Pygeum africanum, a planta da saúde masculina.

O Pygeum (Pygeum africanum) é uma árvore perene nativa de algumas regiões da África. Sua madeira é dura, sendo usada para fazer pisos, mobiliário, vagões de trem, cabos de machados e enxadas, além de ter uso medicinal. É também conhecida como madeira-de-ferro, cereja-africana, ameixa-seca, dentre outros nomes. Inclui o sinônimo botânico Prunus africana. Pertence a família Rosaceae. 

pygeum casca

O uso medicinal da casca do pygeum é conhecido desde o século XVIII, quando as tribos africanas ensinaram os primeiros exploradores europeus sobre sua utilização para tratar desconforto na bexiga. O extrato de pygeum é usado na Europa para tratar a hiperplasia benigna da próstata desde 1960. A casca do pygeum contém vários componentes, incluindo beta-sitosterois, que exibem ação anti-inflamatória através da inibição da produção de prostaglandinas na próstata.

Outros componentes do pygeum incluem ácido ferúlico e ésteres, que reduzem os níveis de prolactina (um hormônio que promove a captação de testosterona na próstata), e triterpenos pentacíclicos, que inibem uma enzima envolvida na inflamação e ajudam a reduzir o edema. Os cientistas acreditam que esses fitoquímicos trabalham juntos para ajudar a combater as alterações estruturais e bioquímicas associadas com a hiperplasia prostática benigna.

pygeum fruto

Como tônico masculino, o Pygeum africanum aumenta as secreções prostáticas e melhora a qualidade do sêmen. Também pode aumentar a capacidade de ereção e ajuda a combater a infertilidade masculina. O extrato do pygeum demonstrou resultados positivos em estudos in vitro em ratos para utilização contra o câncer de próstata. A planta também é composta de beta-sitosterol, triterpenos (ácido ursólico e ácido oleanólico) e taninos.

O Pygeum também estimula as secreções glandulares, abaixa os níveis de colesterol e reduz o inchaço e a inflamação, além de inibir as prostaglandinas que contribuem para a congestão vascular. 

Contraindicações e efeitos colaterais:

A planta e seus compostos só devem ser utilizados com recomendação de um profissional da saúde competente. (fale com um fitoterapeuta) Pode causar desconforto gastrointestinal como um possível efeito colateral. Intolerância gástrica e reações alérgicas cutâneas ocorrem raramente e normalmente desaparecem com a ingestão do Pygeum africanum às refeições.

Precauções:

Não há restrições para pacientes diabéticos. O uso do Pygeum Africanum não exclui o acompanhamento pelo médico no que se refere ao controle do volume do adenoma e do resíduo pós-miccional. Pode ser usado por pessoas com mais de 65 anos de idade, desde que observadas às precauções da substância.

Posologia / concentração:

Pygeum africanum tem se mostrado seguro e eficaz em doses variando de 50mg duas vezes por dia para 200 mg uma vez por dia.

Comentários


  • Antônio Norberto Oliveira Pinto
    Bons resultados até o momento. Continuo tomando.
    ⇒ Oficina de Ervas: Ficamos felizes com seu resultado Antônio, qualquer dúvida pode nos chamar.
  • Antonio
    Vcs vendem este medicamento para a próstata? Qual o valor?
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Antônio. Temos essa planta para manipular. Se o caso é de hiperplasia da próstata, o mais indicado é o Sabal. Deixo os preços do Pygeum: 60 cápsulas de Pygeum africanum E.S. 100mg R$ 46,00 30 cápsulas de Pygeum africanum E.S. 200mg R$ 46,00 Qualquer dúvida ou orientação, entre em contato com nosso fitoterapeuta pelo farmacia@oficinadeervas.com.br Estamos à disposição.
  • Rogério Gama
    Gostaria de saber sobre o efeito vasodilatador do pygeum africanun. Grato
    ⇒ Oficina de Ervas: Bom dia, Rogério! O que sabemos do Pygeum africanum é sobre a ação anti-inflamatória da próstata. Mas fale com um dos nossos Fitoterapeutas para melhores explicações. Pode ser por email ou whatsapp: farmacia@oficinadeervas.com.br (16) 98234-0111
  • Hildo
    Como devo tomar u pygeum africano
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Hildo, tudo bem ? Peço que entre em contato conosco através de nosso e-mail farmacia@ oficinadeervas.com.br ou pelo WhatsAPP: (16) 98234-0111, pois precisamos de algumas informações para orientar a melhor forma de uso para seu caso. Qualquer duvida estamos a disposição.
  • Omar Carnier Cuenca Júnior
    Olá pessoal. Tenho hiperplasia de próstata e pelo que entendi o tratamento correto seria com uma medicamento chamado SABAL (extrato de Pygeum), correto? Em caso positivo, poderia passar um orçamento deste medicamento e a posologia correta? Grato desde já.
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Omar, tudo bem ? O sabal é usado no tratamento de hiperplasia prostática benigna . Para verificar a melhor dosagem para seu caso e forma de uso precisamos de algumas informações, peço que entre em contato com nosso fitoterapeuta pelo e-mail : Farmacia@oficinadeervas.com.br Qualquer duvida estamos a disposição.
  • Paulo
    Estou tratando prostatite aguda. Essa planta ajuda?? Em que formato ela vem?? Cápsulas ou é para fazer chá??
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Paulo. Essa planta ajuda sim. Ela pode ser usada com o Sabal. Só temos na forma de cápsulas de extrato seco. Se quiser alguma orientação, fale com nossos fitoterapeutas pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br. Estamos à disposição.
  • wagner vinicius lima santos
    De qual forma é usado a folha do Pigeum ?
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Wagner, trabalhamos com o Pygeum africanum na forma de extrato seco em capsulas. Para verificar a melhor dosagem e forma de uso para seu caso,peço que entre em contato conosco pelo whatsapp (16) 98234-0111 ou pelo e-mail farmacia@oficinadeervas.com.br. Qualquer duvida estamos a disposição.
  • PAULO RENATO CORREIA ALVES
    eu estou enterressado mas nao sei onde comprar aqui em portugal
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Paulo. Infelizmente não saberíamos informar onde adquirir em Portugal, e não conseguimos fazer o envio devido a Alfândega do país. Estamos a disposição.
  • Alexsandra
    Onde eu encontro a planta pygeum africanum para comprar ?? Quero a planta, não capsulas
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Alexsandra. O Pygeum (Pygeum africanum) é uma árvore perene nativa de algumas regiões da África. Nunca vi aqui no Brasil, nem na forma de muda para plantio. Não faço ideia onde você possa encontrar.

Deixe seu comentário sobre:
Pygeum africanum, a planta da saúde masculina.