A Arnica é muito conhecida e popularmente usada para dores, contusões, pancadas e inflamações. Ela é usada em forma de cataplasma, pomada, banho e na homeopatia para uso interno.
O que muitos não sabem é que ela é também usada como floral. Dessa forma ela atua no campo sutil, no campo vital do indivíduo, e é muito usada para choques, traumas, rompimentos, rupturas, cicatrizes, que são marcas de traumas antigos ou recentes.
Ela promove um realinhamento do nosso “tecido” energético, restaurando partes que ficaram “rompidas” e áreas dos nossos chakras que ficaram “rompidas”. É uma essência reestruturadora, que vai reencaixando e colocando a estrutura do campo vital no lugar novamente. Restaurara o encaixe, a “ligação dos pedaços”, quando houve ruptura ou rompimento que afetou o campo vital.
Muito especialmente, a Arnica trabalha a questão do corpo do sentir, do corpo da alma, que muitas vezes se ausenta de uma área quando ocorrem traumas, dor e/ou abuso. Isso ocorre como um movimento de defesa, que faz com que a alma se ausente do corpo para diminuir o impacto do sofrimento.
Podemos observar que pessoas que sofreram impactos grandes, cirurgias, acidentes, é como se o corpo vibrante delas tivesse saído, e estivesse fora. A Arnica ajuda a reconstruir esses encaixes, essas ligações, a transmissão da energia entre as várias áreas.
Pessoas que sofreram abusos, ou que sofreram determinados ferimentos em certas áreas, podem ter uma condição na qual o corpo do sentir nunca voltou a habitar aquela área, que ficou como uma área “adormecida”, sem a plena presença da “vitalidade” irradiante do campo energético do indivíduo.
Uma das características importantes da Arnica é que ela pode trazer para as áreas que sofreram traumas, uma gradual e total reconstituição da força vital, ao mesmo tempo em que se faz um trabalho consciente em cima dos traumas ocorridos, para que eles possam ser processados e liberados efetivamente.
É uma essência usada tanto para traumas físicos quanto emocionais, quando eles foram fortes a ponto de desorganizar e desestruturar o fluxo natural das energias, muito especialmente quando a intensidade do sofrimento fez as pessoas saírem do corpo.
A Terapia Floral lida muito com isto, enquanto muito poucos tipos de abordagem tem se referido ao fato de que muitas vezes as pessoas não vivem plenamente encaixadas dentro do próprio corpo. Isso é uma das grandes causas da falta de energia e dinamismo nas pessoas, e de certas dificuldades que as pessoas tem em estar vivendo em alinhamento com todas as suas habilidades e potenciais.
A Arnica religa, trabalhando no nível energético o processo de cicatrização e restauração, ajudando a promover a circulação da energia nessas regiões.
Este processo de integração e alinhamento é fundamental para que haja saúde, harmonia e uso dos potenciais e dos recursos que todos nós temos.
Por: Eliza Tomoe Harada

A Arnica é muito conhecida e popularmente usada para dores, contusões, pancadas e inflamações. Ela é usada em forma de cataplasma, pomada, banho e na homeopatia para uso interno.

O que muitos não sabem é que ela é também usada como floral. Dessa forma ela atua no campo sutil, no campo vital do indivíduo, e é muito usada para choques, traumas, rompimentos, rupturas, cicatrizes, que são marcas de traumas antigos ou recentes.

Ela promove um realinhamento do nosso “tecido” energético, restaurando partes que ficaram “rompidas” e áreas dos nossos chakras que ficaram “rompidas”. É uma essência reestruturadora, que vai reencaixando e colocando a estrutura do campo vital no lugar novamente. Restaurara o encaixe, a “ligação dos pedaços”, quando houve ruptura ou rompimento que afetou o campo vital.

Muito especialmente, o Floral Arnica trabalha a questão do corpo do sentir, do corpo da alma, que muitas vezes se ausenta de uma área quando ocorrem traumas, dor e/ou abuso. Isso ocorre como um movimento de defesa, que faz com que a alma se ausente do corpo para diminuir o impacto do sofrimento. Podemos observar que pessoas que sofreram impactos grandes, cirurgias, acidentes, é como se o corpo vibrante delas tivesse saído, e estivesse fora. A Arnica ajuda a reconstruir esses encaixes, essas ligações, a transmissão da energia entre as várias áreas.

Pessoas que sofreram abusos, ou que sofreram determinados ferimentos em certas áreas, podem ter uma condição na qual o corpo do sentir nunca voltou a habitar aquela área, que ficou como uma área “adormecida”, sem a plena presença da “vitalidade” irradiante do campo energético do indivíduo.

Uma das características importantes da Arnica é que ela pode trazer para as áreas que sofreram traumas, uma gradual e total reconstituição da força vital, ao mesmo tempo em que se faz um trabalho consciente em cima dos traumas ocorridos, para que eles possam ser processados e liberados efetivamente.

É uma essência usada tanto para traumas físicos quanto emocionais, quando eles foram fortes a ponto de desorganizar e desestruturar o fluxo natural das energias, muito especialmente quando a intensidade do sofrimento fez as pessoas saírem do corpo.

A Terapia Floral lida muito com isto, enquanto muito poucos tipos de abordagem tem se referido ao fato de que muitas vezes as pessoas não vivem plenamente encaixadas dentro do próprio corpo. Isso é uma das grandes causas da falta de energia e dinamismo nas pessoas, e de certas dificuldades que as pessoas tem em estar vivendo em alinhamento com todas as suas habilidades e potenciais.

A Arnica religa, trabalhando no nível energético o processo de cicatrização e restauração, ajudando a promover a circulação da energia nessas regiões.

Este processo de integração e alinhamento é fundamental para que haja saúde, harmonia e uso dos potenciais e dos recursos que todos nós temos.


Por: Eliza Tomoe Harada

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• STELLA GARRIDO
GOSTARIA DE SABER QUAL SERIA A MELHOR INDICAÇÃO SOBRE POSOLOGIA DA ARNICA HOMEOPATICA GRATIDÃO.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Stella. A Arnica usada na homeopatia em dinamização CH, geralmente tem posologia de 5 gotas ou glóbulos 3 vezes ao dia. Caso você queira mais informação, nos informe qual a potência usada, pois quanto mais alta, a posologia pode diminuir para até 1 vez por semana. Deixo o link para falar com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024 Artigo Hibisco é bom para quê? Desvende os benefícios! 23 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos