2022-04-12

8 Dicas de Tratamento para Hemorroidas

Pior do que o constrangimento de falar sobre hemorroidas, é a dor que elas causam se não forem tratadas! Provocam desconfortos ao sentar, podem sangrar e complicam muito a nossa qualidade de vida. Então, é melhor você saber o que são as hemorroidas, para poder preveni-las e tratá-las! E no informativo desse mês, vamos conferir todos esses detalhes e daremos dicas especiais de tratamento. Vamos resolver esse problema juntos?

 

O que são Hemorroidas?

Dói, coça e ainda pode ficar ardendo. São as hemorroidas e o que fazer nessa situação? Primeiro, vamos entender o que é a hemorroida e, em seguida, veremos tratamentos e dicas de fitoterápicos!

Hemorroidas são caracterizadas por veias que dilataram-se ao redor do ânus ou no reto. Essa região é naturalmente vascularizada, mas quando existe essa inflamação dolorosa e protuberâncias, é quando a hemorroida está em desenvolvimento.

É uma doença benigna, apesar de progressiva, e provoca muita dor e constrangimento devido onde está localizada no corpo. Mas vamos reforçar neste informativo que nenhum paciente deve se sentir constrangido a ponto de fugir de acompanhamento médico. Não é um assunto discutido socialmente, no entanto, é necessário estabelecer uma relação de confiança entre pacientes e profissionais de saúde!

Afinal, as hemorroidas são mais comuns do que se fala e muita gente já sofreu ou sofre do mesmo problema. Até mesmo o rei Luís 14, da França, foi acometido por sérias dores causadas por hemorroidas e, mesmo naquela época — em que noções de assepsia não eram tão desenvolvidas quanto hoje — ele decidiu submeter-se à uma intervenção cirúrgica. E foi um sucesso! E sendo da realeza ou não, todo mundo deve ter o direito de tratar as hemorroidas e se ver livre de sofrimento.

As hemorroidas podem ser externas ou internas:

  • Externas: São aquelas protuberâncias mencionadas anteriormente, pequenas bolsas vascularizadas ou nódulos, sentidos como "pelotas" por pacientes.
  • Internas: Ainda provocam dor durante a evacuação e podem ainda gerar sangramentos. Mas, a dor não é tão frequente.

O que e hemorroidas

E ainda existe uma escala de estágios das hemorroidas:

  • Grau I: O paciente ainda não consegue ver, por meio de espelhos, as hemorroidas, mas já pode sentir desconfortos e/ou notar sangue durante a evacuação.
  • Grau II: As hemorróidas despontam da região anal, saindo durante esforço da evacuação ou esforço físico da pelve, voltando ao normal de maneira espontânea.
  • Grau III: Agora, as hemorróidas não retornam para o interior do corpo sozinhas e é necessário colocá-las manualmente no local. O desconforto aumenta consideravelmente.
  • Grau IV: As hemorroidas estão externas e não voltam para o interior do corpo manualmente. Há dor intensa e desconforto ao sentar.

 

Sintomas das Hemorroidas

Os sintomas das hemorroidas são bem clássicos, sendo facilmente detectáveis pelo próprio paciente. O principal é a dor no reto, mas envolve outros aspectos que mostraremos a seguir:

  • Incômodo ao evacuar
  • Dores na região do ânus, impedindo o paciente de sentar de maneira confortável
  • Coceiras
  • Sangramentos, que podem ser percebidos por sangue no papel higiênico e/ou nas fezes.
  • Secreções
  • Aparecimento de tecido na borda do ânus, que abre-se durante o esforço da evacuação.

 

Diagnóstico de Hemorroidas

Devido aos seus sintomas marcantes, é fácil alguém prestar atenção em todos os aspectos que estão acontecendo com o próprio corpo e deduzir que está, de fato, com hemorroidas. No entanto, isso não significa que você deve evitar atendimento médico, afinal, você não sabe ainda com plena certeza qual é o grau da hemorroida e pode ter ainda dúvidas sobre as melhores opções de tratamento para o seu organismo.

Buscar especialistas é uma boa opção, principalmente se a dor for muito intensa. Para isso, procure por coloproctologistas no SUS ou no seu plano de saúde particular!

Alguns exames podem ser solicitados por profissionais, como:

  • Simples observação médica
  • Anuscopia
  • Sigmoidoscopia
  • Colonoscopia

 

Lembrando que seu caso será avaliado com cuidado, para evitar gastos e desgaste emocional em exames que podem ser um pouco mais invasivos. Portanto, não tenha medo de buscar ajuda médica por imaginar exames extremamente desconfortáveis, porque tudo é feito com o objetivo de minimizar quaisquer sofrimentos. E, em muitos casos de hemorroidas ainda em estágios iniciais, esses exames podem não ser necessários.

Hemorroidas causas

Causas das Hemorroidas

Engana-se quem acredita que existe uma causa única para hemorroidas! Existem, é claro, fatores que contribuem para o risco de aumento da pressão de vasos sanguíneos da região anorretal, como:

  • Genética — Não é um assunto muito comentado entre integrantes da família, mas o paciente tem maior chance de desenvolver hemorróidas se parentes próximos já tiveram, como mães, pais e avós.
  • Idade — Embora as hemorroidas atinjam igualmente homens e mulheres e seja, em geral, uma doença comum, aparece mais em pessoas a partir dos 40 anos de idade, devido ao enfraquecimento de tecidos.
  • Gestação — O desenvolvimento do feto contribui para o surgimento das hemorroidas por pressionar as estruturas da pelve, aumentando a pressão sanguínea ali.
  • Constipação — A dificuldade na evacuação ou evacuação incompleta, somada às fezes secas, são outros fatores importantes para as hemorroidas. O esforço para evacuar costuma ser intenso, forçando a área do ânus e possivelmente machucando as paredes do reto. Não evacuar quando sente vontade é prejudicial também.
  • Obesidade — Devido ao sobrepeso, a pressão sobre as veias abdominais e a pelve é maior, o que pode futuramente favorecer o surgimento de hemorroidas. Dieta com falta de fibras ou líquidos também é outro fator.
  • Sedentarismo — Muito tempo sentado é um fator de risco! Isso diminui o funcionamento pleno do aparelho digestivo e da irrigação sanguínea saudável da região. Atividades físicas tendem a melhorar o funcionamento do intestino e a frequência de evacuações, pontos fundamentais para a saúde em geral e para prevenção de hemorróidas. Por outro lado, o excesso de treinos em bicicletas e hipismo pode favorecer o surgimento de hemorroidas.
  • Esforço físico intenso — E isso não se resume às atividades físicas em excesso, conforme o tópico anterior! Pessoas que exercem trabalhos pesados e frequentes podem sofrer dessa condição, além de existir a possibilidade de alguns pacientes realizarem muito esforço ao evacuar, o que está relacionado com a constipação.

Esforco fisico piora hemorroidas

3 Mitos sobre as Hemorroidas

Hemorroida vira câncer?

Não, as hemorroidas não evoluem para câncer. O que pode acontecer, porém, é o paciente ter as duas doenças simultaneamente, por isso é de extrema importancia se atentar aos sinais que o corpo dá, como hemorragia e sangue nas fezes. Os sintomas de câncer no reto e hemorroidas são parecidos e, por mais que hemorroidas sejam benignas, é melhor tirar a dúvida com profissionais da saúde para evitar riscos graves.

 

Pimenta ou outros alimentos picantes causam hemorroidas?

Não. No entanto, sabores picantes podem provocar irritações e inflamações em quem já tem hemorroidas, então o ideal é excluir esse tipo de comida da sua alimentação durante o tratamento. É fácil lembrar o que não comer: fuja de pimentas e demais temperos picantes se você tem hemorroidas.

 

Bebida alcoólica causa hemorroida?

Não. Assim como a pimenta, as bebidas alcóolicas podem desregularizar o intestino, provocando ou a prisão de ventre ou a diarréia. Assim, essa irritação piora hemorroidas já existentes.

Bebida alcoolica causa hemorroidas

Como prevenir as Hemorroidas?

Agora que você já entendeu mais sobre o que são hemorroidas e quais as causas que favorecem o seu aparecimento, vamos discutir pontos que te ajudam a preveni-las! Confira:

  • Obedeça a vontade do seu corpo na hora de evacuar! Só lembre-se de cuidar do esforço.
  • Adote uma alimentação saudável, rica em fibras e líquidos, para manter o funcionamento do intestino excelente. Tem gente que fica em dúvida do que comer, então, aposte em leguminosas e grãos. Assim, evitamos a constipação e esforços absurdos na hora de evacuar.
  • Pratique atividades físicas! Isso evita o sedentarismo e a obesidade, melhorando a atividade digestiva e intestinal também. Mas cuidado com o excesso de peso na academia ou muitas horas no selim de bicicleta! Movimente-se sempre um pouco, mesmo no trabalho (se houver essa possibilidade).
  • Atenção ao papel higiênico! A fricção intensa pode ser prejudicial, mas a gente sabe que não dá para lavar o ânus em todo lugar. Se for possível, prefira lavar a região com água. Do contrário, use o papel higiênico e trate a área com delicadeza!

 

Como tratar as Hemorroidas?

Os cuidados com hemorroidas variam de acordo com o grau delas, sendo a hemorroida interna ou externa. É variável de paciente para paciente, tem cura e requer um acompanhamento médico específico. De modo geral, os tratamentos para hemorróidas são os seguintes:

  • Pomadas e cremes
  • Banhos de assento mornos por 15 minutos podem aliviar dores
  • Compressas frias promovem bem estar, apenas tome cuidado com queimaduras de gelo e verifique se, no seu caso, a dor realmente passa. Tanto a água quente ou fria tem seu espaço para o tratamento, então lembre-se de avaliar a inflamação e as sensações do seu corpo
  • Medicamentos anti-inflamatórios receitados por profissionais da saúde

 

Outros tratamentos envolvem procedimentos mais complexos, eficazes contra estágios mais avançados das hemorróidas. Podem envolver uma cirurgia, como a hemorroidectomia — que possui mais de uma técnica atualmente — e todas as condições do paciente devem ser avaliadas pela equipe médica.

  • Ligadura elástica
  • Escleroterapia
  • Hemorroidectomia
  • Hemorroidopexia grampeada
  • Fotocoagulação infravermelha

Vale lembrar que não são todos os pacientes que necessariamente irão passar por tais procedimentos!

Intestino preso piora hemorroidas

8 Dicas de Tratamento para Hemorroidas

Será que existem outras alternativas que podem ajudar no tratamento de hemorroidas? A resposta é sim! Geralmente são indicadas para graus leves das hemorroidas e evitam-se plantas que possuem ação irritante da mucosa. Para facilitar, separamos uma lista de dicas que serão seus aliados até sua recuperação completa:

As principais dicas de fitoterápicos são:

1 - Castanha da Índia — Aumenta resistência das veias, sendo também anti-inflamatória e analgésica. Indicada para varizes, hemorróidas e flebites. (ver produto)

2 - Hamamelis — É vaso-protetora, com ação hemostática, cicatrizante e reconstrutora de tecidos. (ver produto)

3 - Erva de Bicho —Tem ação anti-inflamatória, hemostática e anti-hemorroidária! Seu uso tradicional é bem consolidado, indicado também para varizes. (ver produto)

 

Outros que ainda podem te ajudar são:

4 - Melilotus — Estimulante da circulação venosa e linfática, dimuindo a dilatação das veias do ânus e do reto. As cumarinas em sua composição reduzem essas inflamações. (ver produto)

5 - Tanchagem — É antisséptica, fortificante de vasos e anti-inflamatória. Além de ser indicada para outras finalidades, também contribui para a melhora de hemorroidas. (ver produto)

 

Os produtos que agem como laxantes, sem irritar a mucosa intestinal, e evitam esforços absurdos na hora de evacuar são:

6 - Chlorella — Melhora o funcionamento intestinal e possui ainda nutrientes em sua composição. (ver produto)

7 - Psyllium — Favorece o amolecimento da consistência das fezes, diminuindo a necessidade de grande esforço ao defecar. (ver produto)

8 - PEG 4000 — Aumenta a concentração de água nas fezes e facilita a evacuação sem causar irritações. Pode ser utilizado por todas as faixas etárias. (ver produto)

Dica extra! — Uma alternativa excelente de uso tópico é o Creme de Hemorroidas manipulado pela Oficina de Ervas, composto por Castanha da Índia + Hamamelis + Erva de Bicho + Paeonia! (ver produto).

Creme para hemorroidas

Esperamos que as informações tenham sido úteis e que logo você possa sentar sem medo da dor! Ninguém precisa sentir vergonha por ter desenvolvido hemorróidas, afinal, é um problema médico com CID e medicação; e todos merecem o melhor tratamento possível.

Busque sempre o apoio de profissionais da área da saúde para uma avaliação completa do seu caso e cuide da sua saúde com carinho. Depois de conferir as dicas de tratamento no informativo deste mês, tenha a certeza de que você pode sempre contar com a Oficina de Ervas!

E se sobrou alguma dúvida, você pode falar com nossos fitoterapeutas, clicando aqui.

 

Bibliografia

https://www.clinicaforster.com.br/o-que-e-hemorroida

https://bvsms.saude.gov.br/hemorroidas/

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/hemorroidas/

https://saude.abril.com.br/bem-estar/hemorroida-tem-cura/

https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-sao-hemorroidas-tratamento/

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/10/17/como-as-hemorroidas-de-luis-14-da-franca-ajudaram-a-valorizar-a-cirurgia.ghtml

https://www.institutojorgereina.com.br/especialidades/coloproctologia/hemorroidas/

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: 8 Dicas de Tratamento para Hemorroidas

Deixe seu comentário sobre:
8 Dicas de Tratamento para Hemorroidas