Própolis

Preço Especial A partir de R$ 19,00

Disponível

Resumo:

Sub-produto apícola. Possui ação antisséptica e antibiótica natural, conheça mais sobre esse produto indicado para resfriados. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!
Ver descrição completa

 

Veja para que serve Própolis

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Sub-produto apícola. Possui ação antisséptica e antibiótica natural, sendo indicada para infecções na garganta, resfriados e gripes. Externamente, pode ser usada em picadas de insetos, acnes e pequenos ferimentos por sua ação antinflamatória e cicatrizante.

FORMAS UTILIZADAS:

- Cápsula (extrato seco)
- Spray (líquido)
- Xarope (líquido)
- Extrato (líquido)
- Cosmecêuticos

Própolis: Para que serve e quais as propriedades?

A própolis é um subproduto apícola e serve para diversos benefícios à saúde. Ela possui ação antisséptica e antibiótica natural. Por isso, é utilizada no tratamento de infecções na garganta, resfriados e gripes.

A própolis também pode ser usada de forma externa em picadas de insetos, acnes e pequenos ferimentos, pois tem ação anti-inflamatória e cicatrizante. Além disso, a própolis tem várias outras propriedades benéficas para a saúde.

Leia também: Dicas para fortalecer seu sistema imunológico

O que é própolis?

PropolisPrópolis é um produto oriundo de substâncias resinosas, gomosas e balsâmicas, colhidas pelas abelhas de brotos, flores e exsudados de plantas, nas quais as abelhas acrescentam secreções salivares, cera e pólen para elaboração final do produto. A própolis é constituída de resinas vegetais, cera de abelha, pólen e óleos essenciais.

Segundo Wagner Rodrigues Santos, presidente da Sociedade Brasileira de Apiterapia, dentre os tipos de própolis, a mais comum é a própolis verde, originada do alecrim do campo (Baccharis dracunculifolia).

A própolis bruta encontra-se em estado sólido. É dura a 15°C e maleável a partir dos 30°C. Suas propriedades físicas como cor, odor e faixa de fusão (60°-70°C) variam de uma amostra para outra.

Devido à grande diversidade de espécies vegetais brasileiras visitadas pelas abelhas, existe uma elevada variação nos princípios ativos da própolis. Sua composição química é extremamente complexa.

Para que serve própolis? Indicações e ação farmacológica

A própolis tem propriedades que produzem efeitos contra bactérias, fungos, vírus, protozoários, além de outras atividades farmacológicas. Confira abaixo:

Atividade antibacteriana

A própolis apresenta uma atividade antibacteriana mais pronunciada contra linhagens de bactérias Gram-positivas.

Atividade antifúngica: Própolis para candidíase

Em um estudo com pacientes acometidos por candidíase oral — uma doença causada pelo fungo Candida albicans —, pesquisadores observaram uma regressão da lesão causada por esse patógeno muito similar à regressão observada quando se utiliza a nistatina. Segundo o estudo, pode ser interessante, no tratamento, o uso da própolis para candidíase.

Atividade antiviral: Própolis para gripe

Mulher branca assoando o nariz sentada no sofá

Em estudos realizados, pesquisadores observaram que os extratos apresentam atividade antiviral na reprodução do vírus da Influenza A e B, do vírus da vaccinia, do vírus da doença de Newcastle e atua em infecções causadas pelo Rhinovírus devido aos seus constituintes, especialmente, os flavonoides.

Atividade antiprotozoário: Própolis para doença de Chagas

Em um trabalho com extratos de própolis, Marcucci e colaboradores conseguiram isolar quatro compostos com atividade antiprotozoária que foram ativos contra Tripanossoma cruzi, o causador da doença de Chagas.

Atividade anti-inflamatória: Própolis para sinusite e dor de garganta

Abelha operária (Apis mellifera) coletando resina de alecrim-do-campo (Baccharis dracunculifolia) para fabricação de própolis verde. Foto: Michel Stórquio Belmiro

Dentre as várias propriedades da própolis já descritas, foi observada também a atividade anti-inflamatória atribuída à presença de flavonoides, especialmente a galangina. Por isso, pode-se utilizar a própolis para dor de garganta em forma de xarope ou spray bucal. Pode-se também usar a própolis para sinusite em forma de spray nasal. Além disso, pode-se usar a própolis verde para gastrite, uma inflamação na mucosa interna do estômago.

Sinusite: Conheça os sintomas, causas e plantas que podem ajudar

Atividade antimutagênica 

A substância isolada propolina apresentou potencial terapêutico contra células de câncer do pulmão. A própolis também tem atividade anticâncer devido à artepelina C, que possui citotoxicidade seletiva no melanona e glioblastoma. A fração oleosa de extratos de própolis apresenta potencial citotóxico ao glioblastoma, contra carcinoma de cólon e carcinoma de mama.

Atividade antioxidante

Além dos polifenóis, a própolis contém uma extensa gama de outros compostos com a propriedade de remover radicais livres em excesso de nosso organismo e assim, protegendo contra doenças como: doenças cardiovasculares; doenças reumáticas; doenças neurológicas; doenças psiquiátricas; envelhecimento precoce; neoplasias; osteoporose; diabetes e inflamação.

Leia também: Polifenois previnem o câncer e o envelhecimento precoce

Outras atividades farmacológicas

Em estudos com resultados promissores para tratamento da asma, modulação do crescimento tumoral em modelos experimentais. Atividade da própolis no sistema imunológico (aumentando a atividade lítica contra células tumorais, ativando macrófagos, estimulando anticorpos, etc.) Atividade cicatrizante, uso no combate a problemas dentários como formação de placa bacteriana dental, prevenindo e/ou controlando as cáries, a gengivite, problemas periodontais e/ou infecções causadas por diferentes agentes patogênicos, sem os transtornos do manchamento intenso dentário acarretado pelo uso prolongado da clorexidina.

Toxicologia e alergia: Quem não pode tomar própolis

Vários estudos indicam que a própolis apresenta baixa toxicidade inata, o que já era de se esperar, pois os flavonoides, seus principais constituintes, apresentam uma toxicidade muito baixa.

Estudos realizados na Rússia apontam que geralmente as pessoas alérgicas a picadas de abelhas também são alérgicas ao uso ou à aplicação de própolis, mel, geleia real e pólen.

A partir da revisão, não foi encontrado para a própolis brasileira nenhum estudo que aponte qualquer de seus componentes como agente alergênico.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Nome popular: Abelha

Família: Apoidea

Parte Utilizada: Resina

Composição Química: Resinas vegetais e bálsamos: 50%; cera de abelha: 30%; óleos essenciais: 10%; grãos de pólen: 5%. Além disso, flavonoides, vitaminas, enzimas e minerais (alumínio, cálcio, estrôncio, ferro, magnésio, silício, titânio, bromo e zinco).

Dosagem e Modo de Usar

Uso interno

Extrato Seco: 200 a 1.000 mg ao dia. Ingerir as cápsulas de preferência em jejum.

Extrato Alcoólico: 25 a 50 gotas até três vezes ao dia.

 

Bibliografia 

http://www.biologico.sp.gov.br/uploads/docs/arq/V72_3/menezes.PDF

15805-Texto do artigo-64073-1-10-20110929.pdf

http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/PR%C3%93POLIS.pdf

MARCUCCI, M.C. Propolis: chemical composition, biological properties and therapeutic activity. Apidologie, v.26,p.83-99, 1995.

Sub-produto apícola. Possui ação antisséptica e antibiótica natural, conheça mais sobre esse produto indicado para resfriados. Pague em até 6 x s/juros, Aproveite!

Propolis  Dor de garganta  Gripe  Resfriado  Antisseptico  Antibiótico  Infecção de garganta  Resfriados  Gripes  H  Pilori  Picadas de insetos  Anti acne  Acnes  Ferimentos  Cicatrizante  Antiinflamatório  Xarope  Pilory  Heliobacter pilory  Ulcera  Gastrite  Pangastrite 

Deixe sua avaliação

Avaliações de clientes reais

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico (Informe Cientifico do fornecedor).

Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

- Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis para manutenção da saúde;

- A(s) imagen(s) que indica(m) o(s) produto(s) é (são) meramente ilustrativa(s), sem nenhuma alusão técnica e/ou científica;

- De acordo com as normas da Anvisa, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do nosso farmacêutico;

- Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda;

- Não faça uso de medicamentos ou produtos sem orientação de um profissional médico ou farmacêutico;

Aproveite as formas de comunicação do nosso site e saiba mais detalhes com nossa equipe farmacêutica:

Por e-mail: farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: (16) 2133-4455
WhatsApp: (16) 98234-0111

- Se persistirem os sintomas, o médico ou farmacêutico deverá ser consultado;
- Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado.
- As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
- Consulte sempre um especialista;
- As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e nos laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação de prescrição de profissional habilitado ou cópia digital;

1- Mantenha todo e qualquer medicamento ou produtos para adultos longe do alcance de crianças;
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C;
3- Não partir ou mastigar esse produto;
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido;
5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação de fitoterápicos orais pode ser alterada em portadores de problemas de tireoide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção de sua saúde a longo prazo;
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido;
8- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças devem consultar médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto;
9- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer;
10- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto;
11- Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

ATENÇÃO:

É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde.

As embalagens não podem ter alegações terapêuticas.

(Lei 5991/73)

Mais Procurados