Pata de Vaca: conheça os benefícios e como tomar

Conheça nossas fórmulas magistrais para Pata de Vaca. Veja nossa lista de opções:
Chá orgânico 30g,   Extrato Fluido 60mL,   Tintura 60mL,   90 cápsulas de 300mg,   Tintura 60mL (Kit com 2 frascos),   90 cápsulas de 300mg (Kit com 2 frascos),   

A Pata de Vaca, de nome científico Bauhinia forficata, é uma árvore nativa da nossa Mata Atlântica que pertence à família Fabaceae. Também é conhecida por unha de vaca, casco de vaca, mão de vaca, pata de boi, unha de boi, bauínia, miroró e mororó. Ela recebeu esse nome porque suas folhas lembram o formato do casco de uma vaca. Quanto ao seu nome científico, Bauhinia é um gênero denominado no ano de 1753 em homenagem ao botânico Gaspar Bauhin, e forficata vem de forca, porque nos ramos há espinhos que lembram um forcado.

Essa Pata de Vaca é uma planta arbustiva que pode atingir até 8m de altura. Suas folhas adultas medem de 7 à 12cm de comprimento e são divididas em dois lobos. As flores são vistosas, possuem 5 pétalas compridas com até 9 cm de comprimento e 10 estames compridos. Seus frutos são vagens achatadas e as sementes também são achatadas, de cor castanho-escura e até 1cm de comprimento.

As principais características que diferenciam essa espécie de Pata de Vaca das outras, são a presença de ramos com espinhos e flores exclusivamente brancas, pois as outras espécies do gênero Bauhinia não têm espinhos e possuem flores de coloração entre branco e rosa.

Veja abaixo para que serve a Pata de Vaca, como tomar em cápsulas, se aumenta a pressão, como age no diabetes e várias outras informações.

Pata de Vaca

Diversos usos da Pata de Vaca

As plantas do gênero Bauhinia são usadas para diversas finalidades, como produção de:

  • Caixas e caixotes de madeira;
  • Peças em carpintaria e marcenaria;
  • Caibros, mourões e estacas para construção;
  • Celulose e papel;
  • Carvão e lenha de boa qualidade;
  • Forragem para animais, pois as folhas são ricas em proteínas e carboidratos;
  • Artesanato, feito com as cascas dos frutos;
  • Cordas, feitas das fibras das cascas dos frutos.

 

A Pata de Vaca também é usada em parques e jardins por ter flores bonitas e fornecer pólen para as abelhas. Como ela não cresce muito, é recomendada para arborização de ruas estreitas e sob a rede elétrica. Ela também é uma ótima planta para ajudar em reflorestamentos, por ser uma importante fixadora de nitrogênio no solo.

As pétalas frescas da flor da Pata de Vaca também são comestíveis, podendo ser adicionadas em doces, compotas, geleias e para enfeitar saladas.

 

Benefícios da Pata de Vaca

Além de todas essas funções, a Pata de Vaca é uma importante planta medicinal brasileira, usada popularmente para tratar diferentes enfermidades desde a antiguidade. Essa variedade de ações terapêuticas se devem aos vários constituintes químicos presentes na planta, como:

  • Esteróis (β-sitosterol);
  • Flavonóides (principalmente rutina, quercetina e o kampferol);
  • Heterosídeos (cianogênicos e saponínicos, especialmente bauhinósideo);
  • Pinitol;
  • Cumarinas;
  • Ácidos orgânicos;
  • Glicosídeos;
  • Gomas;
  • Mucilagens;
  • Sais minerais.

 

Embora haja pesquisas que listam os ativos da Pata de Vaca e comprovam seus benefícios, pouco se conhece sobre como exatamente eles agem no nosso corpo.

Uso da Pata de Vaca para diabetes

Pata de vaca folhas

A primeira pesquisa sobre a Pata de Vaca foi feita pela Doutora Carmela Juliani, que descreveu a ação hipoglicemiante da planta nos anos de 1929, 1931 e 1914. Por isso, a planta é frequentemente estudada com relação à diabetes. Além de diminuir o açúcar no sangue, a planta também diminui a glicosúria, que é a presença de açúcar na urina. Ainda não se sabe como esse processo ocorre, mas há pesquisas que desconfiam que seja pela ação da Quercetina e no Kampferol.

É importante ressaltar que esse efeito acontece apenas em pessoas diabéticas. A Pata de Vaca não diminui o açúcar de pessoas não-diabéticas, portanto não causa hipoglicemia. Ela também não funciona em não-diabéticos com hiperglicemia, ou seja, se a pessoa for saudável e ingerir uma quantidade enorme de açúcar, a planta não vai diminuir a quantidade de açúcar que foi para o sangue dela.

A Pata de Vaca também diminui a taxa de triglicérides e acelera o metabolismo de carboidratos e, como o açúcar é um carboidrato, o organismo acaba consumindo mais rápido o açúcar presente no sangue.

 

Uso da Pata de Vaca na gravidez

O desenvolvimento de diabetes durante a gestação é relativamente comum, por causa das variações de hormônios que ocorrem na gravidez, e isso pode interferir no desenvolvimento do embrião, causando anomalias e deformações no bebê. Como grávidas diabéticas costumam fazer uso da Pata de Vaca, pesquisas foram feitas para garantir que esse uso é seguro.

Foi descoberto que a Pata de Vaca não controla a glicemia da gestante diabética, mas protege o feto dessas deformações e contribui para a manutenção da integridade do útero. Também foi comprovado que o uso da planta durante a gestação é seguro tanto para a grávida quanto para o bebê.

 

Uso da Pata de Vaca como antioxidante

Os flavonoides da Pata de Vaca, principalmente o Kampferol, também mostraram ter ação antioxidante. Isso é muito importante para pessoas diabéticas, pois quando a taxa de glicose no sangue aumenta muito, os lipídeos e proteínas começam a oxidar, e isso causa danos nas células do pâncreas. Então a ação antioxidante da planta consegue proteger o pâncreas dos diabéticos desses danos.

 

Uso da Pata de Vaca como diurético

A Pata de Vaca também estimula a filtragem dos rins e a produção de urina. Além de diminuir a quantidade de açúcar no xixi (glicosúria), ela também diminui a quantidade de ureia. Essa ação diurética é percebida em pouco tempo depois da ingestão da planta.

 

Uso da Pata de Vaca na coagulação do sangue

Há ativos na Pata de Vaca que inibem a ação do fibrinogênio, ou seja, impede a coagulação do sangue. Dessa forma, ajuda no tratamento de elefantíase, trombose, embolias e outras doenças que ocorrem devido à formação de coágulos no sangue.

A planta também pode ser utilizada em casos de picadas que causam coagulação do sangue, como a picada do escorpião Tityus serrulatus e as picadas das cobras Jararacuçu (Bothrops jararacussu) e Crotalus (Crotalus durissus terrificus).

 

Uso da Pata de Vaca para problemas de estômago

A Pata de Vaca pode ser utilizada para ajudar no tratamento de doenças estomacais, pois os flavonoides (rutina e kampferol) estimulam a produção do muco que protege a parede do estômago dos ácidos digestivos. Isso ajuda também na prevenção de úlceras gástricas e outras doenças do estômago.

 

Uso da Pata de Vaca para pressão alta: não aumenta a pressão

Quem tem pressão alta também pode consumir a Pata de Vaca porque ela não aumenta a pressão. Aliás, ela pode até ajudar a abaixar a pressão, pois possui um efeito relaxante das veias e artérias, que também ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares.

 

Uso da Pata de Vaca para prevenção de câncer

Apesar de não ser seu uso principal, há diversas pesquisas sendo feitas sobre o uso da Pata de Vaca para prevenção e tratamento de câncer. Uma lectina obtida da planta ajuda a matar as células cancerosas (apoptose), inibir sua proliferação e impedir sua adesão aos tecidos saudáveis. Ou seja, além de ajudar a combater o tumor, ela impede que ele cresça e se espalhe. Estudos já foram feitos em células de câncer de mama e de fígado com resultados promissores.

Outro benefício da Pata de Vaca para o tratamento de câncer é a proteção contra efeitos colaterais de alguns quimioterápicos que causam deformações em células saudáveis, como a ciclofosfamida.

Uso da Pata de Vaca como antimicrobiano

Pata de vaca flor

As mesmas lectinas presentes na Pata de Vaca também inibem a adesão de bactérias nos tecidos, ajudando a impedir o crescimento de uma infecção. Estudos tiveram resultados positivos com bactérias como:

  • Bacillus cereus e subtilis
  • Escherichia coli
  • Micrococcus luteus
  • Proteus mirabilis
  • Salmonella typhimurium
  • Staphylococcus aureus
  • Staphylococcus epidermidis
  • Streptococcus mutans e sanguis

 

Cuidados e precauções

A Pata de Vaca não apresenta toxicidade e pode ser consumida sem maiores preocupações. Ela não causa danos no fígado, nos rins e nem no pâncreas. Mas, devido à sua ação anticoagulante, quem tem dificuldade de coagulação deve evitar seu uso.

O único efeito colateral comprovado da Pata de Vaca é a diminuição do colesterol HDL, chamado popularmente de colesterol bom, responsável por limpar as placas de gordura das veias e artérias. A diminuição não é muito grande, mas quem já estiver com o HDL baixo, é bom levar isso em conta antes de fazer uso da planta.

 

Como tomar Pata de Vaca: em chá ou em cápsulas

O chá de Pata de Vaca é feito adicionando 1 colher de sobremesa da planta picada para cada xícara de água fervente. Pode ser tomada 1 xícara do chá de 2 a 3 vezes ao dia.

Para quem não gosta do chá, também tem como tomar a Pata de Vaca em cápsulas, podendo seguir a sugestão de tomar 1 cápsula de 300mg de 2 a 3 vezes ao dia. E quem precisar de algo mais concentrado, também há opções em gotas na forma de tintura e extrato fluido.

Todos esses tipos de produto de Pata de Vaca você encontra com qualidade e confiança aqui no nosso site mesmo e você pode comprar clicando aqui.

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: Pata de Vaca: conheça os benefícios e como tomar

Deixe seu comentário sobre:
Pata de Vaca: conheça os benefícios e como tomar