"Encontre nas plantas saúde, beleza e harmonia para sua vida."

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Óleo de Cártamo

 

Nome Científico: (Carthamus tinctorius L.)     Família: Asteraceae
Descrição: É uma planta oleaginosa ,anual, altamente adaptada ás condições de 
semi-aridez, que já era cultivada na Ásia antes da Era Cristã. Os povos antigos 
cultivavam-na para extraírem de suas flores tintas vermelha e amarelas, que eram 
usadas para tingir tecidos de algodão e seda, e como corantes para uso culinário. A 
cartamina, substância alaranjada e insolúvel em água, é o corante mais importante 
extraído das flores desta planta. A palavra carthamus deriva do hebraico kartami, que 
significa tingir. 
           Atualmente, o cártamo é cultivado como planta oleaginosa ,sendo os principais 
produtores mundiais a China , Egito , Estados Unidos , Índia , México e Rússia. As 
sementes desta espécie possuem elevados teores de óleos ( 35 a 40% ) de ótima 
qualidade, tanto para consumo humano, como para uso industrial. O óleo de 
cártamo encera altos teores de ácidos linolêico (70%)- ômega 6,  e oléico (20%) e 
baixa porcentagem de ácido linolênico (3%) Uma das características químicas mais 
importantes deste óleo é a sua poli-insaturação, a qual condiciona a presença de 
baixo conteúdo de colesterol, que é uma substância nociva ao organismo humano .  
Propriedades e Mecanismo de Ação:   Estudos indicaram que esse óleo contém 
substâncias que atuam obrigando o organismo a usar a gordura acumulada como 
combustível contribuindo para uma maior eliminação de gordura, isso acontece 
porque seus nutrientes conseguem inibir a ação de uma enzima específica (LPL- Lípase 
Lipoproteica).  
          A enzima LPL tem como função transferir a gordura presente na corrente 
sanguínea para o interior das células adiposas, responsáveis por armazenar a gordura 
corporal e que compõem o tecido adiposo do corpo humano.                                                
Quanto maior e mais intensa a atividade desta enzima maior quantidade de gordura 
é armazenada dentro das células adiposas e, como conseqüência, a pessoa 
engorda, sendo assim os nutrientes do óleo de Cártamo, tem a capacidade de 
bloquear da ação da LPL, o que obriga o organismo a utilizar o estoque de gordura já 
existente como fonte de energia gerando a chamada lipólise, que é a queima de 
gordura.  
          Existe uma empresa farmacêutica que está usando cártamo cultivado de forma 
transgênica para produzir a insulina humana como a demanda mundial para a 
hormona cresce, Cártamo-derrived insulina humana está actualmente no PI / II ensaios 
sobre cobaias humanas. Phillip Stephan, SemBioSys Genetics Inc, boletim  junho 2008. 
Indicações  - antioxidante 
          - inibidor da enzima LPL 
É indicado para esportistas, e como suplementação auxiliar em tratamentos 
para redução de gorduras e emagrecimento, destinam-se a mobilizar gorduras de 
espaços inter e intra musculares e dérmicos, acelerando a perda de peso e à 
definição da musculatura.
Dosagem recomendada: 
Cápsulas oleosas: 2 cápsulas, 2 a 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.
Referências : 
1. Fact Sheets and Plants Guides USDA PLANTS.url 
2. http://www.maltanet.com.br/

Nome Científico: (Carthamus tinctorius L.)    

Família: Asteraceae

Descrição: É uma planta oleaginosa ,anual, altamente adaptada ás condições de semi-aridez, que já era cultivada na Ásia antes da Era Cristã. Os povos antigos cultivavam-na para extraírem de suas flores tintas vermelha e amarelas, que eram usadas para tingir tecidos de algodão e seda, e como corantes para uso culinário. A cartamina, substância alaranjada e insolúvel em água, é o corante mais importante extraído das flores desta planta. A palavra carthamus deriva do hebraico kartami, que significa tingir.           

Atualmente, o cártamo é cultivado como planta oleaginosa ,sendo os principais produtores mundiais a China , Egito , Estados Unidos , Índia , México e Rússia. As sementes desta espécie possuem elevados teores de óleos ( 35 a 40% ) de ótima qualidade, tanto para consumo humano, como para uso industrial. O óleo de cártamo encerra altos teores de ácidos linolêico (70%)- ômega 6,  e oléico (20%) e baixa porcentagem de ácido linolênico (3%)

Uma das características químicas mais importantes deste óleo é a sua poli-insaturação, a qual condiciona a presença de baixo conteúdo de colesterol, que é uma substância nociva ao organismo humano .  

Propriedades e Mecanismo de Ação:   Estudos indicaram que esse óleo contém substâncias que atuam obrigando o organismo a usar a gordura acumulada como combustível contribuindo para uma maior eliminação de gordura, isso acontece porque seus nutrientes conseguem inibir a ação de uma enzima específica (LPL- Lípase Lipoproteica).            

A enzima LPL tem como função transferir a gordura presente na corrente sanguínea para o interior das células adiposas, responsáveis por armazenar a gordura corporal e que compõem o tecido adiposo do corpo humano.                                                
Quanto maior e mais intensa a atividade desta enzima maior quantidade de gordura é armazenada dentro das células adiposas e, como conseqüência, a pessoa engorda, sendo assim os nutrientes do óleo de Cártamo, tem a capacidade de bloquear da ação da LPL, o que obriga o organismo a utilizar o estoque de gordura já existente como fonte de energia gerando a chamada lipólise, que é a queima de gordura.          

Existe uma empresa farmacêutica que está usando cártamo cultivado de forma transgênica para produzir a insulina humana como a demanda mundial para a hormona cresce, Cártamo-derrived insulina humana está atualmente no PI / II ensaios sobre cobaias humanas. Phillip Stephan, SemBioSys Genetics Inc, boletim  junho 2008. 

Indicações  - antioxidante - inibidor da enzima LPL 
É indicado para esportistas, e como suplementação auxiliar em tratamentos para redução de gorduras e emagrecimento, destinam-se a mobilizar gorduras de espaços inter e intra musculares e dérmicos, acelerando a perda de peso e à definição da musculatura.

Dosagem recomendada: Cápsulas oleosas: 2 cápsulas, 2 a 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.

Referências : 

1. Fact Sheets and Plants Guides USDA PLANTS.url 
2. http://www.maltanet.com.br/

 

Fonte:

Literatura Técnica
Opção Fênix Distribuidora de Insumos  Ltda

      

 

Outros Produtos Naturais