Tribulus terrestris é uma planta, que atualmente está se mostrando muito eficaz no tratamento da impotência e falta de libido (masculina ou feminina) e principalmente sua ação está sendo comprovada através de vários estudos conduzidos em grandes centros de pesquisa.

Mecanismo de Ação:

Através de alguns estudos foi descoberto que o Tribulus terrestris aumenta os níveis dos hormônios: testoterona , LH,FSH e estradiol. Os níveis de testosterona são aumentados na presença de Androstenodiona e DHEA.

Houve melhoras nas funções reprodutivas, incluindo aumento na produção de esperma e níveis de testosterona em homens e aumento da concentração de hormônios femininos em mulheres.O Tribulus terrestris promove um efeito estimulante no fígado, diminuindo o colesterol e ácidos graxos que inibem seu funcionamento.

O aumento dos níveis de testosterona causado pelo Tribulus terrestris, promove síntese de proteínas, balanço positivo de nitrogênio, melhorando também o stress muscular.

Estudos indicam que uma mistura liofilizada de saponinas causou diminuição nos movimentos peristálticos na uretra de ovelhas e jejuno de coelhos ,sugerindo a eficácia em alguns espasmos da musculatura lisa ou em dores causadas por cólicas.

Já os efeitos da fotodioscina foram avaliados, concluindo um efeito pró-eréctil, devido provavelmente a um aumento na liberação do óxido nitrico das terminações nervosas do endotélio e do nervo nitrérgico, justificando assim seu efeito afrodisíaco.

Parte Utilizada: Parte aérea.

Príncipio Ativo: Saponósio esteroídicos, flavonóides ( kenferol, diosgenina, hecogenina, espirosta – 3,5 dieno e traços de alcalóides.

Indicação:

Tratamento de infecções urinárias, hipertensão arterial, impotência, estimulante da libido, hepatoprotetor, stress muscular e efeito pró-eréctil. Topicamente usado em ferida, eczema, faringite e paraodontopatias.

Contra Indicação:

Gravidez, lactância, câncer de próstata e hepatopatias.

Forma Galênica / Posologia:

Cápsulas: 250 mg 3 vezes ao dia, dose máxima diária 1500mg(pó)

Extrato seco: no máximo 850mg por dia

Infusão: uma colher de café, 2 vezes por dia

Decocção: 2-3% 100-150 ml

Maceração: 1-2% 250 ml

Extrato fluído 1:1 10 gotas, 1 ou 2 vezes ao dia

 

Referências Bibliográficas:

1.Vademecum fitos e revista Isto É, junho de 2001 pág. 103.

2.Santha Kiumari et al. IND.Jour.Med.Res.,July 1967;55;7

3.Anand et al., Indian J. Pharmacol., 1989; 21:74.3.The Whealth of Asia.

 

Opção Fênix Distrubuidora de Insumos Ltda

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024 Artigo Hibisco é bom para quê? Desvende os benefícios! 23 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos