Saúde ocular: Melhore os cuidados com a visão com fitoterápicos!

Miopia, vista cansada, dores de cabeça... São muitas questões que envolvem a saúde ocular, mas muitas vezes as pessoas deixam os cuidados com a visão de lado. Mas não precisa ser assim! Não é difícil fazer o básico para preservar a saúde dos olhos e a Fitoterapia também oferece apoio. Como? É o que vamos descobrir! Neste informativo, vamos entender mais sobre a saúde ocular, os cuidados básicos com a visão e como os fitoterápicos entram nessa história. Se prepare!

 

Se você já quiser saber quais são os fitoterápicos indicados para saúde ocular, clique aqui!

 

Os olhos sempre despertaram muita atenção do ser humano, afinal, confiamos muito na visão — seja por sobrevivência, seja para apreciar a beleza do mundo e até dos olhos de quem a gente ama. Além de despertar comparações poéticas sobre serem as janelas da alma, os olhos também precisam de cuidados que passam despercebidos pela maioria das pessoas.

Vamos ver mais dados sobre essa questão com uma pesquisa realizada em 2019 pela COI (Clínica de Oftalmologia Integrada):

Segundo a COI, a busca por oftalmologistas apenas em momentos de dor ou demais queixas pode significar um prejuízo a longo prazo na saúde ocular do paciente, pois assim como tantas outras doenças, as doenças oculares têm tratamento mais efetivo com diagnósticos precoces.

Ao longo deste informativo, veremos que os cuidados com a visão podem ser preventivos e simples, lembrando também que não é só na infância ou durante a terceira idade que devemos cuidar dos olhos.

 

Como a visão funciona?

As estruturas dos olhos são complexas, mas vamos entender melhor como funcionam de um jeito simplificado. Afinal, é um conhecimento buscado desde a Antiguidade, com registros até mesmo no século VI a.C. de cirurgias para retirada da catarata na Índia, por Sushruta — médico e cirurgião. Mas, o interesse pela saúde ocular é ainda mais antigo, citado até no Código de Hammurabi.

De um jeito sucinto, os olhos funcionam como câmeras fotográficas. É mais fácil pensar no olho como uma estrutura em que a luz passa através da lente e é projetada invertida, podendo ser gravada. No corpo humano, depois da imagem ser projetada invertida, ela também é traduzida para sua orientação normal, de "pé".

Existem muitos componentes importantes para a visão, mas as estruturas básicas do olhos são:

Para resumir, a imagem é levada pela luz, atravessando a córnea — principal meio refrator (ou lente) do olho, que permite a nitidez da imagem lá no fundo, na retina. Essa luz é também regulada pela íris. A íris não é só um anel colorido ao redor da pupila. Na realidade, é um tecido muscular cuja abertura central é a pupila em si. Então a íris é responsável por contrair e dilatar a pupila, permitindo a maior ou menor entrada de luz nos olhos.

Depois disso, a luz segue para cristalino e então para a retina, onde a imagem se foca. As células fotorreceptoras da retina — chamadas de cones e bastonetes — traduzem a luz em impulsos nervosos. Afinal, essa imagem chega invertida na retina!

Por isso, os nervos ópticos na parte traseira dos olhos são primordiais para trocas nervosas em que a imagem invertida é decodificada e colocada em sua orientação correta. Assim, enxergamos direitinho.

Ou será que não?

 

Sintomas de quando algo não vai bem nos olhos

Fadiga nos olhos, irritações, coceira... São sintomas bem notáveis para a saúde dos olhos, talvez mais do que a perda de acuidade visual. Mas sintomas assim podem ser fruto de cansaço, como a dor de cabeça, ou até mesmo de uma rotina que não está ajudando sua visão.

Não feche os olhos para os sintomas! Veja agora mesmo a lista de principais sintomas que podem indicar problemas:

 

Alguns desses sintomas podem estar associados à fadiga, muito tempo na frente de telas — celular, televisão, computadores, notebooks — ou rotinas extensas que exigem grande foco visual, como estudos e trabalho. Além de ardências e cansaço visual, dores de cabeça também são comuns. Nem tudo é uma doença ou distúrbio; e não faz mal algum desacelerar a rotina e cuidar também dos olhos.

Porém, existem doenças que precisamos ficar mais atentos e buscar ajuda, por exemplo alterações como visão dupla, perda de nitidez ou opacidade dos olhos.

Quando procurar ajuda?

Qualquer um dos sintomas citados neste informativo já são indícios importantes para você procurar um oftalmologista. Mas o ideal não é só procurar ajuda quando os sintomas existem ou pioram!

Não tenha receio de buscar ajuda! Oftalmologistas estão à disposição para cuidar da sua saúde. Lembre-se que todo oftalmologista é formado em medicina e poderá te ajudar, tirando dúvidas e sugerindo formas de cuidar melhor da sua saúde ocular.

E quais são os principais problemas nos olhos?

Entre distúrbios e doenças que podem ser facilmente tratadas, há uma lista dos principais problemas que acometem a saúde ocular. Confira a seguir:

 

Não é só a saúde do idoso que merece cuidados extras. Essa faixa etária merece atenção especial devido a uma série de especificidades da idade, como o natural envelhecimento dos órgãos relacionados à visão e também a possibilidade de demais doenças que impactam os olhos, como diabetes e hipertensão. No entanto, vale lembrar que os demais cuidados devem ser mantidos ao longo de toda a vida!

 

Dicas gerais de cuidados com a visão

Embora os olhos sejam estruturas complexas, manter os cuidados com a visão pode ser bem simples. Veja essa lista geral de cuidados que devemos ter com a nossa visão:

Evite acidentes!

 

Fique de olho na estética!

 

Mantenha os bons hábitos para a saúde ocular!

 

É possível prevenir todos os problemas na visão?

Seria ótimo que medidas preventivas pudessem evitar com 100% de garantia todos e quaisquer problemas com a visão, mas não é o caso. Nenhum cuidado que você tiver com os olhos será um desperdício de tempo, entretanto é importante manter expectativas reais.

Uma vida saudável, longe de fatores externos que favoreçam problemas nos olhos (como substâncias nocivas e olhar diretamente para o sol), preserva nossa saúde ocular ao longo do tempo. A alimentação equilibrada e bons hábitos também nos ajudam a evitar diversas doenças crônicas. Mas acidentes acontecem, o envelhecimento é natural e alterações no corpo ocorrem. Portanto, é importante manter o cuidado com a sua saúde, justamente para você conseguir cuidar melhor dos olhos quando algum problema surgir.

 

Cuidado para onde olha!

Aproveitamos para fazer um alerta especial para quem aprecia eventos astronômicos! Após um eclipse solar no dia 14 outubro de 2023, surgiram muitos relatos sobre problemas na visão. Isso aconteceu porque as pessoas olharam diretamente para o Sol durante o fenômeno.

A maior parte dos relatos foram de ardência e fotossensibilidade, tanto que oftalmologistas demonstraram certo otimismo para classificar os quadros como reversíveis. Porém, esses pacientes ainda precisam de maior acompanhamento para conferir melhor o estado das estruturas dos olhos. Um dos pacientes teve a córnea danificada.

Existe o risco de danos à mácula, cuja lesão é irreversível. Quem olha diretamente para o Sol, seja em fenômenos como o eclipse ou não, favorece danos assim aos olhos.

Fitoterápicos para ajudar a visão

1. Luteína e Zeaxantina — Servem principalmente para preservar a saúde ocular, através de suas ações antioxidantes. Embora não sejam produzidas pelo nosso corpo, acumulam-se nos nossos olhos, na mácula da retina — uma área central, responsável pela percepção dos detalhes na visão e foco. Por serem antioxidantes, auxiliam na proteção contra radicais livres dessa área. A luz ocasiona certo dano oxidativo a longo prazo e ação antioxidante auxilia a combatê-lo (ver produto)

2. Astaxantina — Também é um pigmento carotenoide, porém é encontrado no ambiente aquático, por exemplo em um certo tipo de alga, embora apareça também em animais marinhos. Diferentemente de outros carotenóides, não se converte em vitamina A no organismo. É antioxidante e traz diversos benefícios em cascata para a saúde humana, incluindo na prevenção de doenças degenerativas oculares (ver produto)

3. Pinus pinaster — Além de tratar a pele, o Pinus pinaster pode servir na saúde ocular justamente pelas suas ações antioxidantes. Desta forma, ele protege os olhos contra o estresse degenerativo, de forma semelhante aos demais componentes dessa lista (ver produto).

4. Licopeno — É muito presente em nossa alimentação, pois aparece principalmente no tomate. Esse carotenóide tem ligações em sua molécula que são altamente capazes de captar o oxigênio com elétrons mais reativos soltos em nosso corpo, responsável pela oxidação das células e suas possíveis mutações. Portanto, ajuda a prevenir doenças associadas a danos e envelhecimento celular, como problemas na visão também (ver produto).

5. Coenzima Q10 — É uma substância sintetizada pelo nosso corpo, mas também é encontrada em diversos alimentos. Com a idade, naturalmente deixamos de produzir a Coenzima Q10 com eficiência no nosso organismo e nem sempre a alimentação é suficiente. É aí que entram as cápsulas! A Coenzima Q10 tem ação antioxidante e previne doenças degenerativas, como problemas na visão, além de fornecer energia para o corpo através da oxigenação das células (ver produto).

6. Quercetina — Ela é um flavonoide, com ações antioxidantes e anti-inflamatórias, que por sua vez desencadeiam resultados positivos em nossa saúde. Parte dos problemas da visão estão relacionados ao envelhecimento celular e a Quercetina se liga e neutraliza os radicais livres, ajudando a evitar esse processo e doenças degenerativas (ver produto)

Gostou do informativo? Preparamos esse conteúdo com muito carinho, pois experimentar o mundo através da visão é muito importante para as pessoas. Esperamos que as dicas tenham sido úteis para você se cuidar e saber corretamente quais itens escolher para seus cuidados preventivos.

Sua saúde e bem-estar são muito importantes! Portanto, não se esqueça de buscar o apoio de profissionais da área da saúde para uma avaliação completa do seu caso e cuide da sua saúde com muito zelo, sabendo que você também pode contar com o auxílio da Oficina de Ervas!

E se sobrou alguma dúvida, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

Referências

https://bvsms.saude.gov.br/saude-ocular/

https://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2023/10/24/pacientes-em-sao-luis-relatam-danos-nos-olhos-apos-verem-eclipse-solar-sem-protecao-veja-o-que-fazer.ghtml

https://g1.globo.com/saude/noticia/2023/10/14/como-observar-o-eclipse-anular-do-sol-sem-prejudicar-a-visao.ghtml

https://viverbem.unimedbh.com.br/prevencao-e-controle/dia-da-saude-ocular/

https://viverbem.unimedbh.com.br/saude-no-trabalho/fadiga-visual-o-que-e-e-como-cuidar-da-saude-dos-olhos-no-trabalho/

https://www.gov.br/casacivil/pt-br/assuntos/noticias/2022/julho/saude-ocular-cuidados-com-olhos-podem-evitar-a-perda-da-visao

https://clinicacanto.com.br/blog/oftalmologistas-listam-10-cuidados-para-a-saude-ocular.html

https://prodi.ifes.edu.br/images/stories/agosto-visao.pdf

https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/como-o-olho-funciona/

https://visaoemfoco.org.br/noticia/10-cuidados-fundamentais-com-os-olhos-no-dia-a-dia-1656532031

https://www.news-medical.net/health/History-of-Ophthalmology.aspx

https://eyewiki.aao.org/History_of_Ophthalmology#Prehistoric_.26_Classical_Era_.283000_BC_to_AD_476.29

https://eyewiki.aao.org/History_of_Ophthalmology

https://coioftalmologia.com.br/blog/geral/brasileiro-busca-oftalmologista-apenas-para-urgencias/

https://www.360meridianos.com/2017/08/como-funciona-uma-camera-fotografica.html

https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/estrutura-interna-dos-olhos.htm

https://www.hospitalvisaosc.com.br/artigo/21/oftalmologista-quando-procurar-por-atendimento?

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• Ugo Ventura
desejo saber se o pinus pinaster de vocês é o legitimo da costa do Atlâmtico Francês, o que é bem diferenjte daqiele colhifo em outras regiões
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Ugo A maioria dos fitoterápicos a China compra para revender para os ditribuidores. O importante é conter o ativo proantocianidina na quantidade suficiente para uma ação terapêutica. Qualquer dúvida, entre em contato com nossos fitoterapeutas pelo link abaixo: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Ficamos a disposição.


• Susane
Qual seria o melhor fitoterápico para quem tem hipermetropia e astigmatismo?
⇒ Oficina de Ervas: Olá Susane, Até o momento não conhecemos fitoterápicos que possa fazer a correção para hipermetropia e astigmatismo. Temos a Luteína e a Zeaxantina que ajuda a proteger as vistas da luz azul, melhora a acuidade visual, antioxidante e evita a progressão da degeneração macular. https://www.oficinadeervas.com.br/luteina https://www.oficinadeervas.com.br/zeaxantina Qualquer dúvida, entre em contato conosco pelo link abaixo: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024 Artigo Hibisco é bom para quê? Desvende os benefícios! 23 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos