"A sua saúde em equilíbrio com a natureza."
Parcelamento em até 6X SEM JUROS!

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Cúrcuma

CÚRCUMA

NOME BOTÂNICO

Curcuma longa L

FAMÍLIA

Zingiberaceae.

PARTE UTILIZADA

Rizoma

HISTÓRICO

A cúrcuma (Curcuma longa L.), conhecida no mercado internacional como “Turmeric”, espécie originária do sudeste asiático, é considerada uma preciosa especiaria devido às peculiaridades de seus rizomas. Embora sua principal utilização seja como condimento, possui substâncias antioxidantes, antimicrobianas e corantes que lhe oferecem possibilidades nas áreas: cosméticas, têxtil, medicinal e alimentício. Conhecida também como açafrão, açafrão-da-terra e açafrão-da-india, seu uso é milenar na medicina tradicional da Índia (ayurvedica) e da China.

CONSTITUINTES

Os constituintes da Cúrcuma incluem três curcuminoides: curcumina (diferuloylmetano, constituinte primário e responsável por sua cor amarela vibrante), demetoxcurcumina, e bisdemetoxcurcumina, bem como óleos voláteis (tumerona, atlantona e zingiberona), açúcares, proteínas e resinas.

AÇÃO

Estudos demonstram que os curcuminóides inibem a atividade de moléculas responsáveis pela mediação da dor e da inflamação, a partir da inibição desses alvos moleculares, a Curcuma é capaz de controlar o processo inflamatório. Propriedades antioxidantes e antimicrobianas também são atribuídas à curcumina, além de outras atividades farmacológicas.

Outras propriedades medicinais da cúrcuma reconhecidas pela farmacopeia asiática são: estomáquico, estimulante, carminativa, expectorante, anti-helmíntico, anti-inflamatório e dermatológico. Oliveira & Akisue (1993) reportam o uso terapêutico da cúrcuma como tônico, aromático e estimulante de funções digestivas.

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS

-Antioxidante: atua no combate aos radicais livres, neutralizando-os e impedindo sua ação destrutiva.

-Anti-inflamatória: reduz os níveis de citocinas pro-inflamatórias como IL1-β e IL-6, a expressão genica de COX-2 e a secreção de PGE2. Importante agente terapêutico no tratamento de doenças inflamatórias de intestino e pancreatites.

-Antialérgicas: inibem a biossíntese de leucotrienos através da via da lipoxigenase e diminuem a formação de prostaglandinas.

-Atividade hepatoprotetora: Diminui componentes hepáticos inflamatórios e biomarcadores de dano oxidativo.

-Prevenção de Alzheimer: eficiente na remoção do acúmulo de placas no cérebro e a melhoria do fluxo de oxigênio.

-Proteção cardiovascular: melhora a circulação do sangue atuando na prevenção de doenças cardíacas e AVC.

-Antienvelhecimento: atua na proteção da elastina e do colágeno, responsáveis pelo tônus da pele.

-Distúrbios oculares: grande potencial terapêutico em olho seco, cataratas, retinopatia diabética.

-Termogênico/Perda de peso: melhora o fluxo da bile. Regula o triglicérides fazendo com que se transformem em fonte de energia, ao invés de armazenarem como gordura corporal.

-Anticancerígena: causa apoptose em várias linhagens celulares de câncer e células tumorais e pode inibir a angiogênese.

INDICAÇÕES

É indicado em distúrbios digestivos e hepáticos (flatulência, dor abdominal, distensão, dispepsia e etc), no tratamento de artrite reumatoide e dores articulares, na síndrome metabólica, obesidade, na prevenção de doenças neurodegenerativas e do câncer.

CONTRA INDICAÇÕES

Curcuma longa é contraindicado caso o paciente tenha alergia a curcumina e açafrão. É também contraindicado para uso em pacientes que estejam fazendo uso de medicações que alterem suas características de coagulação como antiagregantes plaquetários, anticoagulantes, heparina de baixo peso molecular e agentes trombolíticos, pois, pode haver aumento no risco de casos de sangramento. É também contraindicado para pacientes com riscos de obstrução de vias biliares ou que tenham cálculos biliares, pacientes com úlceras estomacais e hiperacidez do estômago.

EFEITOS COLATERAIS

Superdosagem acima de 30g/dia pode ser neurotóxica e causar delírios e confusão mental.

USO DURANTE GESTAÇÃO / LACTAÇÃO

Não recomendado seu uso sem orientação médica

PRECAUÇÕES

Não exceda a dose diária recomendada. Este produto é um suplemento nutricional que não deve substituir uma dieta variada e equilibrada. Manter fora do alcance das crianças.

Armazenar longe de luz, calor e umidade. Como com qualquer suplemento nutricional, consulte o farmacêutico ou um profissional de saúde antes de usar caso esteja grávida, amamentando, tenha algum problema de saúde ou faça uso de algum medicamento.

INTERAÇÕES

Potencializa a ação dos anticoagulantes e pode provocar hemorragias em doses elevadas. Pode diminuir a ação de imunossupressores.

DOSAGEM / MODO DE USAR

Pó: dose de 20 a 40mg/kg/dia (Não ultrapassar a dose máxima de 30g/dia)
Extrato seco 5:1 : 100mg 3 vezes ao dia.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia
Curcumina isolada: 100 a 150mg 3 vezes ao dia.

DURAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO

Não determinado

SUPERDOSAGEM

Acima de 30g/dia

PRECAUÇÕES DE ARMAZENAMENTO

Armazenar preferencialmente em recipientes herméticos, ambiente seco e arejado, ao abrigo da luz solar.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Jurenka J.S. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research, Alternative Medicine Review Volume 14, Number 2 2009.

Filho A.B.C, Souza R.J, Braz L.T, Tavares M, Cúrcuma: planta medicinal, condimentar e de outros usos potenciais. Cienc. Rural vol.30 n°1 Santa Maria, jan/mar 2000. 

Stankovic I, Curcumin Cheminal and Technical Assessment 61st JECFA, FAO 2004. 

Ravindran, Prasad and Aggarwal, Curcumin and Cancer Cells: How Many Ways Can Curry Kill Tumor Cells Selectively? The AAPS Journal, Vol. 11, No. 3, September 2009.

Alternative Therapies: Turmeric, Am J Health Syst Pharm. 2000;57(12) http://www.medscape.com/viewarticle/406890

Aggarwal et al: Anticancer Potential of Curcumin: Preclinical and Clinical studies, Anticancer research 23: 363-398 (2003).

Cheng AL, Hsu CH, Lin JK. - Phase I clinical trial of curcumin, a chemopreventive agent, in patients with high-risk or pre-malignant lesions. - Anticancer Res. 2001 JulAug;21(4B):2895-900.

Prucksunand C, Indrasukhsri B, Leethochawalit M, Hungspreugs K.- Phase II clinical trial on effect of the long turmeric (Curcuma longa Linn) on healing of peptic ulcer. - Southeast Asian J Trop Med Public Health. 2001 Mar;32(1):208-15.

----------------------------------------------------------------

Cúrcuma (Curcuma longa) 

Planta extremamente arraigada à cultura indiana, tanto na medicina como na culinária, sendo que este país é responsável pela produção de 90 % de toda Cúrcuma produzida no mundo.

No Brasil a Cúrcuma é chamada de açafrão, principalmente nas regiões de Minas Gerais e Goiás, mas não podemos confundir a Cúrcuma com o verdadeiro açafrão o Crocus sativus só por que os dois possuem a coloração amarelada. A Cúrcuma também é conhecida como Açafrão-da-terra, Açafrão-da-índia, e a planta como um todo é chamada de açafroeira.

O ciclo é de aproximadamente oito meses; pode variar algumas semanas dependendo da fertilidade do solo e do sistema de irrigação implantado. A planta pode atingir cerca de um metro e meio de altura, e produz folhas grandes de verde escuro intenso brilhante.

Colhem-se os rizomas quando as folhas secarem. Isto normalmente irá ocorrer no período de seca, que para a região do centro-oeste e sudeste ocorre nos meses de junho a agosto. Se por acaso não colher os rizomas eles irão brotar quando iniciarem as chuvas e o período quente. Este ciclo irá se repetir indefinidamente.

Antigamente, os bandeirantes saíam à procura de pedras preciosas pelos rincões brasileiros, e para demarcar as regiões já garimpadas eles plantavam alguns rizomas de Cúrcuma, e com isso esta planta se difundiu por várias regiões.

Esta é uma planta que realmente dá gosto de trabalhar, pois é empregada para uma infinidade de doenças. E a cada dia aparecem novas descobertas.

De forma bastante sucinta podemos dizer que esta planta possui uma ação anti-séptica fantástica. É empregada no tratamento de feridas, úlceras de decúbito, machucados e ferimentos em geral devido à sua ação antiinflamatória e cicatrizante. É usada como antimicótico, em inflamações de articulações, no controle do colesterol estimulando a produção e eliminação da bile. Está sendo muito usada para o tratamento de alguns tipos de câncer; possui ação anti-viral, sendo empregada como coadjuvante no tratamento da AIDS. Possui ação antioxidante, auxiliando no combate a radicais livres. No uso externo consegue apresentar uma ação parecida com os corticóides, sendo empregada no tratamento da psoríase, e demais doenças na pele, retirando inclusive a sensação de coceira.

A cúrcuma carrega no ocidente um peso muito grande de ser o condimento barato que substituiu o verdadeiro açafrão. Devido ao seu alto preço no mercado internacional, o açafrão acabou sendo substituído em alguns pratos da culinária européia pela Cúrcuma. Mas a Cúrcuma possui características totalmente diferenciadas, tanto no aroma, sabor, qualidades farmacológicas e até mesmo na capacidade de colorir de amarelo. Possui sabor e aroma intenso, levemente picante e característico, lembrando um pouco o aroma de terra. É parte constituinte do curry, e é muito empregado na indústria de alimentos, principalmente como corante natural, como por exemplo, nas margarinas, queijos e temperos.

No Brasil é muito usada na região de Minas e Goiás, principalmente no famoso frango com açafrão, e no arroz com açafrão. No preparo destes pratos é só adicionar uma colher de chá ou um pouco mais na hora de refogar o arroz ou o frango. Em uma panela doure uma cebola grande e alguns dentes de alho amassado em um pouco de azeite. Adicione o açafrão e o arroz. Cuidado com o açafrão, pois uma quantidade a mais pode deixar o seu prato amargo. Logo após uma leve refogada adicione a água e deixe cozinhar normalmente. Um simples arroz vai ficar com um sabor e um aroma delicioso, e você pode enriquecer cozinhando gergelim juntamente com o arroz.

Passe a comer diariamente o arroz dourado, que é indicado principalmente para as mulheres que estejam no período da menopausa e que possuam dores pelo corpo, principalmente as provocadas por osteoporose. Existem alguns relatos sobre a Cúrcuma agir como um repositório hormonal, e com sua ação antiinflamatória é o alimento perfeito para o dia-a-dia.

Ademar Menezes Junior

      

 

Outros Produtos Naturais