O Crataegus (Crataegus oxyacantha) é uma árvore pequena, da família das Rosáceas, com altura entre 02 e 07 metros, ramos 
espinhosos, folhas pequenas (1 a 3,5 cm), flores brancas, de aproximadamente 1,0 cm, com 5 sépalas e 5 pétalas, de 
aroma intenso, e que aparecem no verão. Pequeno fruto com uma a três sementes em seu interior. 
Aparece em quase toda a Europa, desde o mediterrâneo até o sul da Escandinávia, e da costa atlântica até o 
oeste da Ásia, além da Sibéria, América do Norte e Norte da África.
Em seu caule encontra-se grande quantidade de flavonóides cuja quantidade em sua seiva pode chegar a 20%.
É chamado também de Espinheiro albar (Portugal), espino albar, crataegus, majuelo, hawthorn (Inglaterra), 
biancospino (Itália), aubépine ou epine blanche (França) e Shan Zha (China).
O nome Crataegus, deriva do grego Kratiegus, que significa dureza, em alusão a dureza de sua 
madeira e podendo atingir até 500 anos de idade.
Planta utilizada desde a Grécia antiga, citada por Plínio e Dioscórides, como excelente para menstruações 
abundantes e suas cólicas.
 
Para os Gregos e Romanos, simboliza a esperança, o matrimônio e a fertilidade. 
Teve seu uso abandonado por vários séculos, devido à crenças que o associavam a maus espíritos, pragas e 
morte. Há referências que a coroa de espinhos de Jesus Cristo, durante seu calvário, pertencesse a esta espécie 
e o aroma forte e desagradável de suas flores, fizeram que o mesmo fosse associado a peste bubônica (daí sua 
associação com morte e pragas). 
Foi resgatado a partir do século XIV, por Pierre de Crescense, tendo sido utilizado para combater a gota, e à 
partir daí, com indicações diversas, tais como para hemorróidas, adstringente para leucorréia, e finalmente, 
em meados do século XIX, nos Estados Unidos, para uso cardiológico, em casos de angina do peito, tônico 
cardíaco, sedativo e contra cálculos renais.
Atualmente está incorporado em farmacopéias de todo o mundo, inclusive do Brasil.
Possui duas atividades terapêuticas principais: Cardiovascular e sobre o Sistema Nervoso Central.
 
Cardiovascular: Diversos estudos tem demonstrado um incremento no fluxo sanguíneo coronariano, 
com redução da pressão arterial, melhor clínica da insuficiência cardíaca (diminui a freqüência cardíaca e 
aumenta sua força contrátil), auxiliar no controle de arritmias cardíacas, diurético leve (flores) e anti radicais 
livres.
Atividades sobre o SNC: Sedativo, diminuindo o tônus simpático, com melhoras em sintomas 
vasomotores, tonturas, emotividade, etc.
Outros efeitos: Espasmolítico sobre a musculatura lisa, diminuindo o tônus muscular nos intestinos e 
no útero, redutor do colesterol LDL (colesterol ruim) e triglicerídeos.
Outros usos: Fabricação de pequenos móveis e caixas (madeira), licores e doces no Oriente (frutos). 

O Crataegus (Crataegus oxyacantha) é uma árvore pequena, da família das Rosáceas, com altura entre 2 e 7 metros, ramos espinhosos, folhas pequenas (1 a 3,5 cm), flores brancas, de aproximadamente 1,0 cm, com 5 sépalas e 5 pétalas, de aroma intenso, e que aparecem no verão. Pequeno fruto com uma a três sementes em seu interior. Aparece em quase toda a Europa, desde o mediterrâneo até o sul da Escandinávia, e da costa atlântica até o oeste da Ásia, além da Sibéria, América do Norte e Norte da África.

É chamado também de espinheiro albar (Portugal), espino albar, crataegus, majuelo, hawthorn (Inglaterra), biancospino (Itália), aubépine ou epine blanche (França) e Shan Zha (China).

O nome Crataegus, deriva do grego Kratiegus, que significa dureza, em alusão a dureza de sua madeira e por sua força, podendo atingir até 500 anos de idade.

Planta utilizada desde a Grécia antiga, citada por Plínio e Dioscórides, como excelente para menstruações abundantes e suas cólicas. Para os Gregos e Romanos, simboliza a esperança, o matrimônio e a fertilidade. 

Teve seu uso abandonado por vários séculos, devido à crenças que o associavam a maus espíritos, pragas e morte. Há referências que a coroa de espinhos de Jesus Cristo, durante seu calvário, pertencesse a esta espécie e o aroma forte e desagradável de suas flores, fizeram que o mesmo fosse associado a peste bubônica (daí sua associação com morte e pragas). 

Foi resgatado a partir do século XIV, por Pierre de Crescense, tendo sido utilizado para combater a gota, e à partir daí, com indicações diversas, tais como para hemorróidas, adstringente para leucorréia, e finalmente, em meados do século XIX, nos Estados Unidos, para uso cardiológico, em casos de angina do peito, tônico cardíaco, sedativo e contra cálculos renais.

Atualmente está incorporado em farmacopéias de todo o mundo, inclusive do Brasil.

Possui duas atividades terapêuticas principais: Cardiovascular e sobre o Sistema Nervoso Central. 

Cardiovascular: Diversos estudos tem demonstrado um incremento no fluxo sanguíneo coronariano, com redução da pressão arterial, melhor clínica da insuficiência cardíaca (diminui a freqüência cardíaca e aumenta sua força contrátil), auxiliar no controle de arritmias cardíacas, diurético leve (flores) e anti radicais livres.

Atividades sobre o SNC: Sedativo, diminuindo o tônus simpático, com melhoras em sintomas vasomotores, tonturas, emotividade, etc.

Outros efeitos: Espasmolítico sobre a musculatura lisa, diminuindo o tônus muscular nos intestinos e no útero, redutor do colesterol LDL (colesterol ruim) e triglicerídeos.

Outros usos: Fabricação de pequenos móveis e caixas (madeira), licores e doces no Oriente (frutos). 

Por: Eliza Tomoe Harada

Deixe seu comentário

Escreva seu nome compelto (ex. Jane Miller)

Comentários

Veja o comentário de outros usuários e deixe o seu comentário também!

• Izabel Pereira Baptista
Alguns anos atrás ja ouvi sobre crataegus, mas não sabia de suas propriedades. Onde encontro e como usar
⇒ Oficina de Ervas: Olá Izabel. Essa planta não é cultivada no Brasil e por isso a matéria prima para preparo de medicamentos é importada. Você encontra aqui em nossa farmácia na forma de cápsulas ou tintura. Estamos à disposição pelo whatsapp (16) 98234-0111 ou por esse email.


• ARACIDES l DE ARAUJO
Bom dia. Gostaria de saber se a pessoa que toma Losartana de 50mg,Astorvastatina, 40mg Somalgin cardio 81mg e Cardizem 30mg.Posso tomar o Crataegus oxyacantha? Estou querendo aos poucos fazendo o desmame e ficar somente com os fisioterapicos. Sinto muitas dores articulares, inchaço nas pernas e pés.Sou vegetariana há 30 anos.Vou me inscrever neste canal. Gratidão.Deus nos proteja. Sou de Salvador-Bahia
⇒ Oficina de Ervas: Olá Aracides. Infelizmente o uso do Crataegus não é recomendado para seu caso. Para maiores orientações entre em contato com nossos fitoterapeutas. Estamos à disposição.


• Lenice da Silva Ferreira Oliveira
Aonde encontrar cartaegus em São Paulo ou Mogi das Cruzes....é eficaz pois vi o comentário que não tem essa planta no Brasil
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Lenice. Essa planta é importada e a sua comercialização é feita por distribuidores de insumos farmacêuticos para as farmácias de manipulação. Ela é eficaz quando usada corretamente. Possui ação hipotensora, vasodilatadora e cardiotônica no tratamento sintomático da insuficiência cardíaca congestiva leve. Diminui a frequência cardíaca (coadjuvante no tratamento das taquiarritmias cardíacas). Preventivo de acidentes vasculares. https://www.oficinadeervas.com.br/crataegus Nós entregamos em todo o território nacional através dos correios ou transportadoras. Caso queira conversar com nossos fitoterapeutas para orientar sobre o uso, informe a idade, sintomas, necessidades, se faz uso de algum medicamento, se tem problemas de saúde, etc. Deixo o link para contato: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Ir. Rosélia Silva
Boa tarde, as ervas são uma benção é a presença de Deus na natureza. Chá de crataegus esta equilibrando minha pressão juntamente com seakalm. Muito bom.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Ir. Rosélia Agradeço pelo seu depoimento e ficamos felizes em saber que está se sentindo bem. Estamos à disposição sempre que precisar.


• Antônio valeriano
Estou precisando desta erva vcs tem em cápsulas gts
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Antônio Nós trabalhamos com o Crataegus em cápsula. Clique no link abaixo para ver mais informações e adquirir: https://www.oficinadeervas.com.br/crataegus Para dúvidas e orientações clique no link abaixo e fale com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Eleid
Estou tomando a cápsula de Crataegus Monogyna (uma por dia após o almoço) há uns 2 anos. Tentei parar, mas em 3 dias sofri um pico de pressão alta 20/12, arritmia cardíaca, vertigem e vômito. Pensei que ia morrer. Voltei a tomar o suplemento e estou normal.
⇒ Oficina de Ervas: Olá, Eleid O Crataegus tem ação para vários problemas cardíacos, por isso se sente bem ao utilizá-lo. Mas é importante procurar um cardiologista para ver o que popde estar apresentando. Para dúvidas e orientações clique no link abaixo para falar com nossos fitoterapeutas: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Maria das Dores Silvestre da Silva.
Olá bom dia! Gostaria saber da opinião de vcs , sobre me tratar com esta planta Crataégus, pois eu me trato com olmesartana medoxomila de 20mg, Indapen SR de 1,5 e Concor de 2,5. Grata.
⇒ Oficina de Ervas: Olá Maria, A nossa opinião é jamais substituir o tratamento proposto pelo médico, somos a favor de usar os fitoterápicos para auxiliar no tratamento. Caso não esteja se sentindo bem mesmo usando os medicamentos que o médico prescreveu, poderia usar o Crataegus com orientação de algum profissional. Para maiores orientações solicitamos que entre em contato com os nossos fitoterapeutas através do link abaixo. https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta Estamos à disposição.


• Ivana Sheila dos Santos
Olá essa planta é indicada para caso de insuficiência cardíaca da válvula mitral?
⇒ Oficina de Ervas: Bom dia Sheila O Crataegus possui ação hipotensora, vasodilatadora e cardiotônica no tratamento sintomático da insuficiência cardíaca congestiva leve. Diminui a frequência cardíaca (coadjuvante no tratamento das taquiarritmias cardíacas). Preventivo de acidentes vasculares. Mas deve ser usado com a ciência de seu médido e não deve substituir o tratamento médico recomendado. Para uma orientação mais personalizada, esclarecimentos ou orientações, entre em contato com um de nossos fitoterapêutas através dos links: https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta https://www.oficinadeervas.com.br/zap Estamos à disposição


Artigo Dilênia ou Maçã de Elefante? Entenda os benefícios do uso medicinal dessa planta! 16 Jul 2024 Informativo A rinite atacou? Entenda os sintomas e como a fitoterapia pode ajudar! 04 Jul 2024 Artigo Margaridão, Titônia ou Mão-de-deus? Entenda os benefícios! 28 Jun 2024 Artigo Capim-limão: benefícios e uso na aromaterapia 25 Jun 2024 Informativo Cirrose e Hepatite: é a mesma coisa? Cuide do fígado de forma mais natural 04 Jun 2024 Artigo Eucalipto: benefícios e propriedades medicinais 29 Mai 2024

Ver Outros Conteúdos