Muito se fala sobre o colesterol, mas será que todos sabem o que ele significa?

O que é o colesterol?

Com aparência e textura de uma cera macia, o colesterol é um composto químico da família do álcool, essencial à vida. A maior parte do colesterol que o organismo necessita é sintetizado pelo fígado, sendo o restante adquirido pelos alimentos ingeridos. Tanto as taxas de colesterol muito altas quanto as muito baixas são perigosas à saúde.

Quando mantido em níveis normais o HDL, ou “colesterol bom”, é vital para o organismo, pois desempenha o papel de precursor na síntese de alguns hormônios.

Quando presentes em grandes quantidades o LDL, ou “colesterol ruim”, se torna prejudicial à saúde. O problema ocorre quando, além da produção corporal, nós ingerimos alimentos ricos em gordura saturada. O excesso desse tipo de colesterol faz com que apareçam placas de gorduras nos vasos sanguíneos. Essas placas vão aumentando à medida em que a gordura se acumula no sangue, obstruindo as artérias e podendo provocar desde aumento da pressão arterial até problemas cardíacos.

O colesterol alto deixou de ser um problema restrito a adultos que levam uma vida estressante, tabagistas e sedentários. Uma pesquisa realizada pelo Erica (Estudos dos Riscos Cardiovasculares em Adolescentes) apresentou resultados assustadores relacionados ao aumento do índice entre os jovens: quase metade dos adolescentes de idades entre 12 e 17 anos têm colesterol alto.

saude

O que é necessário fazer para obter níveis saudáveis de colesterol?

Para aumentar o colesterol bom e diminuir o ruim é necessário uma mudança no estilo de vida, incluindo uma dieta equilibrada, exercício físico (de 3 a 6 vezes por semana por 40 min.), abstenção do fumo (pois o fumo leva à queda do colesterol bom) e perda de peso nos casos indicados.

 

omega 3

O uso de gorduras insaturadas encontradas nos óleos de oliva, óleo de canola, azeitonas, abacate, castanha, chia, nozes e amêndoas reduzem o colesterol total sem diminuir o HDL (colesterol bom). A ingestão de alimentos ricos em ômega 3 auxilia na diminuição dos níveis de colesterol ruim LDL, enquanto pode favorecer o aumento do colestrol bom HDL. O óleo de linhaça contém entre 50 e 60 % de ômega 3 (ácido linolênico) e entre 14% e 20% de ômega 6 (ácido linoleico) e também auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, como hipertensão e infarto, reduzindo os níveis sanguíneos de colesterol.

Diminuindo a ingestão de gordura saturada, existentes nas carnes gordurosas, leites e derivados, por exemplo, teremos a redução do colesterol total e LDL (colesterol ruim).

Quando começar a controlar o colesterol?

Dependendo do nível de colesterol e da existência de outros fatores de risco como doença cardíaca, hipertensão ou obesidade, é preciso um controle maior além do acompanhamento médico.

É importante fazer exames regularmente, e mesmo que os níveis de colesterol estejam dentro da normalidade, avalie seu estilo de vida para que possa fazer as mudanças necessárias para uma vida saudável.

Por: Eliza Harada

Comentários


  • Christina Stockinger
    Olá, se eu tenho entendido tudo corretamente NÃo existem varios tipos de colesterol. So existe um único. O que são differentes são as lipoproteinas que transportam o colesterino. Eles são os "vehiculos" os quais tem a tarefa de transportar o colesterol no lugar certo. São lipoproteinas, uns de alta densidade HDL os outo de baixa (low) densidade, os LDLs. Mais eles transportam a mesma substancia. Os LDLs transportam para as celulas que necesitam do colesterol os HDLs removem da sangue o que e supérfluo e trazem de volta principalmente para o figado. Isso é correto?
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Christina. Sim, todas são lipoproteinas. As lipoproteínas são moléculas formadas por lipídios e proteínas. Sua função é transportar, principalmente, o colesterol e os triglicérides pelo plasma sanguíneo. Podem ser classificadas em quilomícrons (Qm), lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL), lipoproteínas de densidade intermediária (IDL), lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e lipoproteínas de alta densidade (HDL). Entre as lipoproteínas, a HDL e a LDL são as mais conhecidas. A HDL, que é a menor das lipoproteínas e também a mais densa, é produzida no intestino e fígado. Já a LDL é a lipoproteína mais abundante e também a maior transportadora de colesterol no plasma sanguíneo, estando relacionada diretamente com o risco aumentado de doenças cardiovasculares. O HDL apresenta várias funções, sendo o papel mais importante o transporte reverso do colesterol, removendo o excesso em tecidos periféricos e redirecionando o colesterol para o fígado. O importante é manter os níveis equilibrados entre eles.

Deixe seu comentário sobre:
Muito se fala sobre o colesterol, mas será que todos sabem o que ele significa?