Plugin necessário

Buscar produtos naturais

Nosso vazio interno de cada dia

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Ademar

NOSSO VAZIO INTERNO DE CADA DIA
Tenho observado ultimamente as pessoas que me procuram, como meus amigos, clientes e pacientes. Tenho reparado que possuem algo em comum. Praticamente todas andam muito cansadas, desgastadas, enfraquecidas e com uma tristeza quase crônica. Acredito que todos buscam desesperadamente a felicidade,  buscam estar bem...se sentir bem....não é verdade? Buscam muitas vezes sem saber exatamente “o que”, “onde” e até mesmo “como”. O que posso fazer para me sentir bem? O que posso fazer para me sentir feliz? Onde posso ir para encontrar a minha felicidade? Como posso levar a minha vida de forma que não me desgaste tanto, e possa chegar em minha casa e dar atenção aos meus filhos, à minha esposa e até mesmo ao meu cachorro, e ainda ter energia para mim mesmo, para ler um livro, assistir uma partida de futebol na televisão sem babar no sofá? Até mesmo sair para uma boite em uma sexta-feira e acordar no sábado com todo pique para ir ao churrasco dos amigos? Por que não consigo me sentir pleno, completo? Por que esta sensação de vazio enorme dentro de mim? Esta sensação de saco vazio? Os mais ligados aos ditados populares vão se lembrar que “Saco vazio não pára em pé”. Dizíamos isto às crianças para estimulá-las a comer, insinuando que, se elas não comessem, não teriam força para “ficar de pé”.
Bem, acho que estamos começando a entender o que realmente está acontecendo então. Se não estamos conseguindo “ficar de pé”, é por que está realmente faltando algo dentro de nós. Mas aí é onde ocorre o maior erro de nossas vidas, pois isto é um sentir, é uma emoção, um estado de espírito.
O que está faltando é algo que em sua grande maioria não é material, não adianta preenchermos de coisas fúteis, físicas, pois só estaremos tentando tapar o sol com a peneira e aumentando em muitas vezes o vazio. Alguns começam a comer! Comem...comem....e nunca se sentem satisfeitos....engordam...começam a se sentir feios...a estima cai, problemas físicos começam a surgir, pressão alta, diabetes, impotência, e etc...e o “vazio” com isso tudo aumenta ainda mais. Outros vão às compras, e compram vestidos, que nunca vão usar; sapatos, que não é do seu estilo; perfumes, que não se identificam mais depois da primeira noite; óculos escuros que depois da primeira semana ficam jogados no porta-luvas do carro; e poderíamos discorrer uma série de exemplos, que todos sabem exatamente o que estou dizendo. Não tem um que não tenha este  mês mesmo, comprado algo que depois de alguns dias, olhando para o produto ou serviço, percebeu que não precisava daquilo. Um exemplo bem marcante são estes sites de compra coletiva. Já viu o tanto de produtos e serviços que compramos só por ser barato? Na verdade nem estamos precisando, mas compramos por ser barato, e por termos este enorme vazio dentro da gente.
Não há nada material que preencha este vazio. No mundo capitalista, as táticas de vendas é justamente para ampliar este vazio, para que todos nós consumamos cada vez mais....comprar....comprar....comer...consumir....trocar de celular....trocar de tv...trocar de carro...comprar....e a insatisfação continua....Para poder pagar tudo isso, precisamos trabalhar....., trabalhar....,cada vez mais....e aí, lógico, não damos conta, pois somos limitados, temos uma capacidade limitada de executar trabalho, como toda e qualquer máquina. Mas não respeitamos estes limites, e consequentemente nos desgastamos cada vez mais. Corremos atrás de algo que na verdade ainda não sabemos exatamente o que é. Tenho um paciente que diz que a vida toda teve a sensação de ser um cachorro, que vive correndo atrás do próprio rabo! Corre...corre.... corre... cansa....mas não sai do lugar! Será que não estamos nos sentindo da mesma forma? Dê uma paradinha...pense um pouco....tente “enxergar” o que realmente falta em você...o que realmente você deseja com todo o seu coração....com toda sua vontade....vontade de vida.... No fundo...no fundo você já sabe o que realmente quer......pode não ter coragem...pode não ter força para enfrentar....mas só de você conseguir se perceber, já será um grande passo...Evitará uma série de outros erros...de erros futuros....Agora como conseguir se realizar...?? Bem, aí precisamos realmente de correr atrás, ou de uma terapia, ou um tratamento para nos dar força, clareza e entendimento. Invista nisso, invista em você, que é o bem mais precioso que você tem, e não precisará investir em uma TV nova, em um carro novo, em uma viagem à Europa, e com certeza se sentirá muito mais pleno, mais completo, mais realizado, e....mais feliz...As pessoas mais felizes que conheci em minha vida, e são poucas, eram aquelas que tiveram coragem e se “jogaram” na vida. Que enfrentaram seus problemas com a cabeça erguida e seguindo o seu coração, as suas vontades. Realmente sem o medo de ser feliz. Como todo processo de transformação, dói no início, mas depois a sensação de prazer, de plenitude é muito grande...e realmente vale a pena....Paz profunda e muita alegria no coração.
Ademar Menezes Junior
         Terapêuta


Tenho observado ultimamente as pessoas que me procuram, como meus amigos, clientes e pacientes. Tenho reparado que possuem algo em comum. Praticamente todas andam muito cansadas, desgastadas, enfraquecidas e com uma tristeza quase crônica. Acredito que todos buscam desesperadamente a felicidade,  buscam estar bem...se sentir bem....não é verdade? Buscam muitas vezes sem saber exatamente “o quê”, “onde” e até mesmo “como”. O que posso fazer para me sentir bem? O que posso fazer para me sentir feliz? Onde posso ir para encontrar a minha felicidade? Como posso levar a minha vida de forma que não me desgaste tanto, e possa chegar em minha casa e dar atenção aos meus filhos, à minha esposa e até mesmo ao meu cachorro? E ainda ter energia para mim mesmo, para ler um livro, assistir uma partida de futebol na televisão sem babar no sofá? Até mesmo sair para uma boite em uma sexta-feira e acordar no sábado com todo pique para ir ao churrasco dos amigos? Por que não consigo me sentir pleno, completo? Por que esta sensação de vazio enorme dentro de mim? Esta sensação de saco vazio?

Os mais ligados aos ditados populares vão se lembrar que “Saco vazio não pára em pé”. Dizíamos isto às crianças para estimulá-las a comer, insinuando que, se elas não comessem, não teriam força para “ficar de pé”. Bem, acho que estamos começando a entender o que realmente está acontecendo então. Se não estamos conseguindo “ficar de pé”, é por que está realmente faltando algo dentro de nós. Mas aí é onde ocorre o maior erro de nossas vidas, pois isto é um sentir, é uma emoção, um estado de espírito. O que está faltando é algo que em sua grande maioria não é material, não adianta preenchermos de coisas fúteis, físicas, pois só estaremos tentando "tapar o sol com a peneira" e aumentando em muitas vezes o vazio.

Alguns começam a comer! Comem...comem....e nunca se sentem satisfeitos....engordam...começam a se sentir feios...a estima cai, problemas físicos começam a surgir, pressão alta, diabetes, impotência, e etc...e o “vazio” com isso tudo aumenta ainda mais. Outros vão às compras, e compram vestidos, que nunca vão usar; sapatos, que não são do seu estilo; perfumes, que não se identificam mais depois da primeira noite; óculos escuros que depois da primeira semana ficam jogados no porta-luvas do carro; e poderíamos discorrer uma série de exemplos, que todos sabem exatamente o que estou dizendo. Provavelmente, não tem quem não tenha este  mês mesmo, comprado algo que depois de alguns dias, olhando para o produto ou serviço, percebeu que não precisava daquilo. Um exemplo bem marcante são estes sites de compra coletiva. Já viram o tanto de produtos e serviços que compramos só por ser barato? Na verdade nem estamos precisando, mas compramos por ser barato, e por termos este enorme vazio dentro da gente. Não há nada material que preencha este vazio! No mundo capitalista, as táticas de vendas são justamente para ampliar este vazio, para que todos nós consumamos cada vez mais! Comprar....comprar....comer...consumir....trocar de celular....trocar de tv...trocar de carro...comprar....e a insatisfação continua....

Para podermos pagar tudo isso, precisamos trabalhar....., trabalhar....,cada vez mais....e aí, lógico, não damos conta, pois somos limitados, temos uma capacidade limitada de executar trabalho, como toda e qualquer máquina. Mas não respeitamos estes limites, e consequentemente nos desgastamos cada vez mais. Corremos atrás de algo que na verdade ainda não sabemos exatamente o que é!

Tenho um paciente que diz que a vida toda teve a sensação de ser um cachorro, que vive correndo atrás do próprio rabo! Corre...corre.... corre... cansa....mas não sai do lugar! Será que não estamos nos sentindo da mesma forma? Dê uma paradinha...pense um pouco....tente “enxergar” o que realmente falta em você...o que realmente você deseja com todo o seu coração....com toda sua vontade....vontade de vida.... No fundo...no fundo você já sabe o que realmente quer! Pode não ter coragem...pode não ter força para enfrentar....mas só de você conseguir se perceber, já será um grande passo...Evitará uma série de outros erros...de erros futuros....

Agora como conseguir se realizar...?? Bem, aí precisamos realmente de correr atrás, ou de uma terapia, ou um tratamento para nos dar força, clareza e entendimento. Invista nisso, invista em você, que é o bem mais precioso que você tem, e não precisará investir em uma TV nova, em um carro novo, em uma viagem à Europa, e com certeza se sentirá muito mais pleno, mais completo, mais realizado, e....mais feliz...

As pessoas mais felizes que conheci em minha vida, e são poucas, eram aquelas que tiveram coragem e se “jogaram” na vida. Que enfrentaram seus problemas com a cabeça erguida e seguindo o seu coração, as suas vontades. Realmente sem o medo de ser feliz. Como todo processo de transformação, dói no início, mas depois a sensação de prazer, de plenitude é muito grande...e realmente vale a pena....

Paz profunda e muita alegria no coração!


Ademar Menezes Junior       

 Terapeuta

OE

Formas de Pagamento

Formas de pagamentos aceitas pela Oficina de Ervas: Boleto, Cartões de Crédito e Transferência eletrônica.

Últimas Notícias

Curso de Fitoterapia Clínica para o segundo semestre de 2014 Saiba Mais

Curso de Florais de Bach começa este mês. Saiba Mais

Ver Todas Notícias

Monte sua Receita

Envie sua receita para que possamos fazer um orçamento específico para suas necessidades.

Email:
farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: 16 - 2133.4455

OE

Manipulação e fitoterápicos!

A sua saúde em equilíbrio com a natureza. Conheça os benefícios que as plantas podem proporcionar e deixe a natureza cuidar de você!

Nossa equipe tem formação para prestar atendimento à sociedade, sobre esse vasto assunto que é a fitoterapia.

leia mais