2021-07-20

4 dicas naturais contra gordura no fígado

Quando falamos de gordura corporal, logo vem à mente aquelas questões estéticas como uma barriga saliente, uma papada vantajosa ou aquela "pelanca do tchauzinho" no braço. Ou, ainda, problemas relacionados à saúde do coração, como colesterol alto, hipertensão, AVC ou infarto.

Mas existe um problema muito comum na população que está relacionado ao excesso de gordura no maior órgão interno do corpo humano: o fígado. Já ouviu falar em fígado gordo?

Esse é um dos nomes populares da gordura no fígado, tecnicamente chamada de esteatose hepática.

Neste texto, vamos te contar alguns cuidados simples e naturais para prevenir ou eliminar a gordura no fígado. Quer aprender como manter seu fígado saudável? Então, vamos lá!

Figado saudavel e figado gordo

O que é gordura no fígado?

Como já dissemos, o fígado é o maior órgão (e maior glândula) do nosso corpo, localizado no lado direito do abdome. Tem papel fundamental na digestão de nutrientes, produção de substâncias e eliminação daquelas indesejadas. Dentre algumas funções do fígado, estão:

  • Secretar bile, auxiliando na digestão de lipídios (gorduras).
  • Armazenar glicose na forma de glicogênio, ajudando no equilíbrio energético do organismo.
  • Produzir proteínas que participam da coagulação do sangue.
  • Desintoxicar o organismo, transformando hormônios ou medicamentos em substâncias que podem ser eliminadas pelos rins ou pela bile.
  • Sintetizar colesterol, que depois é excretado pela bile.
  • Transformar amônia em ureia.

E como o fígado fica gordo?

A esteatose hepática acontece quando o fígado começa a acumular muita gordura em suas células. Até os anos 1980, achava-se que essa doença era causada apenas pelo consumo de álcool. De fato, o abuso desse tipo de substância pode causar a chamada doença gordurosa alcoólica do fígado. Mas hoje já sabemos que há outras causas também comuns para o que é conhecido como doença gordurosa não alcoólica do fígado.

Algumas causas da gordura no fígado são:

  • hepatites virais;
  • diabetes;
  • sobrepeso ou obesidade;
  • colesterol ou triglicérides elevados;
  • uso frequente de medicamentos como corticoides.

Uma pessoa pode ter gordura no fígado por muitos anos sem sintomas e muitas vezes só descobre com exames de sangue. Essa falta de controle da doença pode levar a um caso mais grave quando descoberta tarde demais. Quando não é controlada, ela pode evoluir para uma esteato-hepatite, na qual ocorre inflamação e morte das células. Assim, o paciente fica mais predisposto a desenvolver cirrose e câncer no fígado ao longo dos anos.

A boa notícia é que é possível reverter ou controlar a gordura no fígado antes de evoluir para uma situação mais grave. E, melhor ainda, é possível fazer isso com vários tipos de remédio natural para gordura no fígado e mudanças no estilo de vida. Confira a lista abaixo:

Estagios de dano no figado

1- Ervas para proteger e desintoxicar o fígado

Cardo Mariano (Silimarina)

Talvez você já tenha ouvido falar da planta cardo mariano. A silimarina é o princípio ativo extraído do fruto do cardo mariano. E, para simplificar, muitas vezes as pessoas usam seus nomes de forma intercambiável.

O que importa é que a silimarina tem uma alta atividade anti-hepatotóxica, ajudando a proteger o fígado e a desintoxicá-lo. E seus benefícios podem ser obtidos em forma de cápsulas, tintura ou chá(Ver produto)

Eclipta Alba

Essa é outra planta que pode auxiliar muito na desintoxicação do fígado e em casos de cirrose e hepatite.

Existem relatos de pessoas que contaram com sua atividade hepatoprotetora durante tratamentos quimioterápicos. Com o uso dessa erva medicinal, os pacientes disseram não ter sentido mal-estar e desconforto gástrico mesmo com a agressividade dos medicamentos químicos que estavam tomando. (Ver produto)

Picão Preto

O picão também é uma erva com propriedades hepatoprotetoras que podem auxiliar no tratamento da esteatose hepática. Seus benefícios para a saúde do fígado é tal que a Anvisa recomenda seu uso medicinal no tratamento de icterícia e úlceras. Mas a planta possui ainda diversos benefícios para auxiliar em outras doenças. (Ver produto)

Casal tomando cha para o figado

2- Suplementos naturais para controlar o colesterol

O colesterol é um tipo de gordura muito importante para o funcionamento das células. Porém, quando em excesso no organismo, se torna uma causa comum da gordura no fígado. Por isso, controlar o colesterol contribui para a saúde desse órgão. Para tanto, existem algumas plantas e suplementos que agem especificamente sobre essa gordura.

Alcachofra

Essa planta, que também é um prato delicioso e exótico na culinária, é conhecida por sua ação protetora do fígado, auxiliando no controle do colesterol e da triglicérides. A alcachofra também é usada como desintoxicante em casos de indigestão ou no mal-estar causado por alta ingestão de álcool. (Ver produto)

Berinjela

A berinjela é outro famoso alimento que ajuda a reduzir as taxas de colesterol no sangue. Existem diversas formas de consumir a berinjela, inclusive em receitas líquidas que podem ser encontradas na internet.

Mas é possível também obter seus benefícios de forma prática em forma de cápsulas, pois são feitas em uma dosagem adequada para ser tomada diariamente com base no caso do paciente. Além disso, na forma de cápsula ela pode ser associada à alcachofra, potencializando a ação das duas plantas. (Ver produto)

Ômega 3

Parece contraditório, mas o ômega 3, uma gordura saudável, também ajuda a reduzir as taxas de colesterol no sangue, consequentemente auxiliando no tratamento da gordura no fígado. Ele também favorece o aumento do colesterol bom (HDL) no organismo.

O ômega 3 evita que as gorduras ruins se fixem nos vasos sanguíneos, evitando entupimentos que podem resultar em acidentes cardiovasculares. (Ver produto)

Capsula de omega 3

3- Chás para o fígado

Algumas plantas já são bem populares quando há algum problema de fígado. Suas ações terapêuticas ajudam em casos de indigestão e outros problemas gástricos que podem estar relacionados a esse órgão.

Essas "ervas para limpar o fígado" são famosas por seus chás e a vantagem nesse caso é que muitas vezes trazem um alívio quase que instantâneo para a sensação de mal-estar. Porém, quem quer usar essas plantas de forma contínua num tratamento mais longo e contínuo, é possível consumi-las em cápsulas ou tintura.

Chá de carqueja

O chá de carqueja é uma salvação instantânea quando exageramos na comida ou no álcool. Mas ela também é indicada para outros problemas no fígado e na vesícula biliar.

Além disso, tem ação diurética e pode ser usada em regimes de emagrecimento, o que ajuda muito para quem tem gordura no fígado decorrente de sobrepeso ou obesidade. (Ver produto)

Chá de dente de leão

O dente de leão é uma planta que estimula a digestão, serve como desintoxicante e depurativo. É muito usado em casos de hepatite e também para corrigir a hipoacidez gástrica. Seus efeitos secundários também o tornam um bom coadjuvante no tratamento da obesidade, ácido úrico e colesterol elevado. (Ver produto)

Chá de boldo do Chile

Quem já tomou torce o nariz quando ouve ou lê esse nome. Mas sempre que precisamos, o jeito é tapar o nariz e colocar o chá de boldo pra dentro. Essa erva de gosto amargo e marcante ajuda a desintoxicar o fígado e promove sua proteção. (Ver produto)

Cha para gordura no figado

4- Mudanças no estilo de vida

Alimentação

É claro que para ter bons resultados no tratamento da gordura do fígado é necessário fazer mudanças na alimentação. É recomendável evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras saturadas (como frituras), carboidratos refinados, carnes vermelhas, laticínios, alimentos industrializados e em conserva, além de outros que são maléficos para a saúde do órgão.

Atividade física

Uma rotina constante de exercícios ajuda a controlar e até acabar com a gordura no fígado. Principalmente, porque uma das causas mais comuns da esteatose hepática é o sobrepeso e a obesidade.

Os exercícios (junto com uma alimentação balanceada) ajudam no emagrecimento e redução da gordura corporal e, no longo prazo, evitam o acúmulo de gordura no fígado.

Consumo de álcool

Quando a esteatose hepática é causada pelo abuso de álcool, o paciente precisa cortar seu consumo por completo. Mas, quando a causa é outra, o álcool pode piorar o quadro de gordura no fígado, por isso é importante beber com moderação e, em alguns casos, não beber.

Medicamentos

O fígado é responsável por metabolizar os medicamentos que tomamos e não é incomum a automedicação em casa. É importante ficar atento e largar esse hábito que pode sobrecarregar o fígado e ter consequências ruins no longo prazo.

Medicamentos naturais a base de plantas também têm efeitos colaterais, porém costumam ser mais leves que os dos remédios tradicionais. De qualquer forma, você sempre pode contar com a orientação gratuita de um fitoterapeuta da Oficina de Ervas sobre qual fitoterápico é melhor para seu caso.

Casal cozinhando comida saudavel

Como vai seu fígado?

O sedentarismo e as mudanças na alimentação desencadeadas pela pandemia do Novo Coronavírus podem ter tido algum efeito no fígado de muita gente. Daí a importância de se manter um estilo de vida saudável e fazer os exames e acompanhamento médicos anuais.

A maioria dos casos de esteatose hepática não apresenta sintomas, mas algumas pessoas podem sentir mal-estar, fadiga e desconforto abdominal. Só um médico poderá avaliar como está a saúde do seu fígado por meio de exames clínicos e de sangue, imagem, etc.

Para quem já sofre desse mal, é importante controlar e tentar regredir a doença o quanto antes. E, para quem não tem o fígado gordo, vale aproveitar as dicas acima para se prevenir e se manter sempre saudável.

Esperamos que tenha gostado deste informativo e que as dicas sejam úteis para você. Em caso de dúvidas, conte sempre com a equipe da Oficina de Ervas para te ajudar.

Você pode falar com um fitoterapeuta, clicando aqui.

Casal de idosos jogando tenis

REFERÊNCIAS

https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/especialidades/nucleo-avancado-figado/Paginas/esteatose-hepatica.aspx

https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/esteatose-hepatica

https://hospitalbrasilia.com.br/pt/sobre-nos/blog/figado-a-maior-glandula-do-organismo

https://www.nhs.uk/translationportuguese/documents/cholesterol_portuguese_final.pdf

https://www.ufrgs.br/lacvet/site/wp-content/uploads/2013/10/colesterolJuliana.pdf

https://nefroclinicas.com.br/o-que-e-ureia/

https://sbhepatologia.org.br/imprensa/esteatose-hepatica/

https://www.liver.ca/patients-caregivers/liver-diseases/fatty-liver-disease/

https://vidasaudavel.einstein.br/6-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-esteatose-hepatica-nao-alcoolica/

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: 4 dicas naturais contra gordura no fígado

Deixe seu comentário sobre:
4 dicas naturais contra gordura no fígado