumas mulheres, os sintomas podem aparecer com muita intensidade, prejudicando sua qualidade de vida.

Também ocorre uma perda de massa óssea, que não é sentida, mas que deixa os ossos mais frágeis, facilitando sua quebra.

Quais tratamentos existem para a menopausa?

O tratamento da menopausa foca em amenizar os sintomas e proporcionar uma qualidade de vida melhor para a mulher. Sendo assim, ele é dividido em tratamento comportamental e medicamentoso.

Tratamento Comportamental

Mulher de meia idade andando de bicicleta sorrindo

Bons hábitos de saúde, além de prevenirem doenças que podem se desenvolver após a menopausa, ainda colaboram para manter um bom humor e disposição, ajudando a encarar todas essas mudanças no corpo.

Veja abaixo algumas dicas que vão auxiliar no tratamento:

Procure identificar o que causa as ondas de calor: Alguns alimentos ou situações podem influenciar nos fogachos, como álcool, cafeína, pimentas e estresse. Depois de identificar os causadores, tente evitá-los para que possa controlar naturalmente as sensações de calor.

Mantenha uma alimentação saudável: Uma alimentação balanceada é ideal em todo o período da vida, mas depois da menopausa as chances de desenvolver algumas doenças aumentam. Por isso, é interessante ingerir alimentos que vão ajudar a prevenir essas doenças. No final do texto adicionamos uma tabelinha com diversos alimentos que você pode adicionar no seu dia-a-dia.

Durma bem: Como a menopausa altera o sono, é preciso tomar precauções para que isso não piore, como evitar consumir cafeína e álcool à noite. Várias outras ações simples podem ser adotadas na rotina e você pode ver todas clicando aqui.

Relaxe: Como vimos acima, situações de estresse podem piorar os sintomas de menopausa em algumas mulheres, por isso, relaxar é importante para controlá-los. Massagens, meditações, técnicas de respiração e outras terapias podem ser grandes aliadas nessa fase.

Controle o peso: A partir da menopausa, o risco de doenças cardiovasculares aumenta, por isso é bom manter a gordura abdominal baixa. Não é preciso cortar totalmente, mas tente diminuir o consumo de alimentos com muita gordura saturada, colesterol e açúcar.

Não fume: Além de todos os malefícios do cigarro, ele também piora as ondas de calor.

Faça exercícios físicos: Atividade física regular ajuda na prevenção de doenças que podem ser desenvolvidas após a menopausa. Além disso, também melhora a disposição, o equilíbrio da mente e o bem-estar.

Inicie um hobby: Os hobbies ajudam a diminuir o estresse e fazem bem para a mente, ajudando na qualidade de vida.

Tratamento medicamentoso

Os remédios empregados dependem muito dos sintomas que a mulher tem. O profissional pode indicar antidepressivos, calmantes, cremes vaginais e repositores hormonais.

A reposição hormonal tem evoluído bastante e ajuda a amenizar diversos sintomas, mas não é toda mulher que pode fazer e também tem seus prós e contras.

Reposição hormonal

Tratamento de reposicao hormonal

1 - O que é reposição hormonal?

A terapia de reposição hormonal é a utilização dos hormônios estrogênio e progesterona que param de ser produzidos pelo ovário na menopausa. Geralmente ela dura mais ou menos 5 anos, dependendo da duração dos sintomas do climatério.

Antes de optar por esse tratamento, é preciso fazer vários exames dependendo de cada caso, como exames de sangue, mamografia, ultrassom mamário, ultrassom transvaginal, ultrassom do abdômen total, densitometria óssea, entre outros.

Lembrando que a reposição hormonal só pode ser feita se o ginecologista chegar à conclusão de que está tudo bem.

2 - Como funciona a reposição hormonal?

Cada hormônio age de uma forma diferente:

Estrogênio - É o responsável pela melhora dos sintomas.

Progesterona - Protege o útero e previne o câncer de endométrio. Mulheres que tiveram o útero removido (histerectomia) não precisam repor esse hormônio.

Esses hormônios podem ser administrados de diversas maneiras:

  • Via oral;
  • Via vaginal;
  • Injeção;
  • Adesivos;
  • Cremes;
  • Inalação;
  • Implantes.

3 - Quais os benefícios da reposição hormonal?

A reposição hormonal é utilizada principalmente por amenizar os sintomas da menopausa e climatério. Suas ações são:

  • Diminui as ondas de calor
  • Diminui a incidência de depressão e alterações de humor
  • Melhora o desempenho sexual e a lubrificação vaginal
  • Melhora a memória
  • Retarda o envelhecimento precoce
  • Previne problemas relacionados à osteoporose

4 - Efeitos colaterais da reposição hormonal

Há diversos benefícios, mas também há a possibilidade de efeitos colaterais dependendo de cada paciente. Os principais efeitos observados são:

  • Sangramento vaginal de graus variados;
  • Inchaço;
  • Dor de cabeça (cefaleia);
  • Alterações de humor;
  • Dor na mama;
  • Vasinhos nas pernas;

O uso dos hormônios também aumenta o risco para algumas doenças e condições, como:

  • Câncer de mama;
  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Trombose venosa profunda;
  • Embolia pulmonar;
  • Retorno de sintomas relacionados à endometriose;

5 - Quem pode e quem não pode fazer a reposição hormonal?

Mulheres saudáveis que apresentam sintomas do climatério podem fazer a terapia hormonal normalmente.

A reposição não é recomendada para pacientes com antecedente de câncer de mama, doença coronariana, acidente vascular cerebral (AVC), sangramento genital sem causa definida, doenças graves de fígado e embolia pulmonar, assim como mulheres com risco de desenvolver qualquer dessas condições.

A fitoterapia na menopausa

A fitoterapia tem se mostrado como importante opção para tratar os sintomas do climatério.

Há plantas que contêm fitoestrogênios, moléculas vegetais que têm o formato parecido com as moléculas de estrogênio e que, por serem compatíveis com os receptores desse hormônio, conseguem “enganar” o corpo. Por não serem o hormônio em si, não há os efeitos colaterais da reposição hormonal.

As plantas que podem ser utilizadas na menopausa e climatério são:

Para os outros sintomas emocionais, também há fitoterápicos que ajudam nos quadros moderados de depressão, ansiedade e insônia:

Dois casais sorrindo

Alimentação na Menopausa

Uma alimentação saudável é fundamental para a prevenção de futuros problemas que podem aparecer depois da menopausa, como osteoporose e doenças cardiovasculares. Com a idade, o corpo começa a absorver menos nutrientes, então também é preciso prestar atenção nos níveis de vitaminas e minerais para ver se é preciso começar uma suplementação.

Comida saudavel

Veja abaixo uma lista com diversas vitaminas e minerais que vão ajudar na pós menopausa:

Cálcio - Componente importante dos ossos, ajuda a evitar a osteoporose. A prática de exercícios também aumenta a absorção de cálcio.

Fontes de cálcio: leite e seus derivados, brócolis, repolho, couve, tofu (queijo de soja), castanhas, peixes e frutos do mar.

Vitamina K - Importante para a produção dos ossos (ajuda na ação da osteocalcina e ácido gama-carboxiglutâmico). Também ajuda na coagulação do sangue em ferimentos.

Fontes de Vitamina K: Verduras em geral. Cereais, frutas e carnes também têm Vitamina K, mas é muito pouco.

Vitamina D - Regula o metabolismo do cálcio e a calcificação óssea normal. Sua fonte principal é a luz do sol, que ativa a pró-vitamina D, por isso as pessoas que não tomam muito sol precisam fazer suplementação.

Fontes de Vitamina D: Carne vermelha, frango, peixe, ovos, leite e seus derivados.

Vitamina C - É antioxidante, estimula o sistema imunológico, auxilia na formação de neurotransmissores, ajuda no controle do colesterol e é muito importante para a manutenção do colágeno e tecidos conjuntivos (pele, cartilagens, ossos, etc.)

Fontes de Vitamina C: Frutas cítricas, acerola, caju, goiaba, kiwi, pimentão e verduras em geral.

Complexo B - As vitaminas B ajudam nos sintomas da menopausa, como fogachos, ansiedade e depressão. Também ajudam na manutenção dos ossos, no bom funcionamento do sistema nervoso e na composição das células do sangue. Elas previnem a aterosclerose e auxiliam na produção de ácidos graxos e esteroides.

Fontes de vitaminas do complexo B:

  • B1 - levedura de cerveja, sementes de girassol, feijão, aveia, arroz integral, pescados e fígado.
  • B2 - brócolis, amêndoas, gérmen de trigo, ovos, aves, fígado, leite e iogurte.
  • B3 - peixes (principalmente atum), frango, brócolis, sementes de girassol e requeijão.
  • B5 - fígado, feijão, semente de girassol, ovo, repolho e brócolis.
  • B6 - arroz integral, peixes (principalmente atum), frango, fígado, uvas, repolho e gérmen de trigo.
  • B12 - carnes, ovos, leite e seus derivados.

Vitamina E - É antioxidante e ajuda na manutenção da pele e dos tecidos de sustentação. Ela diminui as ondas de calor e o risco de desenvolver aterosclerose.

Fontes de Vitamina E: Óleos vegetais, gérmen de trigo, cereais integrais, castanhas, sementes, abacate, vegetais folhosos e kiwi.

Cobre - Previne anemia e fadiga, ajuda na sustentação da pele e na qualidade das cartilagens.

Fontes de cobre: Grão-de-bico, feijão branco e lentilha.

Ácidos graxos insaturados - Diminuem as ondas de calor, a ansiedade, o mau colesterol e a probabilidade de desenvolver aterosclerose.

Fontes ácidos graxos insaturados: Semente de linhaça e azeite.

Cromo - É importante para a função da insulina e o metabolismo dos lipídios.

Fontes de cromo: Frutas, vegetais, carnes, aves, peixes, leite, queijos, batata com casca, castanhas e grãos integrais.

Magnésio - É fundamental para a absorção do cálcio, prevenindo a osteoporose. Melhora a concentração, reduz a ansiedade, previne cãibras e estimula a formação e reparação dos tecidos.

Fontes de magnésio: Uva, banana, abacate, grão, gérmen de trigo, aveia, nozes, grãos, sementes, leite, pão, peixes, batata, beterraba, couve e espinafre.

 

Ficou com dúvidas? Nossos fitoterapeutas estão à disposição e você pode falar com eles clicando aqui.

Será um prazer enorme ajudar você!

 

Fontes que usamos neste informativo:

Manual de Atenção à Mulher no Climatério / Menopausa (Pág. 143)

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_atencao_mulher_climaterio.pdf

Menopausa

https://www.einstein.br/noticias/noticia/menopausa

Menopausa

https://www.unimed.coop.br/web/santos/viver-bem/saude-em-pauta/menopausa

Menopausa não é mimimi! Saiba como e quando adotar a terapia de reposição hormonal

https://noticias.r7.com/saude/menopausa-nao-e-mimimi-saiba-como-e-quando-adotar-a-terapia-de-reposicao-hormonal-24082019

Conheça mitos e verdades sobre a menopausa

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/53450-conheca-mitos-e-verdades-sobre-a-menopausa

Os benefícios do consumo de alimentos ricos em magnésio

https://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/os-beneficios-do-consumo-de-alimentos-ricos-em-magnesio/

Comentários


  • Rui Óscar
    Boa tarde. Como sempre, aliás, vosso artigo está óptimo. Para quando um sobre a andropausa? 🤔. Abraço de um cliente de Portugal. Abraço Rui Óscar
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Rui. Seu retorno é muito importante para nós, para que possamos saber se o nosso trabalho está sendo efetivo. Nossa missão é levar informação para que as pessoas possam aprender a se cuidar.Obrigado pela dica, vamos passar seu pedido para o setor de conteúdos, mas caso tenha alguma duvida pode entrar em contato conosco pelo e-mail farmacia@oficinadeervas.com.br . Vai ser um prazer auxilia-lo .Ficamos a disposição.

Deixe seu comentário sobre:
Menopausa: Fogo que arde sem se ver