Pinus pinaster

Preço Especial A partir de R$ 40,00

Disponível

Resumo:

Pinus pinaster tem ação fotoprotetora contra o Melasma e manchas no rosto. O Pinus pinaster também possui ação antioxidante, rejuvenescedor e saúde da pele. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!
Ver descrição completa

Fórmula Magistral Unitário Quantidade  

60 cápsulas de 50 mg E.S.

R$ 40,00  

60 cápsulas de 75 mg E.S.

R$ 45,00  

60 cápsulas de 100 mg E.S.

R$ 63,00  

 

Veja para que serve Pinus pinaster

Pinus pinaster

Ação e Indicação do Pinus pinaster

Melasma (hiperpigmentação e manchas da pele), rugas e proteção solar. Nesse caso, o tratamento pode ser associado ao uso do clareador multifuncional com protetor solar.

Ação antioxidante e rejuvenescedor. 

Normalização da vascularização e circulação sanguínea, edemas e inchaço das pernas (síndrome do viajante), prevenção de doenças cardiovasculares.

Estimulante do sistema Imunológico, inflamação nos casos de artrite e diminui marcadores inflamatórios na osteoartrite, proteção ocular, aumento do desempenho das atividades físicas, alivio do desconforto pré-menstrual, controle glicêmico, fibromialgia.

FORMAS UTILIZADAS

- CÁPSULAS 

Posologia do Extrato Seco Pinus pinaster

Fotoproteção, melasma e manchas da pele

Tomar de 75mg a 200mg ao dia, conforme necessidade, por pelo menos 3 meses.

O uso a longo prazo é permitido, caso seja necessário.

 

Problemas circulatórios venosos, fragilidade dos vasos e inchaço (edema)

Tomar 150 mg a 200mg ao dia, por 30 dias, podendo ser usado por até 60 dias.


Síndrome do viajante

Tomar 200mg três horas antes de embarcar, 200mg seis horas depois da primeira tomada do medicamento e mais 100mg no dia seguinte.

Pinus pinaster: benefícios e como tomar

A nossa pele, quando é continuamente exposta ao sol, desenvolve manchas hiperpigmentadas, pois as células produzem mais melanina com o intuito de proteger o DNA através de um bloqueio físico ao redor dele. Com isso, também ocorre um envelhecimento precoce, pois o sol degenera as fibras colágenas e elásticas, provocando o enrugamento da pele e flacidez. Isso também provoca o ressecamento da pele, pois altera a permeabilidade da membrana tornando-a incapaz de absorver água e nutrientes e deixa a pele com um aspecto amarelado e desvitalizado.

Hoje em dia há diversos produtos naturais para ajudar a amenizar e atrasar esses sintomas, e uma das opções é uma planta chamada Pinus pinaster. Vamos conhecer mais?

 

Para que serve Pinus pinaster? Serve para tratar melasma?

Pinus pinaster

O extrato da casca do pinheiro marítimo francês, Pinus Pinaster é um medicamento natural a base de plantas, usado como suplemento oral e como um ingrediente cosmético. Há relatos de seu uso por mais de 2000 anos, tanto na Europa como nas Américas.

Antigamente era usado para a cicatrização de feridas e para o tratamento do escorbuto, pela sua ação potencializadora da vitamina C. Os estudos atuais mostram as diversas propriedades do Pinus pinaster e seus efeitos no tratamento de melasma, entre outros.

Estudos in vitro demostraram que esse extrato antioxidante de Pinus pinaster é mais potente do que as vitaminas E e C. Além disso, ele recicla a vitamina C, regenera a vitamina E e aumenta o sistema enzimático antioxidante endógeno.

Veja abaixo diversos benefícios do Pinus pinaster:

  • Ação protetora contra radiação ultravioleta.
  • Efeito anti-aging e tratamento de melasma.
  • Tratamento de veias varicosas, microvasos, distúrbios do fluxo microcirculatório cerebral e cardíaco e na alteração da fragilidade capilar.
  • Edema dos membros inferiores, na prevenção das complicações causadas pela insuficiência venosa e na prevenção da síndrome do viajante (a imobilidade a que se vê forçado o passageiro e que o predispõe à trombose).
  • Aumenta a resistência do colágeno e da elastina contra a degradação pela colagenase e elastase.
  • Combate radicais livres devido ao seu forte poder antioxidante.
  • Afecções respiratórias como sinusite, rinite, faringite, gripe, resfriado, bronquite.

 

O que é o Picnogenol?

O Pycnogenol® é o extrato da casca do pinheiro marítimo francês, Pinus Pinaster, conhecido também por Pinus marítima, Picnogenol, Pinheiro português e Pinheiro-bravo. Apresenta 95% de proantocianidinas. Na indústria farmacêutica já existe um medicamento chamado Flebon®, que possui em sua composição extrato seco de cascas de Pinus pinaster.

 

Quais as contraindicações do Extrato Seco Pinus pinaster?

Pessoas que têm hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula devem evitar usar o produto.

Mulheres grávidas e ou que estão amamentando devem usar apenas com acompanhamento do médico. Não há evidência científica de segurança no uso do extrato de Pinus pinaster na gravidez e na lactação.

Este medicamento não é indicado para uso pediátrico por falta de estudos.

Não há contraindicações para o uso em idosos até o momento.

 

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Extrato Seco Pinus pinaster?

Pode gerar em casos raros, desconforto gastrointestinal leve e transitório. Mas isso pode ser evitado se ingerir o Pinus pinaster após as refeições.

 

Quais cuidados devo ter ao usar o Extrato Seco Pinus pinaster?

Não há cuidados especiais quando administrado corretamente. 

 

Como usar o Extrato Seco Pinus pinaster?

O Pinus pinaster deve ser ingerido com o auxílio de uma pequena quantidade de água, durante ou após as refeições.

 

Posologia do Extrato Seco Pinus pinaster

Fotoproteção oral - Tomar de 75mg a 200mg ao dia, conforme necessidade, por pelo menos 3 meses. O uso a longo prazo é permitido, caso seja necessário.

Problemas circulatórios venosos, fragilidade dos vasos e inchaço (edema) - Tomar 150 mg a 200mg ao dia, por 30 dias, podendo ser usado por até 60 dias.

Síndrome do viajante - Tomar 200mg três horas antes de embarcar, 200mg seis horas depois da primeira tomada do medicamento e mais 100mg no dia seguinte.

Se necessário, a dose pode ser ajustada de acordo com a avaliação médica dos sintomas clínicos, sendo a dose máxima diária de 400 mg/dia.

 

Bibliografias

Uso-do-pycnogenol-no-tratamento-do-melasma.pdf

http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/PINUS-PINASTER.pdf

https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2019/11/EFEITOS-DO-PYCNOGENOL%C2%AE-EXTRATO-DA-CASCA-DE-PINUS-PINASTER-COMO-ANTIOXIDANTE-E-CLAREADOR-%E2%80%93-REVIS%C3%83O-DE-LITERATURA.pdf

https://consultaremedios.com.br/extrato-seco-pinus-pinaster/bula

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-20092011-210914/publico/ANUNCIATO_TP.pdf

https://consultaremedios.com.br/flebon/bula

Deixe sua avaliação

Avaliações de clientes reais

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico (Informe Cientifico do fornecedor).

Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

- Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis para manutenção da saúde;

- A(s) imagen(s) que indica(m) o(s) produto(s) é (são) meramente ilustrativa(s), sem nenhuma alusão técnica e/ou científica;

- De acordo com as normas da Anvisa, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do nosso farmacêutico;

- Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda;

- Não faça uso de medicamentos ou produtos sem orientação de um profissional médico ou farmacêutico;

Aproveite as formas de comunicação do nosso site e saiba mais detalhes com nossa equipe farmacêutica:

Por e-mail: farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: (16) 2133-4455
WhatsApp: (16) 98234-0111

- Se persistirem os sintomas, o médico ou farmacêutico deverá ser consultado;
- Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado.
- As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
- Consulte sempre um especialista;
- As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e nos laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação de prescrição de profissional habilitado ou cópia digital;

1- Mantenha todo e qualquer medicamento ou produtos para adultos longe do alcance de crianças;
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C;
3- Não partir ou mastigar esse produto;
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido;
5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação de fitoterápicos orais pode ser alterada em portadores de problemas de tireoide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção de sua saúde a longo prazo;
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido;
8- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças devem consultar médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto;
9- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer;
10- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto;
11- Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

ATENÇÃO:

É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde.

As embalagens não podem ter alegações terapêuticas.

(Lei 5991/73)

Mais Procurados