Como o Boldo Brasileiro ajuda na digestão e com problemas no fígado

Conheça nossas fórmulas magistrais para Boldo Brasileiro.
Veja nossa lista de opções:
Shampoo Composto (anti-piorreico) 200mL,     Tintura 60 mL,     Tintura 100mL (Kit com 2 frascos),     Tintura 100mL,     

Plectranthus barbatus Andrews (Boldo-brasileiro).

 

Características botânica do Boldo Brasileiro

Boldo Brasileiro utilizado na indigestãoO Boldo Brasileiro é uma planta herbácea ou subarbustiva, perene e aromática. Ereta, quando jovem e decumbente após 1-2 anos. Pouco ramificada, de até 1,5 m de altura.

Folhas opostas, simples, ovaladas de bordos denteadas, pilosas, medindo 5 a 8 cm de comprimento. Flexíveis mesmo quando secas, sendo mais espessas e suculentas quando frescas.

Flores azuis, dispostas em inflorescências racemos-apicais. O Boldo Brasileiro não floresce nas condições de Nordeste, exceto nas serras úmidas.

Possui sabor amargo e odor característico.

*Esta planta parece com o malvariço (Plectranthus amboinicus) que tem propriedades bem diferentes, mas pode ser facilmente reconhecida pelo seu sabor amargo, ausente nos talos, cheiro diferente do malvariço e por possuir folhas macias e dobráveis.

** Sinonímia do Coleus barbatus.

(Lorenzi, H. et al., 2002; Almassy Júnior, A.A. et al., 2005; Mattos, S. H. et al., 2006).

Quando e como usar o Boldo Brasileiro

Boldo Brasileiro pode ser usado contra gastrite

a) Gastrite, na dispepsia (indigestão), azia, mal estar gástrico (estômago embrulhado), ressaca e como amargo estimulante da digestão e do apetite.

Infusão: usa-se o chá ou o extrato aquoso feito de preferência com a folha fresca. O chá é do tipo abafado (infuso), feito com 3 ou 4 folhas com água fervente em quantidade bastante para uma xícara das médias. Toma-se uma a três xícaras do chá, adoçado ou não, opcionalmente (Lorenzi, H. et al., 2002).

 

b) Afecções hepáticas (hepatite, cólicas, congestões,etc.), dispepsias (indigestão), flatulência, obstipação, afecções gástricas, inapetência, cálculos biliares, debilidade orgânica.

Infusão: o chá é feito por infusão de uma a três folhas secas por xícara grande de água fervente. Tomar de uma a três xícaras de chá ao dia (Escola superior de agricultura “Luiz de Queiroz”, 2008; Programa Municipal Fitoviva, 2008).

 

c) Afecções hepáticas e vesiculares, e influenciando, assim, beneficamente a digestão:

Chá por decocção, dosagem normal. Sumo: amassar duas folhas em um copo e completar com água. Tomar duas a três vezes ao dia (Unilavras, 2008).

 

d) Insônia.

Decocção: chá por decocção, sob a forma de banhos, age como tranqüilizante e proporciona sono reparador (Escola superior de agricultura “Luiz de Queiroz”, 2008; Unilavras, 2008).

 

e) Tônico para o fígado.

Coloque para ferver uma xícara (chá) de água filtrada, uma colher (sobremesa) de Boldo Brasileiro e uma colher (sobremesa) de Carqueja (Baccharis trimera). Desligue o fogo e abafe durante 10 minutos e coe. Não tomar mais de 3 xícaras por dia (Jardim de Flores, 2008).

 

f) Infuso hepático. Ferva uma xícara (chá) de água filtrada e desligue o fogo. Coloque imediatamente uma colher (sobremesa) de Boldo Brasileiro, uma colher (sobremesa) de Losna e uma colher (sobremesa) de Menta. Abafe por 10 minutos e coe. Ideal é consumir uma xícara antes das principais refeições, para tratar males do fígado e vesícula (Jardim de Flores, 2008).

 

Toxicidade e cuidados no uso do Boldo Brasileiro

Grandes doses ou uso prolongado do Boldo Brasileiro causam irritação gastrointestinal e elevação da pressão arterial (Programa Municipal Fitoviva, 2008; Almassy Júnior, A.A. et al., 2005; Escola superior de agricultura “Luiz de Queiroz”, 2008).

 

Como o Boldo Brasileiro é cultivado

O Boldo Brasileiro é originária da Índia e é muito resistente, sendo cultivada em vários estados do Brasil, desde o Rio Grande do Sul até o Amazonas (Lorenzi, H. et al., 2002; Almassy Júnior, A.A. et al., 2005; Jardim de Flores, 2008).

Como é a propagação do Boldo Brasileiro?

Propaga-se, facilmente, por meio de estacas retiradas da planta-matriz (Unilavras, 2008; Jardim de Flores, 2008; Almassy Júnior, A.A. et al., 2005; Mattos, S. H. et al., 2006). Utiliza-se de estacas semilenhosas com 20 cm de comprimento (Mattos, S. H. et al., 2006).

As mudas são transplantadas após 30 dias para o local definitivo (Mattos, S. H. et al., 2006).

Como é feito o plantio do Boldo Brasileiro?

Boldo Brasileiro para mal estar gástrico

O plantio do Boldo Brasileiro pode ser feito o ano todo (Almassy Júnior, A.A. et al., 2005). Para o cultivo em vasos ou jardineiras, é preciso garantir pelo menos 30 cm de profundidade (Jardim de Flores, 2008).

O Boldo Brasileiro se adapta em qual clima?

O Boldo Brasileiro é encontrado no clima tropical. Desenvolve-se melhor a pleno sol. Não se desenvolve bem em locais muito sombreados, comprometendo a produção (Jardim de Flores, 2008; Almassy Júnior, A.A. et al., 2005).

Sensível apenas às geadas (Jardim de Flores, 2008).

Durante o período de crescimento ativo regue abundantemente sempre que necessário para manter a mistura completamente úmida, mas nunca deixe o vaso em água. Durante o período de repouso regue apenas o indispensável para impedir que a mistura seque (Kindersley, D., 1984).

Tipos de solo que Boldo Brasileiro se adapta 

Adapta-se a uma variedade de solos. Não tolera solos encharcados (Almassy Júnior, A.A. et al., 2005).

Não é exigente quanto a solos (Unilavras, 2008). Recomenda-se a aplicação de 10 Kg/m2 de esterco bovino curtido (Mattos, S. H. et al., 2006).

Colheita do Boldo Brasileiro

As folhas já podem ser colhidas poucos meses após o plantio, colhendo-as a partir de 120 dias (Mattos, S. H. et al., 2006; Unilavras, 2008).

Como as folhas são as partes utilizadas com finalidades medicinais, o ideal é fazer a poda das inflorescências (pendões florais), um pouco antes da colheita, para obter uma planta volumosa e, também, por que durante a floração, as folhas perdem parte de suas propriedades terapêuticas, por isso devem ser colhidas antes desse período. (Jardim de Flores, 2008; Unilavras, 2008).

Outras informações sobre Boldo Brasileiro

O ciclo vegetativo do Boldo Brasileiro no Nordeste é de 175 dias (Mattos, S. H. et al., 2006).

Para mais informações detalhadas sobre o Boldo Brasileiro, confira na aba "Bibliografias" ou clique aqui.

 

Em caso de dúvidas sobre o Boldo Brasileiro

Clique aqui e fale com o nosso fitoterapeuta.

 

por Rodolfo Viana

Comentários


  • Daniel Castro
    Tenho um grande pé de Boldo Brasileiro no quintal. Ele floriu e eu nunca tirei uma folha sequer. Devo retirar as folhas todas ou só uma parte delas? Devo cortar os caules? Não me incomodo com o tamanho dele, só quero obter as folhas da forma certa para o uso como chá.
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá, Daniel.

    Se você quer usar o boldo, poderá colher as folhas adultas e colocar para secar. Depois de bem secas à sombra, é só guardar em algum recipiente bem fechado e usar no preparo do chá quando precisar.

    Pode ser feito o uso da folha adulta fresca, na forma de macerado com um pouco de água. Geralmente se usa desta forma em caso de abuso de bebida alcoólica.

    https://www.oficinadeervas.com.br/boldo-brasileiro

    Para falar com nossos fitoterapeutas clique em um dos links abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta

    https://www.oficinadeervas.com.br/zap

    Estamos à disposição.
  • Izadora
    Boa noite,

    O quanto de tempo seria o uso prolongado do boldo, por conta de sua toxicidade?

    Grata.
    Izadora.
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá, Izadora

    A cada 60 dias de uso faça uma pausa de 20 dias.

    Qualquer dúvida ou orientação, entre em contato com nossos fitoterapeutas pelo link abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta

    Estamos à disposição
  • Roseli Passos
    Tenho indigestão cronica. Intestino preguiçoso e halito ruim com cheiro fecal. Ja fui verificar problemas bucais. Estou sem problemas bucais. A situação é do estomago. Como posso tratar esse quadro digestivo? Sendo q a halitose já esta cronica também? Gratidão
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá, Roseli.

    No caso de halitose e problemas estomacais, a planta indicada é a Zedoária.

    https://www.oficinadeervas.com.br/zedoaria

    Caso você queira alguma orientação, entre em contato com nossos fitoterapeutas pelo link abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta

    Estamos à disposição.


  • Fernando
    Posso fazer chá com folhas secas de boldo Brasileiro?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá Fernando,

    Pode usar as folhas secas do Boldo brasileiro para preparar o chá.

    Ficamos a disposição.
  • Maria juscilene Silva Nascimento
    Tenho gordura no fígado Tenho refluxo Tenho o intestino parado,Tenho gastrite com a bactéria,tudo isso acusou nos exames quais são os chás bom pra curar?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá, Maria

    A Silimarina (ativo isolado da planta Cardo Mariano) é indicada para tratar esteatose hepática (gordura no fígado). Já a Espinheira Santa é uma planta que trata problemas gástricos, como gastrite, úlceras, refluxo, azia, etc. A Espinheira Santa é uma planta que possui ações analgésica e cicatrizante. A Espinheira Santa em forma de extrato fluido é a mais eficaz, por ser bem concentrada de ativos.

    Para mais informações e orientações clique no link abaixo e fale com um de nossos fitoterapeutas:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta

    Para ver mais informações sobre a Silimarina e Espinheira Santa, clique nos links abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/cardo-mariano

    https://www.oficinadeervas.com.br/espinheira-santa

    Estamos à disposição.
  • ANDRÉ FIGUEIREDO OLEGARIO
    Posso fazer chá com as flores do boldo?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá André,

    Recomendo usar a folha do Boldo (Brasileiro ou do Chile), que é o órgão da planta com maior concentração de princípios ativos.

    Para mais orientações entre em contato com nossos fitoterapeutas, clicando no link abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta/

    Caso você não goste do sabor do Boldo, temos ele em cápsula, tanto o Boldo Brasileiro, quanto o Boldo do Chile. Deixo abaixo os links caso queira adquirir e/ou ver mais informações:

    https://www.oficinadeervas.com.br/boldo-do-chile

    https://www.oficinadeervas.com.br/boldo-brasileiro

    Estamos à disposição.
  • Alba
    Gostei muito do artigo. Tive a impressão de ser algo sério, feito por pessoas idôneas, além de entenderem do assunto. Informações importantíssimas sobre o modo de usar para cada caso.
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá Alba. Ficamos muito felizes em saber que o artigo te agradou. Estamos à disposição sempre que precisar.
  • Norma Sueli Martins
    Como conseguir muda?
    Abraços,
    Norma
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Norma, bom dia. Você consegue facilmente nas lojas que vende mudas para agricultura.

Deixe seu comentário sobre:
Como o Boldo Brasileiro ajuda na digestão e com problemas no fígado