Vitiligo: vamos aprender sobre essa condição?

Mulher negra com vitiligo

Hoje nós vamos conversar sobre o que é, qual é o tratamento e como prevenir o Vitiligo. Esse é um tema com o qual muitas pessoas já estão familiarizadas, porque a condição ficou conhecida após o falecimento do cantor Michael Jackson, quando médicos confirmaram na autópsia que ele "ficou branco" devido a um tipo de Vitiligo. Essa condição é comum, mas a maioria dos pacientes esconde as manchas com maquiagem para se sentir melhor, como foi o caso do cantor.

Ultimamente esse tabu com o Vitiligo vem diminuindo e hoje já encontramos atrizes, modelos e várias pessoas famosas que possuem a condição e não escondem. Por isso, hoje vamos falar sobre essa doença tão famosa! Mas antes, conheça as estatísticas que envolvem a condição:

  • Estima-se que cerca de 1 a 2% da população mundial tenha Vitiligo;
  • Cerca de 40% dos pacientes com Vitiligo que buscam auxílio de um médico dermatologista têm algum problema emocional associado;
  • 30% dos pacientes com Vitiligo têm familiares com o mesmo problema.

 

O que é vitiligo?

A cor da nossa pele ocorre devido à melanina, que é um pigmento produzido por células da pele chamadas de melanócitos. O Vitiligo acontece quando essas células são destruídas por completo ou quando a quantidade restante delas não é o suficiente para manter a cor da pele e dos pelos.

Com a perda dos melanócitos, manchas brancas de vários tamanhos começam a aparecer na pele (hipopigmentação), podendo se espalhar por todo o corpo. O Vitiligo não traz prejuízos à saúde física do paciente e nem é contagioso, mas acaba impactando na autoestima por causa da aparência.

 

Tipos de vitiligo

O Vitiligo pode aparecer de diferentes formas e padrões como:

  • Focal: Uma ou poucas manchas em uma área específica, independente de qual parte do corpo.
  • Segmentar: Manchas que se distribuem em apenas um lado do corpo, sem simetria.
  • Acrofacial: Manchas com simetria nas extremidades do corpo (mãos e pés) e em volta das mucosas (boca, nariz, olhos, ânus e genitais).
  • Vulgar: Manchas com simetria nos dois lados do corpo, podendo afetar axilas, cotovelos, joelhos, nádegas, abdômen e pescoço, além das partes afetadas pela acrofacial.
  • Mista: Manchas que seguem padrões de mais de um tipo de Vitiligo (acrofacial + segmentar ou vulgar + segmentar).
  • Universal: Manchas por quase todo o corpo que afetam mais de 50% da pele.

 

Causas do vitiligo

Mulher branca com vitiligo

Ainda não se sabe com certeza a causa do Vitiligo, mas existem fatores associados que podem desencadear e agravar a condição. Veja abaixo algumas das teorias mais aceitas para a causa do vitiligo:

Autoimunidade

A teoria autoimune, que é a mais aceita hoje em dia, alega que o próprio corpo começa a fabricar anticorpos que combatem os melanócitos, que são células da pele que produzem o pigmento melanina.

Pesquisadores chegaram nessa teoria porque muitos dos pacientes com Vitiligo também apresentam outras doenças autoimunes como alopecia, diabetes, doença de Addison e alterações da tireoide.

Herança genética

Essa teoria também é aceita, porque diversas pessoas com Vitiligo têm parentes próximos com a mesma condição. Mas, como ele depende da participação de diversos genes para aparecer, não se sabe exatamente quais influenciam.

Citotoxicidade

A teoria citotóxica diz que as manchas aparecem devido a substâncias que entram em contato com a pele, como pesticidas e a hidroquinona (substância presente em borrachas e alguns tecidos). Plantas e produtos naturais com ação desintoxicante, clique aqui.

Fatores ambientais

Muitas pessoas com vitiligo também percebem piora nas manchas com a exposição ao sol e ao estresse emocional. Grande parte dos pacientes ainda diz que foram situações de trauma psicológico que desencadearam as primeiras manchas.

 

Vitiligo e o emocional

Há diversas doenças que se manifestam por causa do estresse emocional, como psoríase e neurodermite. Mas o Vitiligo só se manifesta com o estresse se a pessoa já tiver uma predisposição a ele. O grande problema é que, a partir de sua manifestação, os pacientes começam a se sentir inseguros devido ao preconceito, principalmente se as manchas aparecerem no rosto.

A condição pode piorar com o estresse, agravando o quadro e gerando um ciclo vicioso que acaba dificultando o tratamento, por isso, é preciso cuidar também do emocional.

 

Sintomas do vitiligo

O principal sintoma do Vitiligo é o aparecimento das manchas brancas e bem delimitadas na pele, que não causam dor nem irritação. No início do surgimento pode haver uma leve coceira e sensibilidade nas manchas. Os pelos da região afetada pelas manchas ficam brancos também e é comum que novas manchas apareçam em áreas machucadas da pele. O Vitiligo não causa prejuízos à saúde em si, mas muitos pacientes desenvolvem transtornos psicológicos e baixa autoestima por causa da aparência.

 

Diagnóstico do vitiligo

O Vitiligo é facilmente detectado pelo médico e pelo próprio paciente só de olhar, pois geralmente as manchas aparecem em lugares bem característicos. Alguns exames podem ser necessários só para conferir se as manchas podem ter sido provocadas pelo sol ou por micoses. O médico pode pedir também exames para verificar se o paciente tem outros tipos de doenças autoimunes para poder tratar em conjunto.

 

Como prevenir o vitiligo?

Menino crianca com vitiligo

Não tem como prevenir o Vitiligo, até porque não dá para saber quem já tem essa predisposição. Pessoas que têm parentes diretos com vitiligo podem tomar alguns cuidados, como:

  • Tentar evitar situações de muito estresse;
  • Evitar roupas muito justas;
  • Tomar cuidado com exposição ao sol: Usar chapéus e bastante protetor solar; evitar os períodos de sol forte entre as 10h e 16h; não ficar exposto ao sol por períodos longos.

Quando e se surgir alguma mancha branca na pele, é preciso procurar um dermatologista para detectar o Vitiligo logo no início e poder fazer o tratamento.

 

Tratamento do Vitiligo

Por não oferecer riscos à saúde, o Vitiligo não precisa ser tratado, mas a maioria das pessoas prefere tratar pela questão estética. Alguns pacientes optam por não tentar um tratamento e só esconder as manchas com maquiagem.

Há casos em que as manchas regridem sozinhas dependendo dos fatores ambientais e do estado psicológico da pessoa, por isso é importante levar em conta o início de uma terapia.

Fora isso, cada caso é diferente e depende de o dermatologista indicar qual tipo de tratamento seria melhor para cada paciente. Os resultados também variam muito para cada pessoa, sendo que alguns conseguem regredir as manchas completamente e outros conseguem apenas diminuí-las.

O tratamento mais comum é a fototerapia, que pode ser feita com a ultravioleta A (PUVA) ou a ultravioleta B banda estreita (UVB-nb), usando óculos protetores especiais. Quando ele é feito com Ultravioleta A, o paciente toma um medicamento que deixa a pele sensível à luz e entra em uma cabine apropriada com a radiação.

Um sinal de melhora é quando começam a aparecer manchas de pigmentação dentro das manchas brancas do Vitiligo. A fototerapia também é ofertada em todo o Brasil pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O único problema é que o tratamento é longo, levando de 50 a 60 sessões, com a frequência de 2 a 3 sessões por semana.

Então, assim como a radiação solar, os raios ultravioletas podem propiciar o aparecimento de sardas e outros tipos de manchas na pele. Se a fototerapia for feita continuamente por anos, também pode desencadear câncer de pele.

Outros tipos de tratamento para o Vitiligo são:

  • Medicamentos que induzem a repigmentação das manchas;
  • Tratamentos tópicos (cremes e loções) com imunomoduladores e corticosteroides;
  • Laser;
  • Microenxertos de pele normal com melanócitos ativos;
  • Transplante de melanócitos que são retirados da pele normal e cultivados em laboratório para serem enxertados sobre as manchas;
  • Tratamento alternativo com melagenina extraída de placenta humana.

Quando o Vitiligo afeta mais de 50% do corpo, há a opção de fazer a despigmentação total da pele.

 

Plantas que ajudam no Vitiligo

Existem plantas que podem ajudar na regressão do Vitiligo, estimulando a repigmentação das manchas, como:

  • Mama Cadela ou Mamica de Cadela: em creme, tintura e cápsulas.
  • Flor de São João: em creme e tintura.

O tratamento é feito com o creme da planta junto com a ingestão dela, alternando entre essas duas plantas a cada 3 meses.

Você pode comprar os produtos de Mama Cadela clicando aqui.

Você pode comprar os produtos de Flor de São João clicando aqui.

 

E aí, achou interessante? Se tiver mais dúvidas, fale com um fitoterapeuta clicando aqui.

Creme de mama cadela e flor de sao joao para Vitiligo

Fontes:

Vitiligo

https://www.einstein.br/pages/doenca.aspx?eid=122

Necrópsia confirma que Jackson usava peruca e tinha vitiligo

http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1483591-7085,00-NECROPSIA+CONFIRMA+QUE+JACKSON+USAVA+PERUCA+E+TINHA+VITILIGO.html

Emoções podem desencadear ou agravar doenças na pele

https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/imprensa/noticias/Paginas/Emoções-podem-desencadear-ou-agravar-doenças-na-pele.aspx

Vitiligo

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/vitiligo/

Sociedade Brasileira de Dermatologia adere ao Dia Mundial do Vitiligo para conscientizar a população sobre a doença

https://www.sbd.org.br/noticias/sociedade-brasileira-de-dermatologia-adere-ao-dia-mundial-do-vitiligo-para-conscientizar-a-populacao-sobre-a-doenca/

Dia Mundial do Combate ao Vitiligo

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53403-dia-mundial-do-combate-ao-vitiligo

Vitiligo

http://www.scielo.br/pdf/abd/v79n3/v79n3a10.pdf

Vitiligo

http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2205-vitiligo

Vitiligo

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/vitiligo/21/

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: Vitiligo: vamos aprender sobre essa condição?

Deixe seu comentário sobre:
Vitiligo: vamos aprender sobre essa condição?