Diabetes mellitus: Sintomas, Causas e como a Fitoterapia pode ajudar

Diabetes: uma palavra tão simples que causa tantos arrepios! Muita gente prefere não se informar do assunto por puro receio, mas é necessário entender mais sobre a Diabetes para preveni-la ou tratá-la! No informativo deste mês, a Oficina de Ervas te ajuda a compreender essa doença metabólica e como a Fitoterapia pode nos ajudar. Vamos lá?

Se você já quiser saber quais são os fitoterápicos mais utilizados para Diabetes, clique aqui!

 

O que é Diabetes?

A Diabetes é uma doença metabólica crônica, ou seja, é uma doença que impacta o corpo em suas reações químicas e processos para que ele continue funcionando plenamente. E por ser crônica, significa que a doença precisa de tratamento contínuo e, se não houver cuidado, pode se tornar grave. No caso de Diabetes, o processo impactado no corpo é a ação e/ou a produção de insulina.

Mas o que é a insulina?

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, uma glândula que fica atrás do estômago. Esse hormônio metaboliza a glicose (açúcar) no nosso sangue, tornando-a disponível para ser absorvida pelo nosso organismo. A glicose é uma fonte de energia para que as células funcionem bem. Se falta insulina ou ela não age no organismo, a glicose (açúcar) não é metabolizada nas células e sua concentração aumenta no sangue (hiperglicemia).

Então a diabetes mellitus é isso: a diminuição da ação ou produção dessa insulina, causando consequências muito sérias no nosso corpo a longo prazo, como neuropatias, problemas vasculares e amputações. Por isso o tratamento de Diabetes é tão importante! Hoje, as opções de tratamento de Diabetes são muito mais avançadas do que no passado, tornando a vida de pacientes muito melhor e mais longeva.

Já que a Diabetes atinge muitas pessoas — e parte delas podem ser nossos amigos, familiares, colegas ou nós mesmos — é bom saber que existem formas cada vez mais eficientes de manter os pacientes saudáveis. Apenas não podemos esquecer que parte da responsabilidade ainda é do próprio paciente para prosseguir com seu tratamento adequadamente!

A Oficina de Ervas oferece mais informações sobre Diabetes no artigo "Um dos males do nosso século: o DIABETES! Informe-se!" que você pode ler clicando aqui. E hoje vamos complementar e atualizar dados importantes sobre essa doença. Segundo o Atlas da Diabetes de 2021:

 

Quais são os tipos de Diabetes?

Existem tipos diferentes de Diabetes. Veja abaixo a diferença entre eles:

Sintomas de Diabetes

Os sintomas de Diabetes são bem acentuados no Tipo 1, incluindo náuseas, vômitos e mudanças de humor. Já o tipo 2 e a Pré-Diabetes podem ter sintomas mais brandos no início. A Gestacional dificilmente apresenta sintomas, mas ainda vale a pena manter a atenção e não faltar ao pré-natal!

De modo geral, os sintomas clássicos que acendem os sinais de alerta para Diabetes são:

 

Outros sintomas menos específicos, mas ainda preocupantes, são:

 

Como saber se tenho Diabetes?

Depois de ver os sintomas, é possível que você se pergunte quais são as causas e como saber se você possui a doença. As causas de Diabetes são multifatoriais, embora 90% dos casos sejam do tipo 2 — que, por sua vez, é associado ao estilo de vida do paciente. A genética também faz parte disso, então fique de olho se você tem parentes que desenvolveram Diabetes.

O diagnóstico, por sua vez, costuma ser simples. Profissionais da saúde irão sempre perguntar quais são seus hábitos alimentares e rotina de atividades físicas, além do histórico de saúde de familiares próximos. Os fatores de risco são sempre levados em consideração; em seguida, vêm os testes laboratoriais — exames de sangue que irão medir a quantidade de açúcar no sangue.

O diagnóstico é confirmado quando a glicemia dá igual ou acima de 126mg/dL.

É fundamental procurar médicos para tirar a dúvida se você tem ou não Diabetes. Mesmo que o diagnóstico positivo provoque receio, busque ajuda de profissionais da saúde. Não tenha medo, pois você receberá orientações para tornar sua qualidade de vida melhor.

E não se esqueça de continuar o acompanhamento médico. Por ser uma doença metabólica, a Diabetes pode evoluir com o tempo e, conforme sua idade avançar, surgirão novas necessidades. Continue cuidando de seus hábitos e faça visitas regulares a profissionais de sua confiança.

 

É possível prevenir a Diabetes?

Sim e não.

Quando se trata de Diabetes do tipo 1, é uma doença autoimune detectada na infância ou adolescência, não relacionado aos hábitos do paciente. Portanto, Diabetes do tipo 1 não pode ser prevenida.

Já a Diabetes do tipo 2, a mais comum, é possível prevenir. Os fatores hereditários ainda influenciam o desenvolvimento da doença, mas não podemos descartar o peso do estilo de vida. Veja abaixo algumas medidas que ajudam a prevenir ou retardar o aparecimento da Diabetes do tipo 2.

Melhor Alimentação — Invista em alimentos mais saudáveis e menos ultraprocessados. A dieta Mediterrânea é muito famosa por apresentar benefícios para a saúde, mas você não precisa importar azeite da Grécia ou comer só frutos do mar caros. Pense na sua alimentação como um estilo de vida: grãos, frutas, hortaliças e legumes frescos, respeito à sazonalidade de vegetais, consumo de peixes (que podem ser locais), azeite de boa qualidade e sementes. Menos açúcares simples como doces e refrigerantes.

Mais Atividades Físicas — A prática de atividades físicas não precisa ser encarada como algum tipo de punição ou suscitar sentimentos desagradáveis. Mover seu corpo deve ser prazeroso para você, então procure atividades que façam sentido para sua rotina: danças, caminhadas, natação, esportes em grupos ou qualquer outra atividade que você se divirta movendo o corpo.

Menos Estresse — Talvez essa seja a medida preventiva mais desafiadora, já que nem sempre o estresse é 100% responsabilidade nossa. Mas existem sim maneiras eficientes de lidar com as dificuldades do dia a dia sem provocar uma reação violenta do corpo! Seguindo as duas dicas anteriores já facilita bastante (alimentação balanceada + atividades físicas), e além disso dormir bem e investir no equilíbrio emocional irão te ajudar. Evitar o estresse é importante para controlar o cortisol no corpo, que age como antagonista da insulina. E se o cortisol é antagonista da insulina, isso significa mais glicose no sangue caso você se estresse com frequência.

Menos Vícios — Não é fácil largar o vício em cigarro ou álcool, mas é importante para preservar sua saúde em geral e também para prevenir Diabetes. O álcool altera as taxas glicêmicas do corpo e o tabagismo, apesar de não impactar diretamente no controle glicêmico, piora a saúde e favorece doenças cardíacas — que podem complicar problemas decorrentes de Diabetes. Encontre pessoas e alternativas saudáveis para te ajudar nessa jornada longe dos vícios.

Já deu para entender que essas medidas são importantes tanto para a prevenção da Diabetes do tipo 2 quanto para a manutenção da sua saúde em geral. Quem já é diagnosticado com Diabetes, além dos cuidados específicos para a doença, também terá a recomendação de adotar um estilo de vida mais saudável para o tratamento.

Outro ponto fundamental é consultar regularmente profissionais da saúde para conferir como está sua saúde! Os desdobramentos do Covid-19 ainda estão sendo estudados, mas já há associações de infecções pelo Covid-19 e o aumento de risco de desenvolver Diabetes do tipo 2. Então se você foi infectado — mesmo com sintomas leves — nos últimos 12 meses, cuide bem da sua saúde e acompanhe os níveis de glicemia. O acompanhamento médico pode ser feito pelo SUS e pelos planos de saúde.

 

Tratamento de Diabetes

Se você recebeu o diagnóstico de Diabetes, pode ser desafiador para aceitar e entender todas as consequências que isso traz. Primeiro, saiba que não será uma jornada solitária: existem muitas outras pessoas diagnosticadas que podem trocar experiências com você, além de profissionais da saúde que irão te acompanhar.

Orientações médicas e exames regulares são necessários em todos os casos de Diabetes (tipo 1, tipo 2, gestacional e pré-diabetes) e uma rotina saudável é fundamental para manter a qualidade de vida e reduzir os impactos da doença. Veja como é o tratamento geral da Diabetes:

Muita gente se assusta com a possibilidade de usar insulina. Se esse for o seu caso, converse de forma honesta com os médicos que te atendem para encontrar uma aplicação de insulina à qual você se adapte melhor. Conheça bem os medicamentos que você utiliza e não troque ou suspenda o uso de fármacos sem orientações!

Anotar sua rotina em cadernos ou aplicativos pode ser uma boa alternativa para manter um acompanhamento consistente dos seus níveis glicêmicos, alimentação, frequência de consultas médicas e atividades físicas. Lembre-se: mesmo que você não esteja sentindo sintomas de Diabetes, o tratamento é contínuo.

Diabéticos tiveram dificuldades para manter a rotina de exames e comprar medicamentos durante as fases mais graves da pandemia, o que pode levar a prejuízos para a saúde — sem tratamento, a Diabetes pode impactar ao desenvolvimento de doenças graves como problemas cardiovasculares, retinopatia (doença da retina), nefropatia (doença nos rins) e neuropatia (doença do sistema nervoso). Felizmente, hoje a situação é bem mais animadora e a busca pelos cuidados com a saúde está mais fácil do que há 3 anos.

 

Como a Fitoterapia pode ajudar na Diabetes

Existem Fitoterápicos cujos componentes são estudados por reduzirem os sintomas de Diabetes e/ou auxiliarem no tratamento dessa doença. Vamos conferir quais plantas são? Veja a lista abaixo:

Melão de São Caetano É uma opção muito popular para regular a glicemia devido a uma série de mecanismos: componentes parecidos com a insulina em sua estrutura molecular (que agem de forma semelhante a ela), estímulo nas células do pâncreas para produzir mais insulina e aumento da sensibilidade de receptores de insulina nas células. (ver produto)

Pata de VacaAlém de diminuir o açúcar no sangue, a planta também diminui a glicosúria, que é a presença de açúcar na urina. Esses efeitos podem vir da quercetina e do kampferol em sua composição, mas os mecanismos ainda são estudados. Alerta-se que a ação hipoglicemiante ocorre somente em pessoas diabéticas, portanto pessoas não-diabéticas não sofrerão de hipoglicemia ao consumir Pata de Vaca. (ver produto)

Pedra-ume-caá A Pedra-Ume-Caá promove inibição de enzimas que quebram e processam açúcar, evitando a hiperglicemia. Portanto, é de grande ajuda para o controle de índices glicêmicos! (ver produto)

Gimena — A Gimena é conhecida por aumentar a liberação de insulina no corpo, diminuindo consequentemente a taxa de glicose, ou seja, o açúcar. Também pode auxiliar na redução de apetite por sabores doces, o que ajuda bastante a rotina de quem tenta controlar os níveis glicêmicos e gosta de doces. (ver produto)

Jambolão — O Jambolão também auxilia no controle de açúcar no sangue! Há indícios de que essa planta aumenta os níveis de insulina no organismo, ou seja, facilita a quebra de açúcar, embora os mecanismos de ação do Jambolão ainda não tenham sido completamente elucidados. (ver produto)

Graviola Além de ser um alimento muito nutritivo e gostoso, as folhas da Graviola apresentam benefícios ao controle da Diabetes, pois inibem a enzima alfa-glucosidase, fazendo com que os carboidratos sejam digeridos vagarosamente e as concentrações de glicose diminuam no período após refeições. (ver produto)

Feno Grego O Feno Grego pode ser utilizado como um excelente condimento na sua alimentação! E também auxilia no controle de índices glicêmicos, pois estimula os receptores de insulina, facilitando a redução de glicose no sangue. (ver produto)

Stevia — É uma aliada poderosa para a substituição de açúcar na dieta, já que é considerada um adoçante natural. (ver produto)

Alecrim do Campo Essa planta apresenta mais de um benefício à saúde, por exemplo no alívio de desconfortos gastrointestinais e gripes. No caso da Diabetes, o Alecrim do Campo apresenta ação hipoglicemiante, pois regula a atividade do pâncreas para aumentar os níveis de insulina. (ver produto)

Carqueja — A Carqueja é uma velha conhecida de muita gente, pois ajuda nos problemas do fígado, vesícula biliar e má digestão. É também usada para controlar os índices glicêmicos em pessoas diabéticas, pois reduz a resistência do nosso organismo à insulina. (ver produto)

Pau Tenente — Trata-se de uma espécie nativa do Brasil e carece de maiores estudos, embora sua ação no controle de Diabetes seja reconhecida na medicina tradicional. Há indícios de que o Pau Tenente auxilie a controlar os índices glicêmicos por aumentar a sensibilidade dos tecidos à insulina. (ver produto)

Embora todos os produtos supracitados sejam naturais, isso não significa que estão isentos de efeitos colaterais e indicações de uso mais específicas. Sempre busque orientação médica no tratamento de quaisquer doenças, principalmente Diabetes. A fitoterapia pode te ajudar de forma complementar a depender do caso, afinal, as condições de saúde de cada paciente são diferentes — e seus respectivos tratamentos também.

Por isso, consulte um fitoterapeuta antes de começar um tratamento com algum Fitoterápico. Você pode falar com um agora mesmo, clicando aqui. Estamos à disposição para ajudar com mais informações e dicas!

Vamos alcançar maior qualidade de vida hoje?

Este conteúdo foi preparado com muito carinho e esperamos que a leitura tenha sido útil para você se cuidar melhor. Não se esqueça de que os fitoterápicos podem te ajudar! Procure o apoio de profissionais da área da saúde para uma avaliação completa e cuide da sua saúde com muito zelo, sabendo que você também pode contar com o auxílio da Oficina de Ervas!

Se gostou do nosso informativo, opte por comprar os fitoterápicos para Diabetes clicando aqui.

E se sobrou alguma dúvida, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

 

Bibliografia

https://bvsms.saude.gov.br/diabetes/

https://www.saude.pr.gov.br/Pagina/Diabetes-diabetes-mellitus

https://drauziovarella.uol.com.br/drauzio/artigos/diabetes-e-covid-artigo/

https://www.msdmanuals.com/pt/profissional/distúrbios-endócrinos-e-metabólicos/diabetes-mellitus-e-distúrbios-do-metabolismo-de-carboidratos/diabetes-melito-dm

https://repositorio.unifesp.br/bitstream/handle/11600/66855/TCC_Lucas%20de%20Santana%20Carnelós_PDFA.pdf?sequence=4&isAllowed=y

https://medprev.online/blog/doencas/como-prevenir-a-diabetes/

https://blog.partmedsaude.com.br/diabetes-7-cuidados-para-quem-convive-com-essa-doenca/

https://emdiabetes.com.br/wp-content/uploads/2021/11/IDFDA10-global-fact-sheet.pdf

https://emdiabetes.com.br/wp-content/uploads/2021/11/IDF-Atlas-Factsheet-2021_SACA.pdf

https://www.cnnbrasil.com.br/saude/diabetes-aumentou-16-na-populacao-mundial-nos-ultimos-dois-anos/

https://saude.abril.com.br/coluna/com-a-palavra/os-quatro-pilares-para-o-tratamento-do-diabetes/

https://saude.abril.com.br/coluna/com-a-palavra/investir-na-educacao-sobre-diabetes-hoje-para-proteger-o-amanha/

https://saude.abril.com.br/coluna/guenta-coracao/diabetes-acucar-nao-e-unico-ingrediente-que-exige-moderacao/

https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-precisa-ser-feito-para-domar-o-diabetes-tipo-2-no-brasil/

https://www.researchgate.net/profile/Awad-Ahmed-2/publication/291274449_history_of_diabetes_mellitus/links/569f37b808aee4d26ad06c05/history-of-diabetes-mellitus.pdf?utm_medium=email&utm_source=transaction

http://www.revportdiabetes.com/wp-content/uploads/2019/11/RPD-Set-2019-História-da-Medicina-págs-131-136.pdf

https://revistapesquisa.fapesp.br/a-descoberta-da-insulina/

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_doenca_cronica_diabetes_mellitus.pdf

https://www.saude.mg.gov.br/ajuda/story/6656-diabetes-saiba-o-que-o-sus-oferece-para-controle-e-tratamento-da-doenca

https://agenciadenoticias.uniceub.br/destaque/tratamento-de-diabetes-no-sus-medica-garante-vitorias-com-evolucao-de-remedios/

https://vitallogy.com/feed/Glicose+e+Insulina%3A+energia+nas+nossas+celulas/112

https://revistafitos.far.fiocruz.br/index.php/revista-fitos/article/view/118/117

https://www.scielo.br/j/rbpm/a/QYmhzwbrRhjCyGVS6LWbxtF/?lang=en

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• Ubiratan Cesar Barbosa
Quero uma erva ou um composto de ervas que seja realmente potente, para baixar a glicemia, pos quando messo açúcar ele está acima de 300. e os médicos só fazem assustar, mas não acertam no melhor medicamento, Metiformina , glifage ...
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Ubiratan Recomendo que faça o uso do Melão de São Caetano na apresentação de extrato seco que é mais concentrado. Clique no link abaixo para mais informações sobre o Melão de São Caetano: https://www.oficinadeervas.com.br/melao-de-sao-caetano Para dúvidas e orientações clique no link abaixo para falar com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Leila Maria Santos Oehlmeyer
Olá. Meu último exame de sangue como controle do cardiologista, apresentou um índice acima do valor de referência indicando diabetes mellitus 2. Eu quero muito tentar normalizar este indice um pouco acima, com fitoterapia para não necessitar de medicamentos.. Será possível?
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Leila Poderia iniciar usando o Melão de São Caetano (extrato seco dos frutos) de 500mg, tomando 1 cápsula 2 vezes ao dia (30 min antes do almoço e jantar). Clique no link abaixo para ver mais informações e adquirir: https://www.oficinadeervas.com.br/melao-de-sao-caetano Caso tenha alguma dúvida, clique no link abaixo e fale com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos á disposição.


• Josele Lima de Oliveira
Já tomo Glicazida 60mg, Forxiga 10.g, e cloridrato de pioglitazona 30 mg. Só posso fazer caminhadas, porque operei coração. Minha glicemi esta sempre entre 135 em jejum e no fim do dia até 200. Faço dieta de integrais, ñ fumo, ñ bebo refrigerantes e não uso açúcar. Às vezes p uso culinário uso Demerara. Posso tomar algum fitoterápico diariamente? Qual seriao + recomendável no meu caso? Os remédios alopatas além de caros, tem sido acrescetados outros pela endo, pq ñ estão resolvendo muito. Tenho 72 anos, sexo masc e já fiz raspagem de próstata, retirei visicula e 2 x fiz cirurgia de varizes. Grato pela atenção.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Josele Para melhor te orientar, clique no link abaixo e fale com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Rinaldo Oliveira
O meu diabetes é emocional, não abuso de doce e nem de alimentação. CHEga a dar a HI E não abaixa por nada,chego a perder 7kilos em menos de um mês. O que pode me ajudar a abaixar, o nível glicemico ????
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Rinaldo No seu caso é importante que se faça o exame da glicemia pelo sangue e um acompanhamento com endocrinologista. Quando dá HI já existem muitos riscos à saúde e dentro da fitoterapia não há nada que possa baixar rapidamente esses níveis de glicose. Caso você queira conversar com um de nossos fitoterapeutas, pode entrar em contato pelo link abaixo. Informe sua idade, peso, medicamentos que usa, sua rotina, alimentação, etc. https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• OSMAR KOEHLER MEGGETTO
Gostaria de saber se há fitoterápicos com todos os insumos mencionados para prevenção de pré-diabete.
⇒ Oficina de Ervas: Bom dia Osmar, Para a prevenção do Pré Diabete o recurso é investir em hábitos saudáveis e alimentação.Não é recomendado o uso de medicamentos nesse caso.Nem na pré diabete já está instalada, na maioria dos casos, a mudança de hábitos alimentares e exercícios físicos é suficiente para reverter o quadro. Para uma orientação mais personalizada, esclarecimentos ou orientações, entre em contato com um de nossos fitoterapêutas através dos links: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta https://www.oficinadeervas.com.br/zap Estamos à disposição


Artigo Dilênia ou Maçã de Elefante? Entenda os benefícios do uso medicinal dessa planta! 16 Jul 2024 Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos