2022-07-05

Melilotus: para que serve e efeitos colaterais

Conheça nossas fórmulas magistrais para Melilotus .
Veja nossa lista de opções:
60 cápsulas - Melilotus E.S 200 mg ,     60 cápsulas - Melilotus E.S 100 mg,     60 cápsulas Melilotus E.S 200 mg Kit com 2 frascos),     

Sente as pernas cansadas e inchadas? As varizes são mais comuns do que se imagina: aproximadamente 40% de adultos sofrem de varizes e desejam alternativas para tratamento. Uma delas é o Melilotus! Em estágios iniciais de varizes, essa planta melífera pode ajudar bastante a circulação e é indicada também para outras doenças. Que tal investir na saúde hoje? Neste artigo, vamos descobrir para que serve o Melilotus e suas contraindicações.

Melilotus dosagem cumarina

O que é Melilotus?

O Melilotus, cujo nome científico é Melilotus officinalis, desenvolve-se em tantos lugares diferentes que você encontrará também muitos nomes para a mesma planta, já que são idiomas distintos: trébol dulce, sweet clover, mélilot jaune, hahaq, e, finalmente em português, o Trevo de Mel. Outro nome popular para esta planta é trevo doce ou trevo branco, mas o começo do seu nome científico é mais comum: Melilotus.

Trata-se de uma planta perene encontrada na Europa, certas regiões da Ásia, América do Norte e foi levada também para a Austrália. Faz parte da família Fabaceae.

Além de atrair abelhas por conta de suas belas flores amarelas, seu néctar possui sabor e odor parecidos com mel — justificando alguns de seus nomes populares e também seu nome oficial: Meli, vem do grego e significa mel; já lotus significa fruto. Trevo de Mel também é um nome bem sugestivo.

Melilotus efeitos colaterais

Existem muitos usos tradicionais do Melilotus, adquiridos por anos de consumo empírico em cada cultura, por exemplo, chás para cólicas ou resfriados e emplastros com ação anti-inflamatória para aplicação externa.

Hipócrates, figura muito importante na história da Medicina, citou esta planta em seus trabalhos durante a Antiguidade Clássica, na Grécia. E assim como a humanidade avançou de diversas maneiras em seu desenvolvimento tecnológico e farmacêutico, as formas de uso do Melilotus estão mais modernas. Quem possui problemas circulatórios tem muito a ganhar com os benefícios desta planta!

Agora que você já conhece alguns detalhes sobre Melilotus officinalis, vamos entender mais sobre os seus impactos no organismo e como pode te ajudar no tratamento de problemas circulatórios, como as varizes.

 

Melilotus: para que serve

Conforme mencionado, o principal uso do Melilotus é para problemas circulatórios, sendo muito benéfico para quem possui varizes e quem trata hemorróidas, por exemplo.

As partes utilizadas para fitoterápicos são suas flores, e seus principais componentes são:

  • Cumarinas (melilotosídeo, umbeliferona, escopoletina)
  • Flavonóides (derivados em quercetina e kampferol)
  • Saponinas
  • Óleo essencial
  • Ácidos fenólicos
  • Taninos

 

O Melilotus possui ações:

  • Antiespasmódica
  • Anticoagulante
  • Antiedematosa
  • Diurética
  • Antioxidante
  • Hipotensiva
  • Anti-inflamatória

 

Ele é vendido na forma de cápsulas de extrato seco, um fitoterápico manipulado especialmente para você! Se já quiser garantir o seu, basta clicar aqui.

E quais são as indicações de uso do Melilotus?

O Melilotus pode ser utilizado no tratamento de doenças como:

  • Varizes (sintomas de dor, peso nas pernas, câimbras, coceira e edema)
  • Insuficiência venosa crônica (dificuldade de retorno do sangue das pernas para o coração)
  • Tromboflebite (coágulo associado à inflamação de veias)
  • Congestão linfática (acúmulo de líquido nos vasos linfáticos)
  • Síndrome pós-trombótica (conjunto de sinais e sintomas associados a um trombo – coágulo)

 

Ao estimular a circulação, o Melilotus auxilia no tratamento de varizes e hemorroidas porque o sangue passa a circular melhor no corpo. Vamos lembrar que varizes, apesar de possuírem causas multifatoriais, aparecem com maior facilidade nas pernas devido a dificuldade do sangue retornar ao restante do corpo — já que a gravidade não favorece esse movimento.

Os principais componentes responsáveis por essa ação do Melilotus officinalis são as cumarinas, que promovem a redução de edemas (o inchaço) e de inflamações devido ao aumento do fluxo venoso e linfático.

Varizes

Dosagem usual recomendada

Recomenda-se sempre conversar com profissionais da saúde para averiguar com maior profundidade o seu caso individual e, assim, indicar-se a dose adequada. De modo geral, utiliza-se a cápsula do extrato seco de Melilotus officinalis da seguinte forma:

  • 1 cápsula de 100mg, duas vezes ao dia (tratamento preventivo ou sintomas leves)
  • 1 cápsula de 200mg, duas vezes ao dia

 

Melilotus emagrece?

Não há evidências de que o Melilotus sirva especialmente para redução de taxas de gordura corporal em metas de emagrecimento. Se você tem interesse em adquirir um estilo de vida mais saudável e tem o objetivo de emagrecer, existem plantas mais adequadas! Confira nosso informativo: 7 dicas de emagrecimento saudável com plantas! Clique aqui.

Melilotus indica?es onde comprar

Melilotus: efeitos colaterais e contraindicações

Nas dosagens recomendadas e no período correto de consumo, o Melilotus apresenta poucos efeitos colaterais e é bem tolerado pelo organismo. Mas como qualquer outro fitoterápico — e alopáticos também — são necessárias certas precauções de uso:

  • Não recomenda-se o consumo por gestantes, lactantes e crianças por falta de estudos que atestem um consumo seguro por estes pacientes.
  • Não é recomendado para pacientes hipersensíveis ou alérgicos aos seus componentes.
  • Não é recomendado para pacientes que consomem anticoagulantes.
  • Não indica-se o consumo com álcool pela possibilidade de gerar lesões gastrointestinais.
  • Pacientes que passarão por cirurgias devem evitar ou suspender o uso de Melilotus 3 semanas antes da cirurgia, no mínimo.
  • Em doses altas, pode apresentar efeito sedativo, cefaléia, estupor e dano hepático transitório em pacientes suscetíveis.

 

Melilotus: preço e onde comprar

Você pode comprar Melilotus no nosso site, clicando aqui.

Em caso de dúvidas, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

Melilotus para que serve

Bibliografia

https://templiner-kraeutergarten.de/Melilotus-officinalis-Wildform-Gelber-Steinklee-Saatgut

https://phcogj.com/article/154

https://d1wqtxts1xzle7.cloudfront.net/50740622/vannacci-fitoterapia_linfedema-giot2009-with-cover-page-v2.pdf?Expires=1656509221&Signature=Xk-AVO6uqgeh2ZnT6NIZhwKf-Mvv9E~~mFRuUvBkKVJvs0sbI5COoimYes8J1uo8mxdLtngmsLrSAknyCkUfP0hhcOoB45eUsA~MPFvCgnDhJ6uT2r2SSp-9YOQbOhv5bvyATESt69fKvMzohGRwjxwmf46Pk6y0-dHuhKi05j9Mw-byjwXjFaDu-I94ocPZtiFNmiIgYW~kqPfUHJgYDnOP3xGA1WFxh8YrbrWNoxvqbSaIycssQQMkOu-1XxPAlpiT0tiZUainB3dBYQWluWbH94G4yO4ElmsShmPoU5CdAjK~tqEETLfGcY2a~6BTgC7nBtzgGoEoNeoeVHUr~Q__&Key-Pair-Id=APKAJLOHF5GGSLRBV4ZA

http://reservas.fcrs.edu.br/index.php/mostracientificafarmacia/article/view/2948

https://www.emedicinehealth.com/sweet_clover/vitamins-supplements.htm

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8019886/

https://www.researchgate.net/profile/Ali-Al-Snafi/publication/338901836_Chemical_constituents_and_pharmacological_effects_of_Melilotus_officinalis-_A_review/links/5e31e87492851c7f7f0c1dd1/Chemical-constituents-and-pharmacological-effects-of-Melilotus-officinalis-A-review.pdf

http://extension.msstate.edu/content/yellow-sweetclover-melilotus-officinalis

https://www.sciencedirect.com/topics/biochemistry-genetics-and-molecular-biology/melilotus-officinalis

https://www.fs.fed.us/database/feis/plants/forb/melspp/all.html

http://reservas.fcrs.edu.br/index.php/mostracientificafarmacia/article/view/2948

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: Melilotus: para que serve e efeitos colaterais

Deixe seu comentário sobre:
Melilotus: para que serve e efeitos colaterais