"Conheça os benefícios que as plantas podem fazer por você."
Parcelamento em até 6X SEM JUROS!

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Equilíbrio e Saúde começa na Infância!

Percebemos atualmente que as crianças estão sofrendo e se tornando cada vez mais desequilibradas. Elas muitas vezes não sabem ou não entendem por que ficam irritadas, sem paciência, agitadas, não conseguem brincar com os amigos e nem aprender as lições da escola.

Às vezes são apáticas, tristes, sem energia e sem vontade, como se nada tivesse graça ou importância.

crianca- rebelde

O agravante é que muitas vezes os próprios pais não percebem as mudanças no comportamento da criança, ou preferem não dar importância, pois sempre tem a desculpa da vida corrida, dos compromissos, da carreira profissional e até dos próprios problemas emocionais, e acabam deixando sempre para depois, como se o tempo fosse resolver o caso.

Mas o tempo não resolve nada. Aliás, com o tempo, tudo vai ficando mais difícil, pois os problemas só tendem a aumentar à medida que a criança cresce. Muitas passam a sofrer bullyng na escola, além do descaso familiar. O problema pode até agravar, quando seus cuidadores resolvem recorrer aos medicamentos controlados. Tentam resolver os chamados transtornos de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), quando em alguns casos o diagnóstico pode estar errado. Mas "dopar" a criança dá menos trabalho!

Temos que nos atentar que muitos dos problemas que os adultos apresentam, começaram na infância. Então, por que não cuidar de nossas crianças? Elas serão os adultos de amanhã!

crianca- meditando

As crianças possuem capacidade para aprender a relaxar, meditar, concentrar, respeitar, organizar, tolerar, realizar e ser feliz. O que falta é quem ensine e dê importância aos seus anseios.

Temos que ensinar às crianças os valores humanos, dar condições de desenvolver, valorizá-las para que a auto-estima as façam acreditar em si mesmas. Muitos pais e tutores enchem as crianças de presentes, como se isso preenchesse o vazio que eles deixam ao renegar a sua parte na educação e no cuidado.

O mais importante é ter consciência dos problemas e buscar ajuda para estabelecer o equilíbrio, tanto para a criança quanto para os familiares. Para isso, além do acompanhamento médico, que às vezes se faz necessário, existem recursos terapêuticos como a terapia familiar, yoga, Massagem, Reiki, etc.

"O que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade."    ( Karl Mannheim, Sociólogo Húngaro, 1893 - 1919 ) 

Por: Eliza Harada

      

Outros informativos que podem interessar