Hibiscus e seus benefícios

O que é o Hibisco?

flor de hibisco
Hibiscus sabdariffa é um arbusto semilenhoso, bianual ou perene, ereto ou ramificado conforme a condução. Pertence à família das Malváceas e pode atingir cerca de 2 a 3 metros de altura. De origem africana e asiática, é conhecida popularmente como hibisco, hibiscus, rosela, groselha, azedinha, quiabo azedo, caruru-azedo, caruru-da-guiné e quiabo-de-angola, além de receber outros nomes como cardadé, rosa da Jamaica, té de Jamaica (espanhol); red sorrel (inglês); cardade (italiano); afrikanische malve (alemão) ou roselle (francês).

O chá de hibisco serve para quê?

O chá de hibiscus, tem propriedades medicinais, e com esse intuito tem sido cultivado no Brasil. O hibiscus é uma boa fonte de vitamina C, o que auxilia na prevenção e recuperação de várias doenças. Além disso, a vitamina C aumenta a absorção de ferro, o que é especialmente útil para vegetarianos. O chá de hibiscus é rico em antioxidantes, responsáveis por combaterem os radicais livres, agentes causadores de envelhecimento e de várias doenças, como o câncer. Uma dieta rica em antioxidantes pode não só melhorar a saúde, mas também estender a vida útil. A parte utilizada são as sépalas (parte da flor) e seus constituintes são:

Ácidos orgânicos: ácido tartárico, ácido cítrico, ácido málico e ácido hibisco.

Pigmentos

Vitamina C

Glucosídeos

Mucilagens

Flavonóides (hibiscina, hibiscetina entre outros)

Antocianinas

Hibisco emagrece? Tem outros benefícios?

Pressão alta: um estudo americano mostrou que o chá de hibisco melhora o controle da hipertensão após seis semanas de utilização.

Inchaço: há bons indícios de que alguns flavonoides do vegetal têm ação diurética e enfrentam a retenção de líquido. Por isso ajuda no emagrecimento.

Colesterol: um trabalho feito por cientistas iranianos associa a ingestão do chá com o aumento do colesterol bom (HDL) e a queda da versão ruim (LDL).

Pedra nos rins: a infusão ajuda a hidratar, o que, junto ao efeito diurético, diminuiria o risco de cálculos renais. É o que sinaliza outra pesquisa do Irã.

Infecções: experimentos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul indicam que o hibisco tem compostos fitoquímicos antibacterianos.

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: Hibiscus e seus benefícios

Deixe seu comentário sobre:
Hibiscus e seus benefícios