"Encontre nas plantas saúde, beleza e harmonia para sua vida."

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Confrei (Synphytum officinale)

 

Planta de clima temperado, da família Borraginaceae, nativa da Europa e Ásia. Disseminada pela América 
em regiões úmidas, sombreadas e próximas a rios e riachos. Erva perene, de clima temperado a subtropical. 
Nomes comuns: Confrei (Brasil), consuelda, consuelda mayor, sínfito, oreja de asno (Argentina), comfrey 
(Inglaterra), consoude (França), consolida (Itália), consolda-maior (Portugal).
História: Suas raízes, são utilizadas desde a antiguidade para a consolidação de fraturas. Pode ter sido 
uma das plantas citadas por Dioscórides em seu tratado Matéria médica (200 d. C.). A palavra grega
Symphytum, significa unir. 
Citado ainda por Plínio, o velho, como “aglutinador da carne” (cicatrizante). Em 1668, seus poderes 
curativos foram publicados no Turner Herbal pharmacopeia Londinensis collegarum, principal referência 
terapêutica Inglesa daquele século. 
 
Usos terapêuticos: Planta recomendada apenas para uso externo, pois seu uso interno pode provocar lesões 
hepáticas irreversíveis. 
 Usado externamente como adstringente (“seca” a pele), cicatrizante (especialmente em 
casos de úlceras de pele), emoliente (“suaviza e amacia” a pele), antiinflamatório tópico, antieczematoso, 
antipsoriásico.
Princípios ativos: Alantoína, fitoesteróides (Beta-sitosterol), alcalóides pirrolizidínicos e não 
pirrolizidínicos, taninos, ácidos orgânicos, saponinas, mucilagens, asparagina, resinas, óleos essenciais, etc.
Contra indicações: Contra indicado para uso interno em qualquer situação. 

Planta de clima temperado, da família Borraginaceae, nativa da Europa e Ásia. Disseminada pela América em regiões úmidas, sombreadas e próximas a rios e riachos. Erva perene, de clima temperado a subtropical. 

Nomes comuns: Confrei (Brasil), consuelda, consuelda mayor, sínfito, oreja de asno (Argentina), comfrey (Inglaterra), consoude (França), consolida (Itália), consolda-maior (Portugal).

História: Suas raízes, são utilizadas desde a antiguidade para a consolidação de fraturas. Pode ter sido uma das plantas citadas por Dioscórides em seu tratado Matéria médica (200 d. C.). A palavra gregaSymphytum, significa unir. Citado ainda por Plínio, o velho, como “aglutinador da carne” (cicatrizante). Em 1668, seus poderes curativos foram publicados no Turner Herbal pharmacopeia Londinensis collegarum, principal referência terapêutica Inglesa daquele século. 

Usos terapêuticos: Planta recomendada apenas para uso externo, pois seu uso interno pode provocar lesões hepáticas irreversíveis.  

Usado externamente como adstringente (“seca” a pele), cicatrizante (especialmente em casos de úlceras de pele), emoliente (“suaviza e amacia” a pele), antiinflamatório tópico, antieczematoso, antipsoriásico.

Princípios ativos: Alantoína, fitoesteróides (Beta-sitosterol), alcalóides pirrolizidínicos e não pirrolizidínicos, taninos, ácidos orgânicos, saponinas, mucilagens, asparagina, resinas, óleos essenciais, etc.

Contra indicações: Contra indicado para uso interno em qualquer situação. 

 

      

 

Outros Produtos Naturais