Garra do Diabo

Preço Especial A partir de R$ 40,00

Disponível

Resumo:

Garra do Diabo possui ação anti inflamatória. Indicada para artrites, artroses, dores na coluna, traumas, tendinites e fibromialgia. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!
Ver descrição completa

Fórmula Magistral Unitário Quantidade  
R$ 64,00  
R$ 90,00  
R$ 67,00
R$ 58,80
 
R$ 114,00
R$ 99,50
 
R$ 228,00
R$ 199,20
 
R$ 114,00  
R$ 61,00  
R$ 122,00
R$ 107,60
 
R$ 40,00  

 

Ainda em dúvida? Clique aqui e fale com nosso fitoterapeuta

Veja para que serve Garra do Diabo

Garra do Diabo (Harpagophytum procubens)

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Possui ação anti-inflamatória. Indicada para artrites, artroses, dores na coluna, traumas, tendinites e fibromialgia.

FORMAS UTILIZADAS:

- Cápsulas (pó)

- Cápsula de Extrato Seco a 5% de harpagosideos (forma concentrada)

- Tintura (líquido a 20%)


*Não se trata de propaganda, e sim de descrição do produto, consulte sempre um especialista. **Venda Sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a resolução 586/2013 do conselho de farmácia. Consulte-o. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

Garra do Diabo: para que serve e efeitos colaterais

A única coisa que a Garra do Diabo agarra é a dor reumática! Sim, essa planta de nome chamativo é uma poderosa aliada contra dores reumáticas, tais como artrite, artrose e tendinite. Que tal entender mais sobre ela? Neste artigo, você vai conhecer os benefícios e efeitos colaterais da Garra do Diabo.

 

O que é a Garra do Diabo?

A origem da Garra do Diabo é na África Meridional, ou seja, a parte sul deste continente, onde também existe o deserto Kalahari. Essa espécie é, inclusive, um emblema da Botswana, onde a Garra do Diabo é largamente utilizada no tratamento de dores. Povos indígenas da região coletam esse tipo de raíz para usá-la como medicamento, contribuindo muito para conhecimentos etnobotânicos — e esses conhecimentos fundamentais para indicar onde a medicina contemporânea pode pesquisar novos recursos para cuidar da saúde.

Os governos da Namíbia, Botswana e África do Sul têm promovido políticas e regulamentações para proteger a Garra do Diabo e determinar colheitas sustentáveis, protegendo tanto a espécie quanto os trabalhadores que dependem dela, já que também se trata de um item de valor econômico significativo.

O nome científico da Garra do Diabo é Harpagophytum procumbens, da família Pedaliaceae. É fácil entender a razão do nome popular comparar a espécie com uma garra, pois o formato do fruto apresenta vários ganchos apontando para direções diferentes. O seu nome científico também faz uma alusão a essa característica, pois harpago é derivado do grego e significa gancho.

Garra do diabo beneficios

Embora os usos tradicionais da Garra do Diabo sejam conhecidos há séculos pelos povos indígenas da África Meridional, por exemplo em chás, foi em 1820 que essa espécie foi descrita em por cientistas europeus — fato relacionado com explorações europeias em solo africano. No decorrer do século XX, passou a ser alvo de interesse da medicina convencional, em especial a alemã.

E como nós, no Brasil do século XXI, podemos aproveitar as qualidades da Garra do Diabo? É o que vamos descobrir a seguir!

 

Garra do Diabo: para que serve

Se na medicina tradicional de povos africanos a Garra do Diabo é também indicada para dores estomacais, pós-parto e febres, hoje a planta serve principalmente para tratamento de dores inflamatórias e reumáticas.

As partes utilizadas são as raízes secundárias e os integrantes de sua composição em geral são:

  • Iridóides glicosilados (ênfase no harpagosídeo)
  • Cumarinas
  • Flavonoides
  • Fenilpropanóides
  • Triterpenos
  • Diterpenos

Garra do diabo o que e

A Garra do Diabo possui ações:

  • Anti-inflamatória
  • Antinociceptiva (inibe a sensação de dor)
  • Analgésica
  • Antireumática
  • Antioxidante

 

Ela é vendida na forma de cápsulas do pó, cápsulas do extrato seco em pó e tintura. Se você tem dúvidas de onde encontrar a melhor opção de fitoterápico manipulado para você, não se preocupe! A Oficina de Ervas tem estas versões para você escolher.

 

E quais são as indicações de uso da Garra do Diabo?

A principal indicação da Garra do Diabo é para tratamento de dores, tais como:

 

Também é usada em dores na coluna, traumas e inflamações.

A Garra do Diabo ainda é um item que desperta muito interesse da ciência e são conduzidos estudos para averiguar seus mecanismos de funcionamento. Uma das principais substâncias dessa espécie, indicada até então como forte responsável pelas suas qualidades anti-inflamatórias, é o harpagosídeo. Não descarta-se um funcionamento sinérgico de seus componentes.

 

Dosagem usual recomendada

A dosagem usual depende do quadro da sua saúde e das dores que você sente! Afinal, dores inflamatórias necessitam de atenção, conferindo outros detalhes da sua saúde e estilo de vida. Também avalia-se a preferência de como tomar a Garra do Diabo, por exemplo em cápsulas ou tintura. Converse com nossos fitoterapeutas sobre seu caso e não deixe a sua saúde de lado! Entre em contato com um de nossos fitoterapeutas clicando aqui. Assim, ficará mais fácil entender como tomar a Garra do Diabo da melhor forma.

Garra do diabo dor inflamacao reumatismo

Garra do Diabo emagrece?

A Garra do Diabo não possui propriedades específicas que reduzam taxas de gordura no corpo e não há estudos que atestem sua capacidade de emagrecer, nem de engordar.

Assim, recomendamos sempre uma rotina saudável e lembramos que existem plantas mais específicas para quem deseja emagrecer. Você pode conferir mais informações e dicas de ervas indicadas para emagrecimento no nosso informativo também: É só clicar aqui para conferir 7 Dicas de Emagrecimento Saudável com Plantas.

 

Garra do Diabo: efeitos colaterais e contraindicações

Reações adversas, quando ocorrem, variam entre náusea, diarreia, vômito, dispepsia, mal-estar, cefaléia e tontura. Existe alguma contraindicação? Sim, pois como qualquer outro fitoterápico — e alopático também — são necessárias certas precauções de uso!

  • Não recomenda-se Garra do Diabo à gestantes, pois aumenta as chances de má formação do feto; nem lactantes, por falta de estudos que atestem um consumo seguro por estes pacientes.
  • Não é recomendado para crianças e para pacientes hipersensíveis ou alérgicos aos seus componentes.
  • Não é recomendado para pacientes com problemas gástricos ou intestinais.
  • Pacientes que utilizam medicamentos hipotensores, anticoagulantes ou medicamentos hipoglicemiantes devem evitar o uso de Garra do Diabo. Converse sempre com um profissional de saúde.

 

Garra do Diabo: preço e onde comprar

Você pode comprar a Garra do Diabo no nosso site, clicando aqui.

Em caso de dúvidas, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

Garra do diabo preco e onde comprar

Bibliografia

ANDERSEN, Monica L. et al. Evaluation of acute and chronic treatments with Harpagophytum procumbens on Freund’s adjuvant-induced arthritis in rats. Journal of Ethnopharmacology, v. 91, n.2-3, p.325-330, 2004. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0378874104000303?via%3Dihub> Acesso em: 30 sep. 2022.

HARPAGOPHYTUM In: Wikipedia: a enciclopédia livre. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Harpagophytum> Acesso em: 30 set. 2022.

MNCWANGI, Nontobeko et al. Devil´s Claw—A review of the ethnobotany, phytochemistry and biological activity of Harpagophytum procumbens. Journal of Ethnopharmacology, v. 143, n.3, p.755-771, 2012. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0378874112005387> Acesso em: 30 set. 2022.

L. GRANT, D. E. Mcbean, FYFE, L. WARNOCK, A.M. A review of the biological and potential therapeutic actions of Harpagophytum procumbens. Phytotherapy Research, v.21, n.3, p. 199-209, 2007. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/ptr.2029> Acesso em: 30 set. 2022.

Garra do Diabo possui ação anti inflamatória. Indicada para artrites, artroses, dores na coluna, traumas, tendinites e fibromialgia. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!

Artrite  Articulacao  Tendinite  Dores na coluna  Garra do diabo  Harpagophytum procubens  Antiinflamatório  Artrite  Dores  Dor muscular  Artrose  Dores na coluna  Coluna vertebral  Traumas  Osteoporose  Torções  Contusão  Fibromialgia  Kit articulacao 

Deixe sua avaliação

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico (Informe Cientifico do fornecedor).

Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

- Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis para manutenção da saúde;

- A(s) imagen(s) que indica(m) o(s) produto(s) é (são) meramente ilustrativa(s), sem nenhuma alusão técnica e/ou científica;

- De acordo com as normas da Anvisa, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do nosso farmacêutico;

- Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda;

- Não faça uso de medicamentos ou produtos sem orientação de um profissional médico ou farmacêutico;

Aproveite as formas de comunicação do nosso site e saiba mais detalhes com nossa equipe farmacêutica:

Por e-mail: farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: (16) 2133-4455
WhatsApp: (16) 98234-0111

- Se persistirem os sintomas, o médico ou farmacêutico deverá ser consultado;
- Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado.
- As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
- Consulte sempre um especialista;
- As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e nos laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação de prescrição de profissional habilitado ou cópia digital;

1- Mantenha todo e qualquer medicamento ou produtos para adultos longe do alcance de crianças;
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C;
3- Não partir ou mastigar esse produto;
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido;
5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação de fitoterápicos orais pode ser alterada em portadores de problemas de tireoide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção de sua saúde a longo prazo;
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido;
8- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças devem consultar médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto;
9- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer;
10- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto;
11- Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

ATENÇÃO:

É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde.

As embalagens não podem ter alegações terapêuticas.

(Lei 5991/73)

Mais Procurados