"A sua saúde em equilíbrio com a natureza."
Parcelamento em até 6X SEM JUROS!

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.
Passe o Mouse para zoom
*Imagens meramente ilustrativas
*Todo produto será manipulado após o recebimento e aprovação do farmacêutico
       

Alcachofra

Fitoterápicos/ Produtos Naturais

A partir de R$ 7,20
Fórmula Magistral QTD Unitário
Extrato Fluido 60mL R$ 42,00
Extrato Fluido Composto (Boldo do Chile + Alcachofra) 60mL R$ 42,00
90 cápsulas de 450mg E.S. R$ 39,00
90 cáps. Alcachofra E.S. + Berinjela E.S. - 450mg R$ 39,00
Tintura 60mL R$ 31,00
Chá orgânico 30g R$ 7,20
Ainda em dúvida? Clique aqui e fale com nosso fitoterapeuta.
* Seguindo as normas da ANVISA, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do farmacêutico.
* Após esta etapa, a manipulação e o controle de qualidade exigem em média 1 dia útil, seguindo depois para a postagem do pedido.
Não encontrou sua fórmula?
Envie seu orçamento aqui!

Veja para que serve Alcachofra

Adicionar Alcachofra a minha Lista de Desejo  

Alcachofra (Cynara scolymus)

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Possui ação protetora do fígado. Auxilia nos regimes de emagrecimento e no controle do colesterol e triglicérides. Sua ação desintoxicante auxilia em casos de ingestão de bebidas alcoólicas e melhora a digestão.

FORMAS UTILIZADAS:

- Cápsula (extrato seco da planta);

- Tintura (líquido);

- Extrato Fluido (líquido);

- Chá (rasura).

Alcachofra

 

Cynarscolymus L.
Família: Asteraceae
Nomenclatura popular: Alcachofra
Parte utilizada/órgão vegetal: Folhas.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS
Antidispéptico, antiflatulento, diurético. Auxiliar na prevenção da aterosclerose.
Coadjuvante no tratamento de dislipidemia mista leve a moderada e como auxiliar nos sintomas da síndrome do intestino irritável.
CONTRAINDICAÇÕES
Contraindicado para pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes do fitoterápico ou a outras plantas da família Asteraceae.Também é contraindicado em casos de obstrução do ducto biliar, gravidez e lactação.
PRECAUÇÕES DE USO
O uso concomitante com diuréticos em casos de hipertensão arterial ou cardiopatia deve ser realizado sob estrita supervisão médica, dada à possibilidade de haver descompensação da pressão arterial, ou, se a eliminação de potássio for considerável, pode ocorrer potencialização de fármacos cardiotônicos. A ocorrência de hipersensibilidade para C. Scolymus foi relatada, devido à presença de lactonas sesquiterpênicas como a cinaropicrina. Não existem estudos disponíveis para recomendar o uso em menores de 12 anos ou durante a gravidez. Não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
EFEITOS ADVERSOS
Efeito laxante em pessoas sensíveis aos componentes do fitoterápico.
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Redução da eficácia de medicamentos que interferem na coagulação sanguínea, como ácido acetilsalicílico e anticoagulantes cumarínicos (ex. varfarina).
Potenciais interações: pode diminuir as concentrações sanguíneas de fármacos de medicamentos metabolizados pelas CYP3A4, CYP2B6 e CYP2D6, uma vez que a C. scolymus é indutora dessas enzimas.
FORMAS FARMACÊUTICAS
Droga vegetal encapsulada, comprimido (droga vegetal), infusão, e extrato seco padronizado.
TEMPO DE UTILIZAÇÃO
Se os sintomas persistirem por mais de 2 semanas durante o uso do fitoterápico, um médico deve ser consultado.
SUPERDOSAGEM
Não foram encontrados dados descritos na literatura consultada sobre problemas decorrentes de superdosagem. Em caso de administração de quantidades acima das recomendadas, suspender o uso emanter o paciente sob observação.
PRESCRIÇÃO
Fitoterápico isento de prescrição médica.
PRINCIPAIS CLASSES QUÍMICAS
Ácidos fenólicos, fenilpropanoides, saponinas, flavonoides, sesquiterpernos e esteroides.
Fonte: Farmacopéia Brasileira 1° edição - Momento Fitoterápico
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
SEGUE MAIS INFORMAÇÕES
Alcachofra (Cynara scolymus)
Alcachofra, planta que nos acompanha já há muitos séculos, tanto como planta alimentícia quanto como planta medicinal. Originária da região mediterrânea, principalmente de regiões de clima temperado a frio. No Brasil é cultivado em regiões frias onde predominam os imigrantes europeus, como na região da Serra Gaúcha, Paraná e nas regiões frias no interior de São Paulo. Planta de porte arbustivo, quando lança suas inflorescências pode chegar de 1,5 a 2m. Suas folhas são grandes, podendo chegar a quase 1m de comprimento, de coloração verde prateada, com pilosidade na margem inferior. Suas inflorescências são comestíveis, com presença de escamas imbricantes. O miolo da inflorescência é uma iguaria de fino paladar, proporcionando um enorme prazer à mesa, principalmente quando preparada na forma de conservas em azeite de oliva com especiarias.
Para a fabricação de fitoterápicos utilizamos as folhas maduras da alcachofra, mas no Brasil o seu cultivo visa o mercado de flores, e para isto utiliza-se às práticas corriqueiras da agricultura convencional, como adubos e agrotóxicos. Acontece que os teores de princípios ativos caem após a florada, devendo ser colhidos bem antes de iniciar o lançamento do escape floral. Mas infelizmente não é o que acontece na prática. Muitas vezes a colheita das folhas acontece após a colheita das flores, proporcionando um baixo teor de cinarina, um dos princípios ativos da alcachofra, produzindo um fitoterápico de baixa qualidade.
A alcachofra promove uma maior liberação gástrica e aumento da produção e liberação de bile, favorecendo todo o processo digestivo, principalmente quando exageramos em alimentos gordurosos. Auxilia na prevenção de formação de cálculos biliares e é um excelente medicamento para redução da taxa do colesterol. Estudos clínicos comprovaram que chega a reduzir em até 25% a taxa de colesterol e triglicérides, devendo seu uso ser contínuo durante vários meses. Não se sabe bem o por que, mas algumas pessoas demoram até 6 meses para começar a baixar estes níveis. E não fica só nisto, a capacidade do fígado em desintoxicar o nosso organismo é estimulada, além de regenerar os hepatócitos.
Quando consumida antes das refeições para algumas pessoas auxilia nos processos de emagrecimento, e até mesmo pode apresentar um leve efeito laxante, e é por este motivo que faz parte de inúmeras fórmulas emagrecedoras.
Planta com ação depurativa, auxiliar na eliminação de ácido úrico, portanto auxiliar no tratamento da gota. Rica em manganês e ferro, podendo ser útil no tratamento de anemias.
A alcachofra pode ser consumida como alimentos ou como fitoterápicos, e não existe nenhuma proibição de seu consumo por parte do Ministério da Saúde como fitoterápico, o que existe é uma proibição de aplicações de polifenois extraídos da alcachofra para o tratamento de gordura localizada, e isto devido a falta de registro no Ministério da Saúde. Para se obter o registro é necessário a apresentação de uma série de estudos para garantir sua eficácia e sua segurança, sem a apresentação destes estudos o registro não sai, o que impede sua comercialização.
Ademar Menezes Junior

Cynara scolymus L.

Família: Asteraceae

Nomenclatura popular: Alcachofra

Parte utilizada/órgão vegetal: Folhas.

INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS

Antidispéptico, antiflatulento, diurético. Auxiliar na prevenção da aterosclerose.Coadjuvante no tratamento de dislipidemia mista leve a moderada e como auxiliar nos sintomas da síndrome do intestino irritável.

CONTRAINDICAÇÕES

Contraindicado para pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes do fitoterápico ou a outras plantas da família Asteraceae.Também é contraindicado em casos de obstrução do ducto biliar, gravidez e lactação.

PRECAUÇÕES DE USO

O uso concomitante com diuréticos em casos de hipertensão arterial ou cardiopatia deve ser realizado sob estrita supervisão médica, dada à possibilidade de haver descompensação da pressão arterial, ou, se a eliminação de potássio for considerável, pode ocorrer potencialização de fármacos cardiotônicos. A ocorrência de hipersensibilidade para C. Scolymus foi relatada, devido à presença de lactonas sesquiterpênicas como a cinaropicrina. Não existem estudos disponíveis para recomendar o uso em menores de 12 anos ou durante a gravidez. Não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

EFEITOS ADVERSOS

 Efeito laxante em pessoas sensíveis aos componentes do fitoterápico.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Redução da eficácia de medicamentos que interferem na coagulação sanguínea, como ácido acetilsalicílico e anticoagulantes cumarínicos (ex. varfarina).Potenciais interações: pode diminuir as concentrações sanguíneas de fármacos de medicamentos metabolizados pelas CYP3A4, CYP2B6 e CYP2D6, uma vez que a C. scolymus é indutora dessas enzimas.FORMAS FARMACÊUTICASDroga vegetal encapsulada, comprimido (droga vegetal), infusão, e extrato seco padronizado.

TEMPO DE UTILIZAÇÃO

Se os sintomas persistirem por mais de 2 semanas durante o uso do fitoterápico, um médico deve ser consultado.SUPERDOSAGEMNão foram encontrados dados descritos na literatura consultada sobre problemas decorrentes de superdosagem. Em caso de administração de quantidades acima das recomendadas, suspender o uso emanter o paciente sob observação.

PRESCRIÇÃO

Fitoterápico isento de prescrição médica.

PRINCIPAIS CLASSES QUÍMICAS

Ácidos fenólicos, fenilpropanoides, saponinas, flavonoides, sesquiterpernos e esteroides.

Fonte: Farmacopéia Brasileira 1° edição - Memento Fitoterápico

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

SEGUE MAIS INFORMAÇÕES

Alcachofra (Cynara scolymus)

Alcachofra, planta que nos acompanha já há muitos séculos, tanto como planta alimentícia quanto como planta medicinal. Originária da região mediterrânea, principalmente de regiões de clima temperado a frio. No Brasil é cultivado em regiões frias onde predominam os imigrantes europeus, como na região da Serra Gaúcha, Paraná e nas regiões frias no interior de São Paulo. Planta de porte arbustivo, quando lança suas inflorescências pode chegar de 1,5 a 2m. Suas folhas são grandes, podendo chegar a quase 1m de comprimento, de coloração verde prateada, com pilosidade na margem inferior. Suas inflorescências são comestíveis, com presença de escamas imbricantes. O miolo da inflorescência é uma iguaria de fino paladar, proporcionando um enorme prazer à mesa, principalmente quando preparada na forma de conservas em azeite de oliva com especiarias.

Para a fabricação de fitoterápicos utilizamos as folhas maduras da alcachofra, mas no Brasil o seu cultivo visa o mercado de flores, e para isto utiliza-se às práticas corriqueiras da agricultura convencional, como adubos e agrotóxicos. Acontece que os teores de princípios ativos caem após a florada, devendo ser colhidos bem antes de iniciar o lançamento do escape floral. Mas infelizmente não é o que acontece na prática. Muitas vezes a colheita das folhas acontece após a colheita das flores, proporcionando um baixo teor de cinarina, um dos princípios ativos da alcachofra, produzindo um fitoterápico de baixa qualidade.

A alcachofra promove uma maior liberação gástrica e aumento da produção e liberação de bile, favorecendo todo o processo digestivo, principalmente quando exageramos em alimentos gordurosos. Auxilia na prevenção de formação de cálculos biliares e é um excelente medicamento para redução da taxa do colesterol. Estudos clínicos comprovaram que chega a reduzir em até 25% a taxa de colesterol e triglicérides, devendo seu uso ser contínuo durante vários meses. Não se sabe bem o por que, mas algumas pessoas demoram até 6 meses para começar a baixar estes níveis. E não fica só nisto, a capacidade do fígado em desintoxicar o nosso organismo é estimulada, além de regenerar os hepatócitos.

Quando consumida antes das refeições para algumas pessoas auxilia nos processos de emagrecimento, e até mesmo pode apresentar um leve efeito laxante, e é por este motivo que faz parte de inúmeras fórmulas emagrecedoras.

Planta com ação depurativa, auxiliar na eliminação de ácido úrico, portanto auxiliar no tratamento da gota. Rica em manganês e ferro, podendo ser útil no tratamento de anemias.

A alcachofra pode ser consumida como alimentos ou como fitoterápicos, e não existe nenhuma proibição de seu consumo por parte do Ministério da Saúde como fitoterápico, o que existe é uma proibição de aplicações de polifenois extraídos da alcachofra para o tratamento de gordura localizada, e isto devido a falta de registro no Ministério da Saúde. Para se obter o registro é necessário a apresentação de uma série de estudos para garantir sua eficácia e sua segurança, sem a apresentação destes estudos o registro não sai, o que impede sua comercialização.

Ademar Menezes Junior



Pague em 6 x s/juros, Aproveite! Alcachofra possui ação protetora do fígado. Auxilia nos regimes de emagrecimento e no controle do colesterol e triglicérides.

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico (Informe Cientifico do fornecedor).

Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

- Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis para manutenção da saúde;

- A(s) imagen(s) que indica(m) o(s) produto(s) é (são) meramente ilustrativa(s), sem nenhuma alusão técnica e/ou científica;

- De acordo com as normas da Anvisa, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do nosso farmacêutico;

- Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda;

- Não faça uso de medicamentos ou produtos sem orientação de um profissional médico ou farmacêutico;

Aproveite as formas de comunicação do nosso site e saiba mais detalhes com nossa equipe farmacêutica:

Por e-mail: farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: (16) 2133-4455
WhatsApp: (16) 99159-9056

- Se persistirem os sintomas, o médico ou farmacêutico deverá ser consultado;
- Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado.
- As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
- Consulte sempre um especialista;
- As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e nos laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação de prescrição de profissional habilitado ou cópia digital;

1- Mantenha todo e qualquer medicamento ou produtos para adultos longe do alcance de crianças;
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C;
3- Não partir ou mastigar esse produto;
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido;
5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação de fitoterápicos orais pode ser alterada em portadores de problemas de tireoide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção de sua saúde a longo prazo;
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido;
8- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças devem consultar médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto;
9- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer;
10- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto;
11- Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

ATENÇÃO:

É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde.

As embalagens não podem ter alegações terapêuticas.

(Lei 5991/73)

ATENÇÃO: O texto de todos os nossos produtos, são referentes a des­cri­ção técnica dos mesmos, não configurando pro­pa­gan­da e ou estímulo a auto-medicação.
Seguindo as normas da ANVISA, todo produto deve ser manipulado de acordo com o pedido do comprador, portanto será manipulado após o recebimento e aprovação do farmacêutico.
Fórmula desenvolvida por profissional habilitado:
Uso e venda feita com prescrição de profissional habilitado, podendo ser nosso farmacêutico conforme Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Outros Produtos Naturais

  • Carqueja
    Carqueja
    Carqueja indicada para problemas do fígado, vesícula biliar e má digestão. Possui também ação diurética. Pode ... Saiba mais
  • Porangaba
    Porangaba
    Porangaba ou Pholia magra planta natural que auxilia na luta contra a obesidade. Leia nosso artigo sobre a Por ... Saiba mais
  • Squalene
    Squalene
    Melhora oxigenação das células, promove boa saúde, combate fadiga e estresse, previne o envelhecimento das cél ... Saiba mais