Espinheira santa, uma grande aliada contra problemas de estômago

A Espinheira Santa, de nome científico Maytenus ilicifolia, é uma planta também popularmente conhecida como espinheira-divina, maiteno, cancorosa, cangorça, espinho-de-deus, dentre outros nomes. A planta foi batizada com este nome devido à aparência de suas folhas, que contêm espinhos nas margens e pelo fato de ela ser um “santo remédio” que auxilia no tratamento de vários problemas de saúde.

espinheira Santa folha

A Espinheira Santa é encontrada no Brasil desde os estados de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul. Também encontrando ao longo do Rio Paraná e nas pastagens. A ocorrência é mais generalizada em sub-bosques úmidos, beiradas de matas de araucária, capões e em matas ciliares onde o solo é rico em matéria orgânica, com umidade de média à alta. Em Santa Catarina é encontrada principalmente no Planalto e na Mata Atlântica de altitude.

Popularmente famosa pelo seu poder de combater úlceras e outros males estomacais, há estudos que comprovam a sua eficácia nesses casos: um experimento realizado na Universidade Estadual de Campinas (SP) analisou o efeito da planta em ratos com úlcera e concluiu que o tamanho da lesão diminuiu rapidamente, além de provocar menos efeitos colaterais em comparação com os remédios convencionais.

espinheira santa fruto

 A Espinheira Santa tornou-se conhecida no mundo médico em 1922 quando o professor Aluízio Franca, da Faculdade de Medicina do Paraná, relatou o sucesso obtido com ela no tratamento da úlcera.

Mas, muito antes disso, a planta já era famosa na medicina popular por suas propriedades curativas, e não só no combate aos males do aparelho digestivo.

Para se ter uma ideia, era utilizada como remédio antitumoral entre os índios brasileiros. No Paraguai, a população rural a empregava como contraceptivo, e na Argentina, como antiasmático e antisséptica.

Ações:

Tonificante, antiúlcera, carminativa, cicatrizante, antisséptica, levemente diurética e laxativa, auxiliando também na eliminação de gases intestinais.

Comentários


  • WALTER DIAS
    Como se faz o chá., ou outra maneira, de fazer.
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Walter. Para preparar o chá de espinheira santa, coloque 500mL de água para ferver. Ao levantar fervura, desligue o fogo e acrescente 1 colher de sopa da folha picada e abafe. Deixe esfriar e tome 1 xícara antes de cada refeição durante o dia. Não use no dia seguinte de preparo. Se quiser usar na forma de cápsulas, tintura ou extrato fluido, a ação é a mesma. Caso necessite de orientações, entre em contato com nossos fitoterapeutas pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br ou pelo whats (16) 98234-0111. Estamos à disposição.
  • Rubens Siems
    Bom dia. Estou utilizando o chá com bons resultados. Caso quisesse substituir por cápsulas, qual teria de ser a dosagem de cada cápsula para substituir uma xícara de chá?
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Rubens. Você pode tomar 1 cáps de 300mg antes de cada refeição (cafpe, almoço e jantar). Qualquer dúvida, pode entrar em contato com nosso fitoterapeuta pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br. Estamos à disposição.
  • Inês Alves
    Quem tem diabetes ,pode tomar o chá de espinheira santa ?
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Inês. Não há problema de usar a Espinheira santa em diabéticos. Qualquer dúvida ou mais orientações, entre em contato com nossa equipe de fitoterapeutas pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br ou pelo whats (16) 98234-0111. Estamos à disposição.
  • Rosilene Jorge dos Ramos
    Gostaria de saber se pode misturar espinheira santa com erva doce? Se pode, qual a dosagem?
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Rosilene. Essas duas plantas podem ser misturadas sim. A Erva Doce tem uma ação carminativa muito boa, evitando formação de gases e aliviando cólicas. Assim, pode ajudar no tratamento do estômago com a Espinheira Santa. Pode fazer o chá com as 2 ervas, ou usar a tintura com a mistura em partes iguais. Pode tomar 40 gotas antes de cada refeição, pingando em água morna para evaporar todo o álcool. Qualquer dúvida, fale com nossos fitoterapeutas por email farmacia@oficinadeervas.com.br ou pelo whats (16) 98234-0111. Estamos à disposição.
  • Neide Antunes dos Santos
    Gostaria de saber se a espinheira santa pode ser administrada em crianças e se sim, a partir de que idade?
    ⇒ Oficina de Ervas: Olá Neide. Geralmente não há estudos científicos de fitoterápicos em crianças e por isso a idade média para o uso é de 12 anos. No entanto, você pode relatar o caso para orientações com nossos fitoterapeutas pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br ou pelo whats (16)98234-0111. Estamos à disposição
  • Cássia Moura varges
    Tenho problema de refluxo e gastrite. Estava tomando Omeprasol, e isso me causou muita perda de peso e também muita insônia. Parei com o Omeprasol e estou tomando Espinheira Santa em cápsula. Gostaria de saber qual a dosagem ideal para tomar diariamente???
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Cássia. A cápsula de Espinheira Santa pode ser de 300mg, antes do café, almoço e jantar. Só que ela melhora a gastrite, mas no caso de refluxo, o mais indicado é usar o Extrato Fluido, pingando 20 gotas em um pouco de água morna e tomando antes das refeições, pois na forma líquida, a solução já entra em contato com o esôfago ajudando na cicatrização e também tratando a gastrite. Você pode tomar o Alcaçuz após a refeição para diminuir a acidez do estômago. Deixo aqui um link falando sobre o refluxo: https://www.oficinadeervas.com.br/conteudo/acabe-com-este-vai-e-volta-vamos-aprender-sobre-o-refluxo Tem várias atitudes simples que vão te ajudar a controlar o refluxo. Qualquer dúvida, pode entrar em contato com nosso fitoterapeuta pelo email farmacia@oficinadeervas.com.br Estamos à disposição.
  • ROSEMAR RODRIGUES
    Boa.noite qual a quantidade da erva para fazer o chá e por quanto tempo devo tomar. Tenho gastrite e esofagite
    ⇒ Oficina de Ervas: Oi Rosemar. A medida é de 1/4 da palma da mão em ervas picadas e secas. Você pode colocar essa quantidade em 1 litro de água fervente. Desligue e abafe. Depois pode tomar 250mL (copo grande) antes do café, almoço, jantar e de noite. Não deixe sobrar para o dia seguinte. Faça um novo chá. Pode tomar por pelo menos 40 dias seguidos e evite alimentos de difícil digestão e muito ácidos. Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

Deixe seu comentário sobre:
Espinheira santa, uma grande aliada contra problemas de estômago