2000-01-01

Erva de Santa Maria

Conheça nossas fórmulas magistrais para Erva de Santa Maria.
Veja nossa lista de opções:
Tintura 60mL,     Xarope Vermífugo em mel (Ruibarbo, Hortelã e Erva de Santa Maria) 250mL,     Xarope Vermífugo dietético em Xilitol (Ruibarbo, Hortelã e Erva de Santa Maria) 250mL,     Tintura 100mL,     

 

Chenopodium ambrosioides é o nome científico da Erva-de-santa-maria. ela é também popularmente conhecida por: ambrósia, ambrósia-do-méxico, ambrosina, anserina-vermífuga, apazote, caacica, canudo, chá-da-espanha, chá-do-méxico, chá-dos-jesuítas, cravinho-do-campo, cravinho-do-mato, erva-ambrosia, erva-das-cobras, erva-de-bicho, erva-do-méxico, erva-formiga, erva-formigueira, erva-lombrigueira, erva-mata-pulga, erva-pomba-rola, erva-santa, erva-vomiqueira, lombrigueira, mastruço, mastruz, mata-cabra, mata-cobra, mata-pulgas, matruz, menstruço, mentraz, mentrei, mentrusto, mentruz, pacote, quenopódio, trevo-de-santa-luzia, uzaidela.
Encontra-se facilmente na Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica.
O óleo essencial desta planta está incluído na farmacopéia da Espanha, México, Portugal, Argentina, Índia, Itália e Turquia. É uma das 71 plantas medicinais listadas pelo Ministério da Saúde como de interessa ao SUS. É muito utilizada na medicina popular como vermífuga, estomáquica, cicatrizante, sudorífica, anti-séptica tópica, béquica, antipalúdica, diaforética, diurética, amebicida, tônica, aromática, antiulcerosa, antifúngica, sedativa, carminativa, anticancerígena, purgante, eupéptica, estimulante, peitoral, antigripal, emoliente, emenagoga, antiasmática, antiespasmódica, antiinflamatória, antinevrálgica e anti-hemorroidária. As folhas são usadas, em forma de cataplasmas, contra tumores. O cozimento das folhas, com sal, desincha pernas gotosas, atua em afecções da pele, edemas, cólicas e dores de estômago. Utilizada também contra varizes, cãibras, traumatismos ósseos, picadas de animais peçonhentos afecções da pele, distúrbios renais, dores de estômago, tuberculose, angina, infecções pulmonares, contusões, tremor da vista, afecções discrósicas do aparelho digestivo, espasmos musculares, palpitações do coração, má circulação, equimoses, dispepsias, insônia, corrimento vaginal, úlcera,s varizes, hemorragia interna, ancilostemose e no tratamento da doença conhecida como dança-de-são-guido.
Observação: Em alta dose é extremamente tóxica, podendo causar a morte. Por isso recomenda-se o uso externo. Uso interno com cautela.
Na Colômbia, as folhas são utilizadas como condimento. As espigas são comestíveis, usadas como temperos e em guisados e sopas. 
É uma planta insetífuga, e em áreas rurais varrem-se as casas com os ramos da planta, sendo também colocada seca sob colchões, lençóis e travesseiros. O cozimento das folhas produz um inseticida natural, sendo preparado na proporção de 3 partes para cada 1.000 partes de água. Este inseticida pode ser utilizado com sucesso contra a Scrobipalpula absoluta (traça do tomateiro), e Spodoptera frugiperda (lagarta do cartucho do milho). É uma espécie amplamente utilizada como vermífuga para animais, e as fumigações são aplicadas como inseticida doméstico, sendo extremamente útil para afugentar pulgas, percevejos, baratas e demais insetos.

Chenopodium ambrosioides é o nome científico da Erva-de-santa-maria. ela é também popularmente conhecida por: ambrósia, ambrósia-do-méxico, ambrosina, anserina-vermífuga, apazote, caacica, canudo, chá-da-espanha, chá-do-méxico, chá-dos-jesuítas, cravinho-do-campo, cravinho-do-mato, erva-ambrosia, erva-das-cobras, erva-de-bicho, erva-do-méxico, erva-formiga, erva-formigueira, erva-lombrigueira, erva-mata-pulga, erva-pomba-rola, erva-santa, erva-vomiqueira, lombrigueira, mastruço, mastruz, mata-cabra, mata-cobra, mata-pulgas, matruz, menstruço, mentraz, mentrei, mentrusto, mentruz, pacote, quenopódio, trevo-de-santa-luzia, uzaidela.

Encontra-se facilmente na Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica.

O óleo essencial desta planta está incluído na farmacopéia da Espanha, México, Portugal, Argentina, Índia, Itália e Turquia. É uma das 71 plantas medicinais listadas pelo Ministério da Saúde como de interessa ao SUS. É muito utilizada na medicina popular como vermífuga, estomáquica, cicatrizante, sudorífica, anti-séptica tópica, béquica, antipalúdica, diaforética, diurética, amebicida, tônica, aromática, antiulcerosa, antifúngica, sedativa, carminativa, anticancerígena, purgante, eupéptica, estimulante, peitoral, antigripal, emoliente, emenagoga, antiasmática, antiespasmódica, antiinflamatória, antinevrálgica e anti-hemorroidária. As folhas são usadas, em forma de cataplasmas, contra tumores. O cozimento das folhas, com sal, desincha pernas gotosas, atua em afecções da pele, edemas, cólicas e dores de estômago. Utilizada também contra varizes, cãibras, traumatismos ósseos, picadas de animais peçonhentos afecções da pele, distúrbios renais, dores de estômago, tuberculose, angina, infecções pulmonares, contusões, tremor da vista, afecções discrósicas do aparelho digestivo, espasmos musculares, palpitações do coração, má circulação, equimoses, dispepsias, insônia, corrimento vaginal, úlcera,s varizes, hemorragia interna, ancilostemose e no tratamento da doença conhecida como dança-de-são-guido.

Observação: Em alta dose é extremamente tóxica, podendo causar a morte. Por isso recomenda-se o uso externo. Uso interno com cautela.

Na Colômbia, as folhas são utilizadas como condimento. As espigas são comestíveis, usadas como temperos e em guisados e sopas. 

É uma planta insetífuga, e em áreas rurais varrem-se as casas com os ramos da planta, sendo também colocada seca sob colchões, lençóis e travesseiros. O cozimento das folhas produz um inseticida natural, sendo preparado na proporção de 3 partes para cada 1.000 partes de água. Este inseticida pode ser utilizado com sucesso contra a Scrobipalpula absoluta (traça do tomateiro), e Spodoptera frugiperda (lagarta do cartucho do milho). É uma espécie amplamente utilizada como vermífuga para animais, e as fumigações são aplicadas como inseticida doméstico, sendo extremamente útil para afugentar pulgas, percevejos, baratas e demais insetos. Ação inseticida também para piolho.

Eliza Harada

Erva de Santa Maria

Comentários


  • Helena Maria
    Muito bom mesmo já usei é gostei muito
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá Helena. Agradecemos seu depoimento, ficamos felizes que tenha tido bons resultados. Estamos a disposição.
  • Ana
    Gostaria de um xarope (ou similar) vermífugo para criança, vcs estão conseguindo entregar em casa? Qto é?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Oi Ana. Temos como preparar e entregar sim. Entre em contato conosco pelo telefone 2133-4455 ou pelo 99159-9056 para que a atendente passe os valores e combine o horário de entrega. Estamos à disposição.
  • Aparecida pereira
    Preciso comprar a erva de santa Maria em capsulas
    Como faço?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá Aparecida. Não temos o pó da Erva de Santa Maria para preparar na forma de cápsulas. O uso da tintura tem o mesmo efeito, mas por ser uma planta com certo grau de toxicidade, é aconselhável que entre em contato com nossos fitoterapeutas e explique a sua necessidade para que possamos orientar. Estamos à disposição.
  • Maria Moreira
    Bom dia,
    Gostaria de saber sobre qual erva pode-se fazer uso contínuo para o diabetes em pessoa de idade avançada.
    Obrigada!
    Obrigada
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá Maria. Não é recomendado fazer uso contínuo de plantas, mas pode fazer o rodízio entre plantas que possuem ação para controlar a glicemia, usando 3 meses de uma e 3 meses de outra. A escolha e dosagem vai depender da idade, da taxa glicêmica e dos medicamentos alopáticos, caso faça uso. Entre em contato com nossos fitoterapeutas e informe tudo com detalhes. Deixo aqui alguns links de plantas para diabetes: https://www.oficinadeervas.com.br/melao-de-sao-caetano , https://www.oficinadeervas.com.br/pata-de-vaca , https://www.oficinadeervas.com.br/gimena, https://www.oficinadeervas.com.br/jambolao
  • drika lopes
    Gostaria de saber se existe o óleo essencial de erva de Santa Maria?
    Para uso de cosméticos eu poderia usar o óleo essencial de erva de Santa Maria?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Oi Drika. Nunca vi óleo essencial de Erva de Santa Maria em nenhum fornecedor. Para qual finalidade você precisa? Entre em contato com nossos fitoterapeutas para mais informações. Estamos à disposição.
  • Zanilda Terezinha Gonçalves da Silva
    Olá!
    O que vocês recomendam para acabar de vez com micose na unha?
    Obrigada!
    Zanilda
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Olá, Zanilda

    Você pode usar o óleo essencial de Melaleuca (Tea Tree) ou nosso Composto Anti-micótico, que é uma mistura de óleos essenciais de Melaleuca, Cravo, Canela e Cedro. Ambos são eficientes e você pode pingar na unha uma quantidade suficiente para cobrir a micose, 3 vezes ao dia.

    Para maiores orientações entre em contato com nossos fitoterapeutas clicando no link abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta/

    Clique nos links abaixo para ver mais informações sobre os óleos essenciais mencionados:

    https://www.oficinadeervas.com.br/cravo-oleo-essencial

    https://www.oficinadeervas.com.br/tea-tree-melaleuca

    Estamos à disposição.
  • Ednaura
    Tenho um cachorrinho de 5 meses, devido ao clima frio dessa época ele ficou gripado e tem bastante catarro, gostaria de saber se posso dar tintura de mastruz; se sim , gostaria de saber quantas gotas e por quanto tempo?
    ⇒ Oficina de Ervas:
    Oi Ednaura

    Essa planta é tóxica para o fígado e não há estudo para uso em cachorros nessa idade.
    É melhor a tintura de guaco. A dosagem depende do peso dele.

    https://www.oficinadeervas.com.br/guaco

    Caso queira tirar dúvidas ou falar com um de nossos fitoterapeutas é só clicar no link abaixo:

    https://www.oficinadeervas.com.br/fale-fitoterapeuta/

    Estamos à disposição

Deixe seu comentário sobre:
Erva de Santa Maria