A Espinheira Santa, de nome científico Maytenus ilicifolia, é uma planta também popularmente conhecida como espinheira-divina, cancorosa, maiteno, cangorça, espinho-de-deus, dentre outros nomes. A planta foi batizada com este nome devido à aparência de suas folhas, que contêm espinhos nas margens e pelo fato de ela ser um “santo remédio” que auxilia no tratamento de vários problemas de saúde.

A Espinheira Santa é encontrada no Brasil desde os estados de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul. É encontrado também ao longo do Rio Paraná e nas pastagens. A ocorrência é mais generalizada em sub-bosques úmidos, beiradas de matas de araucária, capões e em matas ciliares onde o solo é rico em matéria orgânica, com umidade de média à alta. Em Santa Catarina é encontrada principalmente no Planalto e na mata Atlântica de altitude.

Popularmente famosa pelo seu poder de combater úlceras e outros males estomacais, há estudos que comprovam a sua eficácia nesses casos: um experimento realizado na Universidade Estadual de Campinas (SP) analisou o efeito da planta em ratos com úlcera e concluiu que o tamanho da lesão diminuiu rapidamente, além de provocar menos efeitos colaterais em comparação com os remédios convencionais.

A Espinheira Santa tornou-se conhecida no mundo médico em 1922 quando o professor Aluízio França, da Faculdade de Medicina do Paraná, relatou o sucesso obtido com ela no tratamento da úlcera.

Mas, muito antes disso, a planta já era famosa na medicina popular por suas propriedades curativas, e não só no combate aos males do aparelho digestivo.

Para se ter uma ideia, era utilizada como remédio antitumoral entre os índios brasileiros. No Paraguai, a população rural a empregava como contraceptivo, e na Argentina, como antiasmático e antisséptica.

Ações:

Tonificante, antiulcerogênica (úlceras e gastrites), carminativa, cicatrizante, antisséptica, combate Helliobacter pylori, analgésica digestiva, aftoses, diminui refluxos, levemente diurética e laxativa, auxilia também na eliminação de gases intestinais.

Efeitos Colaterais:

Pode diminuir a lactação em uso prolongado ou doses elevadas.

Por: Eliza Tomoe Harada

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• Margarete Santos Marques
Muito bom o esclarecimento.
⇒ Oficina de Ervas: Olá Margarete. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso informativo. Estamos à disposição sempre que precisar.


• WALTER LIMA
BOM DIA TENHO GASTRITES LEVE POREM CRONICA , SOFRO MUITO COM ISSO , TEM ALGO QUE PODE MIM AJUDAR , OU SEJA TRATAMENTO NATURAL
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Walter. Em caso de gastrite crônica, pode usar o Extrato Fluido de Espinheira Santa. Espinheira Santa Extrato Fluido. Pingar de 15 a 20 gotas em um pouco de água morna para evaporar o álcool e tomar antes do café, almoço e jantar. O uso deve ser contínuo por pelo menos 60 dias, mesmo que a dor desapareça pelo efeito analgésico, pois a cicatrização é lenta. https://www.oficinadeervas.com.br/espinheira-santa É importante você controlar a alimentação, evitando alimentos de difícil digestão, embutidos, refrigerantes, álcool, café e outros que você perceba que provoque piora dos sintomas. Como a gastrite pode ser provocada por fatores como nervosismo, estresse, uso de medicamentos, tabagismo e alimentação inadequada, faça uma análise para descobrir a causa. Dessa forma você poderá tratar sem que ela volte sempre a atacar. Qualquer dúvida, podemos te orientar. É só entrar em contato com nossos fitoterapeutas pelo link abaixo: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Reginaldo Xavier
Reginaldo Xavier - Porto, Ferreira SP. Vou começar a tomar conforme as suas orientações. Espero que eu consiga resolver este problema de saude.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Reginaldo Para maiores orientações clique no link abaixo e fale com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• ISABEL MÔNICA TEIXEIRA
Olá boa tarde.. me indicaram pra tomar e comecei a tomar ontem...pois estou com afta na lingua há 4..e ainda não melhorou. Eu tenho refluxo Espero que melhore. Com o chá. . E tbm estou usando bismujet e fazendo assepsia com Malvacitrin..Quero saber se a afta some sozinha .mesmo com remédio?
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Isabel A maioria dos fitoterápicos não funcionam instantâneamente. É preciso usar por alguns dias. Caso tenha alguma dúvida, clique no link abaixo para falar com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Ou através do WhatsApp (16) 9.8234.0111. Estamos à disposição.


• Elberd Luiz
Chá de espinha santa resolve para dor no estômago, pois estou tomando medicação que foi receitado e está e causando efeito colateral!
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Elberd A Espinheira Santa auxilia nas dores estomacais, ela atua no sistema digestivo. Nós trabalhamos com apresentação de chá, mas para sua comodidade recomendo o extrato fluido no qual também trabalhamos. Clique no link abaixo para mais informações e adquirir: https://www.oficinadeervas.com.br/espinheira-santa Qualquer dúvida, entre em contato conosco pelos links abaixo: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta https://www.oficinadeervas.com.br/zap Estamos à disposição.


Artigo Dilênia ou Maçã de Elefante? Entenda os benefícios do uso medicinal dessa planta! 16 Jul 2024 Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos