Plugin necessário

Buscar produtos naturais

Vitex

Compre Vitex online

Categoria: Fitoterápicos/ Produtos Naturais

Vitex
Vitex
Vitex
Vitex
Vitex
Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter
Fórmula Magistral QTD Unitário
90 cápsulas de Vitex E.S. 40mg R$ 32,00
90 cápsulas de 400mg R$ 27,00
Tintura 60mL R$ 19,00

Veja para que serve Vitex

Vitex (Agnus castus)

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Indicada para amenizar os sintomas da menopausa. Regulador menstrual, controla sintomas de TPM e enxaqueca menstrual. Trata cistos ovarianos, fibromas uterinos, infertilidade feminina e endometriose.

FORMAS UTILIZADAS:

- Cápsula (pó da planta ou extrato seco)

- Tintura (líquido)

Tags: Vitex. Agnus castus. Menopausa. regulador menstrual. TPM. enxaqueca menstrual. cistos ovarianos. fibromas uterinos. infertilidade feminina. endometriose.

 

Vitex

 

O Vitex agnus-castus (nomes comuns: vitex, agno-casto, anho-casto, agno-puro, árvore-da-castidade, pimenteiro-silvestre) é um arbusto originário da região Mediterrânea.
É utilizado na medicina popular como chá, indicado no tratamento da tensão pré-menstrual (TPM), ansiedade, tensão nervosa e insônia. Como infusão para banhos, alivia os calores e suores típicos da menopausa.
Segundo Plínio, as mulheres gregas que queriam preservar a sua castidade colocavam folhas da planta nas suas camas e dormiam com ela.
A origem do nome VITEX AGNUS CASTUS significa:
Vitex é derivado do latim vitilium, que significa trançado, entrelaçado.
Agnus castus, é originário do latim castitas, que significa castidade, o termo agnus é comparado ao termo grego agnos, que significa cordeiro.
Fez parte das plantas medicinais da Antiguidade, sendo mencionada nos trabalhos de Hipócrates, Dioscórides e Theofrasto. A primeira referência como Vitex, é encontrada nos escritos de Plínio, o Velho, no século 1 A. C. 
A primeira indicação medicinal específica pode ser encontrada nos escritos de Hipócrates, no 4o século A. C., como remédio feminino, para hidropsia, injúrias, inflamação e inchaço do baço, fígado, doenças de pele, olhos, feridas; suas folhas em vinho são indicadas para hemorragias e eliminação da placenta.
Sua origem cultural e mística:
Persas: O agnus castus aparentemente era conhecido dos persas, no último período do século IX. Era indicado para curar insanidade, loucura e epilepsia. Os frutos eram vendidos nos bazares egípcios como "calmante para histeria".
Na região do Mediterrâneo, onde crescia naturalmente, Vitex era indicado para doenças como cólicas, gases e outros problemas digestivos.
Na Inglaterra, era utilizado para as mesmas doenças, baseado nos escritos dos gregos e romanos e a sua forte reputação foi mantida por séculos. 
Na Alemanha e França, o vegetal tinha mais popularidade, pois os frutos eram considerados picantes, aromáticos, promoviam boa digestão, eram diuréticos e carminativos, removendo "obstruções intestinais".
Atualmente é indicado para Indicada para amenizar os sintomas da menopausa. Regulador menstrual, controla sintomas de TPM e enxaqueca menstrual. Trata cistos ovarianos, fibromas uterinos, infertilidade feminina e endometriose.

O Vitex agnus-castus (nomes comuns: vitex, agno-casto, anho-casto, agno-puro, árvore-da-castidade, pimenteiro-silvestre) é um arbusto originário da região Mediterrânea.É utilizado na medicina popular como chá, indicado no tratamento da tensão pré-menstrual (TPM), ansiedade, tensão nervosa e insônia. Como infusão para banhos, alivia os calores e suores típicos da menopausa.Segundo Plínio, as mulheres gregas que queriam preservar a sua castidade colocavam folhas da planta nas suas camas e dormiam com ela.

A origem do nome VITEX AGNUS CASTUS significa:
Vitex é derivado do latim vitilium, que significa trançado, entrelaçado.Agnus castus, é originário do latim castitas, que significa castidade, o termo agnus é comparado ao termo grego agnos, que significa cordeiro.

Fez parte das plantas medicinais da Antiguidade, sendo mencionada nos trabalhos de Hipócrates, Dioscórides e Theofrasto. A primeira referência como Vitex, é encontrada nos escritos de Plínio, o Velho, no século 1 A. C. 

A primeira indicação medicinal específica pode ser encontrada nos escritos de Hipócrates, no 4o século A. C., como remédio feminino, para hidropsia, injúrias, inflamação e inchaço do baço, fígado, doenças de pele, olhos, feridas; suas folhas em vinho são indicadas para hemorragias e eliminação da placenta.

Sua origem cultural e mística:Persas: O agnus castus aparentemente era conhecido dos persas, no último período do século IX. Era indicado para curar insanidade, loucura e epilepsia. Os frutos eram vendidos nos bazares egípcios como "calmante para histeria".

Na região do Mediterrâneo, onde crescia naturalmente, Vitex era indicado para doenças como cólicas, gases e outros problemas digestivos.

Na Inglaterra, era utilizado para as mesmas doenças, baseado nos escritos dos gregos e romanos e a sua forte reputação foi mantida por séculos. 

Na Alemanha e França, o vegetal tinha mais popularidade, pois os frutos eram considerados picantes, aromáticos, promoviam boa digestão, eram diuréticos e carminativos, removendo "obstruções intestinais".

Atualmente é indicado para Indicada para amenizar os sintomas da menopausa. Regulador menstrual, controla sintomas de TPM e enxaqueca menstrual. Trata cistos ovarianos, fibromas uterinos, infertilidade feminina e endometriose.

 

BIBLIOGRAFIAS

OE

Formas de Pagamento

Formas de pagamentos aceitas pela Oficina de Ervas: Boleto, Cartões de Crédito e Transferência eletrônica.

Últimas Notícias

Curso de Florais de Bach no Espaço Oficina de Ervas Saiba Mais

Lançamento da Linha Toque de Luz, Cristais de Oz Saiba Mais

Ver Todas Notícias

Monte sua Receita

Envie sua receita para que possamos fazer um orçamento específico para suas necessidades.

Email:
farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: 16 - 2133.4455

OE

Manipulação e fitoterápicos!

A sua saúde em equilíbrio com a natureza. Conheça os benefícios que as plantas podem proporcionar e deixe a natureza cuidar de você!

Nossa equipe tem formação para prestar atendimento à sociedade, sobre esse vasto assunto que é a fitoterapia.

leia mais