O Inhame (Colocasia esculenta) pertence à família Dioscoreaceae, com nove gêneros e cerca de 850 espécies. É também chamado de taro.

A espécie usada na fitoterapia é a que apresenta os tubérculos arredondados, marrons e a casca com fiapos, como mostra a foto.

Ele foi introduzido no Brasil, vindo da África, no século XVI.

O inhame (rizomas) é um alimento de fácil digestibilidade e bastante energético, pois é rico em carboidratos. Contém quantidade moderada de vitaminas do complexo B, sais minerais como cálcio, fósforo, ferro e potássio.

O inhame é um alimento que pode ser consumido por pacientes celíacos, pois sua composição é isenta de glúten. Ele limpa o sangue, fazendo sair todas as impurezas através da pele, dos rins, dos intestinos; fortifica os gânglios linfáticos; evita malária, dengue, febre-amarela. No caso da dengue é importante usar o inhame depois da ocorrência da doença também, para eliminar os resíduos no sangue que tornam mais dramática a recaída.

Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortalecer o sistema imunológico.

Nas mulheres aumenta a fertilidade porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após. Também ajuda no controle da TPM.

O inhame pode ser consumido como fitoterápico na forma de tinturas, cápsulas ou elixir.

Como alimento, a ação é a mesma.

Segue sugestão de receita:

Purê de Inhame

1/2 kg de inhame

1 xícara (de chá) de leite (pode ser o desnatado)

1 colher (de sopa) de manteiga (ou margarina light)

1 colher (de sobremesa) de queijo parmesão ralado

Sal a gosto

Modo de Preparo

Cozinhe o inhame descascado. Depois que ele estiver macio, retire do fogo e escorra. Coloque no liquidificador com o leite, a margarina e o queijo. Bata bem. Leve novamente ao fogo acerte o sal e mexa até desprender da panela. Sirva quente.

Por: Eliza Harada

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• Luís Fernando da Cruz Ferreira
Gostei do esclarecimento. Eu confundia o verdadeiro inhame fitoterápico com o inhame comercial, que lhe é inferior no referente às propriedades fitoterápicas. Obrigado.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Luís. Ficamos felizes em saber que tenha gostado das informações. Agradecemos pelo comentário! Estamos à disposição sempre que precisar.


• Joana Amaral
Interessante
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Joana Ficamos felizes que tenha gostado. Qualquer dúvida, entre em contato conosco pelos links abaixo: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta https://www.oficinadeervas.com.br/zap Estamos à disposição.


Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024 Artigo Hibisco é bom para quê? Desvende os benefícios! 23 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos