Espinheira Santa

Resumo:

Espinheira Santa indicada para úlcera estomacal e duodenal, gastrite, azia, dores estomacais, aftas e refluxo.
Ver descrição completa

Preço Especial A partir de R$ 12,00

Disponível

 

Ainda em dúvida? Clique aqui e fale com nosso fitoterapeuta

Veja para que serve Espinheira Santa

Espinheira Santa (Maytenus ilicifolia)

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Indicada para úlcera estomacal e duodenal, gastrite, azia, dores estomacais, aftas e refluxo.

FORMAS UTILIZADAS:

- Cápsula (pó da planta)

- Tintura (liquido a 20%)

- Extrato Fluido (liquido a 100%)

- Chá (rasura)


*Não se trata de propaganda, e sim de descrição do produto, consulte sempre um especialista. **Venda Sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a resolução 586/2013 do conselho de farmácia. Consulte-o. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

Espinheira Santa: Para que serve e como tomar

A gastrite é bem popular, mas não é necessário sofrer com dores a cada refeição. A natureza oferece plantas que podem ajudar, como a Espinheira Santa! Devido às suas características analgésicas e cicatrizantes, o principal uso da Espinheira Santa é para tratamento de gastrites. Confira neste artigo para que ela serve, seus benefícios e como tomar!

 

O que é a Espinheira Santa?

Se você nunca viu a Espinheira Santa de perto, saiba que ela faz justiça ao seu nome popular: a sua folha é pontiaguda e pode até machucar as mãos, mas seu uso medicinal é tão notável que lhe rendeu a fama de "santa". Essa erva é encontrada na América do Sul, principalmente no centro-sul do Brasil — desde Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, sendo uma árvore arbustiva de pequeno porte.

O nome científico da Espinheira Santa é Maytenus ilicifolia ou Maytenus aquifolium, da família botânica Celastraceae. No entanto, é mais conhecida como Espinheira Santa, espinhosa, espinheira-de-Deus ou espinheira-santa-do-mato. Os estudos científicos vem comprovando suas qualidades que já eram conhecidas pela medicina tradicional de povos originários do Brasil, os indígenas. Em 1922, a Espinheira Santa tornou-se mais relevante no meio científico a partir dos estudos com pacientes com úlcera gástrica, feitos pelo Dr. Aluizio França, professor da Faculdade de Medicina do Paraná.

Espinheira Santa

Há muitos depoimentos de melhora com o uso desta planta, trazendo alívio para quem sofre da terrível gastrite. Essa inflamação no estômago tem cura, mesmo que o tratamento leve certo tempo. Caso você tenha curiosidade de entender mais sobre o assunto, leia nosso informativo "Gastrite: sintomas, causas e como tratar com ervas medicinais" clicando aqui!

A Espinheira-Santa hoje atrai grande interesse pelo seu valor farmacológico, tanto que o seu cultivo em pequenas propriedades agrícolas vem sendo estimulado para formar uma rede mais sustentável de produção, evitando o extrativismo vegetal predatório. Também é uma espécie com valor ornamental por sua semelhança curiosa com o azevinho, um arbusto símbolo do Natal.

E agora que você conhece mais desta poderosa planta, vamos entender para que ela serve na nossa saúde e como podemos aproveitar os seus benefícios!

 

Espinheira Santa: para que serve

De maneira geral, esta planta serve como aliada no tratamento de gastrites, refluxos, úlceras e azias estomacais. Mas atenção! Não adianta buscar o tratamento com a Espinheira Santa se outros aspectos da sua saúde forem negligenciados. Lembre-se de tratar a gastrite de uma maneira sistêmica, melhorando hábitos alimentares e a exposição ao estresse, para que o uso da Espinheira Santa seja eficaz!

As partes utilizadas são as folhas da planta — providas de espinhos — e seus principais componentes são:

  • Alcalóides
  • Terpenos
  • Taninos
  • Flavonóides
  • Mucilagens
  • Minerais
  • Ácido salicílico e clorogênico

 

A Espinheira Santa possui ações:

  • Gastro-protetora
  • Antiulcerosa
  • Anti-secretora de suco gástrico
  • Cicatrizante
  • Analgésica
  • Anti-inflamatória
  • Diurética (leve)
  • Laxante (leve)

 

Ela é vendida na forma de cápsulas, extrato fluido, extrato fluido com outras ervas, tintura ou as folhas secas para preparo de chá.

Espinheira Santa benef?cios e para que serve

Quais são as indicações de uso da Espinheira Santa?

Os principais usos da Espinheira Santa são para dores e desconfortos gastrointestinais, promovendo maior alívio e menor acidez estomacal. Ela ajuda em casos de:

 

Existem muitos componentes responsáveis pelas qualidades da Espinheira Santa em relação ao tratamento de gastrite e redução das inflamações no trato digestivo. Por exemplo, seus polissacarídeos com efeito gastroprotetor, que ligam-se à superfície da mucosa gástrica e formam essa camada protetora nas paredes do estômago. Assim, estômago não dói quando o suco gástrico é produzido para digerir os alimentos.

Não descarta-se o mecanismo sinérgico de ação com flavonóides e taninos. Futuros estudos são muito bem-vindos para desvendar com maior especificidade o funcionamento da planta em nosso organismo!

 

Quando tomar Espinheira Santa?

Se você tem dúvidas se é melhor usar a Espinheira Santa antes ou depois das refeições, não se preocupe!

É bem simples consumir esta planta, independente da forma que você comprá-la. Sua ação é rápida e ela pode ser consumida por volta de 15 a 30 minutos antes das refeições. Assim, seu estômago já estará protegido quando o alimento chegar nele!


Dosagem usual recomendada

A dosagem usual depende do quadro da gastrite e a forma que você prefere consumir a Espinheira Santa. Afinal, esta planta é muito versátil e permite diferentes usos, como em cápsulas, extrato fluido, tintura ou chá. Converse com nossos fitoterapeutas sobre seu caso e não deixe a sua saúde de lado! Entre em contato com um de nossos fitoterapeutas clicando aqui.

Espinheira Santa quando tomar e dosagem

Espinheira Santa emagrece? Ou engorda?

A Espinheira Santa não possui propriedades específicas que reduzam taxas de gordura no corpo e não há estudos que atestem sua capacidade de emagrecer.

Por ser uma planta capaz de auxiliar seus processos digestivos e com leve ação diurética, por consequência, facilitando o funcionamento do intestino, a Espinheira Santa pode melhorar a evacuação e a manutenção de peso. No entanto, ela não é capaz de emagrecer o corpo sem uma rotina saudável.

Assim, recomendamos sempre uma rotina saudável e lembramos que existem plantas mais específicas para quem deseja emagrecer. Você pode conferir mais informações e dicas de ervas indicadas para emagrecimento no nosso informativo também: É só clicar aqui para conferir 7 Dicas de Emagrecimento Saudável com Plantas.

 

Espinheira Santa: efeitos colaterais e contraindicações

De modo geral, a Espinheira Santa é bem tolerada pelo organismo. Efeitos colaterais, quando ocorrem, variam entre náusea, secura na boca e alterações sensíveis no paladar.

  • Não recomenda-se a Espinheira Santa à gestantes ou lactantes por falta de estudos que atestem um consumo seguro por estes pacientes. Também pode diminuir a lactação em uso prolongado.
  • Não é recomendado para crianças e para pacientes hipersensíveis ou alérgicos aos seus componentes.

 

Para eficácia plena da Espinheira Santa, recomenda-se uma alimentação adequada para casos de gastrite e o consumo dentro da posologia indicada por profissionais da saúde.


Espinheira Santa: preço e onde comprar

Você pode comprar a Espinheira Santa no nosso site, clicando aqui.

Em caso de dúvidas, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

Espinheira Santa depoimentos e onde comprar

Bibliografia

https://www.researchgate.net/profile/Mp-Mariot/publication/288382048_Secondary_metabolites_and_medicinal_properties_of_espinheira-santa_Maytenus_ilicifolia_Mart_ex_Reiss_e_Maytenus_aquifolium_Mart/links/610949c80c2bfa282a1e864a/Secondary-metabolites-and-medicinal-properties-of-espinheira-santa-Maytenus-ilicifolia-Mart-ex-Reiss-e-Maytenus-aquifolium-Mart.pdf

https://www.scielo.br/j/rbfar/a/bFJZWPwj5kTDCXmtnYRHwYB/?format=pdf&lang=pt

https://www.scielo.br/j/rbpm/a/cGR8Wr7Z4Kcdfc84J5Syc6P/?format=pdf&lang=pt

https://wp.ufpel.edu.br/empauta/estudos-revelam-que-recursos-geneticos-da-espinheira-santa-sao-fortes-aliados-para-o-alivio-de-problemas-estomacais/

https://portaleventos.uffs.edu.br/index.php/SEPE-UFFS/article/view/4056#:~:text=O nome "espinheira-santa",Sudeste e Sul do Brasil.

Espinheira Santa indicada para úlcera estomacal e duodenal, gastrite, azia, dores estomacais, aftas e refluxo. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!

Espinheira santa  Maytenus aquifolium  Maytenus ilicifolia  Ulcera  Gastrite  Estomago  Dor estomacal  Duodeno  Ulcera duodenal  Azia  Aftas  Refluxo  Ressaca  Dor de estômago  Ulcera gastrica 

Deixe sua avaliação

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico (Informe Cientifico do fornecedor).

Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

- Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis para manutenção da saúde;

- A(s) imagen(s) que indica(m) o(s) produto(s) é (são) meramente ilustrativa(s), sem nenhuma alusão técnica e/ou científica;

- De acordo com as normas da Anvisa, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do nosso farmacêutico;

- Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda;

- Não faça uso de medicamentos ou produtos sem orientação de um profissional médico ou farmacêutico;

Aproveite as formas de comunicação do nosso site e saiba mais detalhes com nossa equipe farmacêutica:

Por e-mail: farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: (16) 2133-4455
WhatsApp: (16) 98234-0111

- Se persistirem os sintomas, o médico ou farmacêutico deverá ser consultado;
- Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado.
- As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
- Consulte sempre um especialista;
- As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e nos laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação de prescrição de profissional habilitado ou cópia digital;

1- Mantenha todo e qualquer medicamento ou produtos para adultos longe do alcance de crianças;
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C;
3- Não partir ou mastigar esse produto;
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido;
5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação de fitoterápicos orais pode ser alterada em portadores de problemas de tireoide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção de sua saúde a longo prazo;
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido;
8- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças devem consultar médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto;
9- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer;
10- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto;
11- Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

ATENÇÃO:

É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde.

As embalagens não podem ter alegações terapêuticas.

(Lei 5991/73)

Mais Procurados