Plugin necessário

Buscar produtos naturais

Algodoeiro

Compre Algodoeiro online

Categoria: Fitoterápicos/ Produtos Naturais

Algodoeiro
Algodoeiro
Algodoeiro
Algodoeiro
Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter
Fórmula Magistral QTD Unitário
Tintura 60mL R$ 19,00

Veja para que serve Algodoeiro

Algodoeiro (Gossypium herbaceum)

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Hemorragia uterina, reumatismo e diarréia.

FORMAS UTILIZADAS:

- Tintura (líquido)

Tags: algodão. algodoeiro. gossypium. hemorragia. hemorragia uterina. reumatismo. diarréia.

 

Algodoeiro

Algodoeiro - Gossypium herbaceum

É um arbusto ramificado, folhas longo-pecioladas, palmatilobadas, flores solitárias, amareladas, de origem é incerta, provavelmente da Ásia. É cultivado desde a antiguidade. Existem registros anteriores a 500 AC, do seu cultivo, na Índia, China e no Egito. Foi introduzida nos USA desde 1774 e no Brasil no século XVIII pelos portugueses adaptando-se bem nos dois países. Muito utilizado na agricultura no combate às infecções e pragas. Nos EUA as cascas da raiz do algodoeiro foram muito utilizadas na indução do trabalho de parto ou para conter o sangramento pós-parto. Já na China o uso do óleo de sementes de algodão para cozinhar foi associado com esterilidade masculina. Por isto estas sementes foram usadas e posteriormente estudadas como contraceptivo masculino.

Princípio Ativo: furfurol, acetovanilona, serotonina, oleína e ácidos palmítico, esteárico, aráquico e pectínico, betaína, óleos essenciais, resinas, salicilatos (ácido salicílico), sesquiterpenos (gossipol), taninos, fenóis (ácido dihidroxibenzóico), ácidos orgânicos, (ácido málico, ácido cítrico), fitosteróis (b sitosterol), vitamina E, óleos fixos (ácidos graxos poli-insaturados).


Ação conhecida dos principais princípios ativos:

Gossipol:
• conforme trabalhos produzidos na China, possui atividade anti-fertilidade masculina, reduzindo a espermatogênese. Contudo suas concentrações na raiz são muito pequenas, não apresentando ação farmacológica significativa nas doses indicadas;
• exibe atividade antifúngica potente inibindo 'in vitro' o crescimento de A. Fumigatus;

B sitosterol:

    • exibe atividade estrogênica fraca;
    • reduz os níveis séricos de colesterol;
    • reduz e o tamanho da próstata em hiperplasia prostática benigna.
    • Ácido cítrico possui atividade anticoagulante discreta.

Farmacologia dos Extratos:

Atua produzindo contração mantida do útero semelhante à induzida pela ergotamina. Em útero de ratas o extrato aquoso de G. herbaceum produziu contrações e inibiu a nidação de óvulos fecundados. Ele também exibe atividade vasoconstritora sobre os vasos endometriais, reduzindo o volume do fluxo menstrual e controlando hemorragia pós-parto. Também usado em miomas e na endometriose.

Extrato aquoso

    • possui comprovada atividade antimutagênica

Extratos alcoólicos da raiz do Algodoeiro exibem atividade

    • espasmolítica potente sobre vários tipos de musculatura lisa 'in vitro', incluindo íleo isolado de cobaias;
    • atividade antiviral e estimulante do SNC, atribuídas aos óleos essenciais. A ação estimulante do SNC é acompanhada de estímulo do centro respiratório, com aumento da força e profundidade das incursões respiratórias.

Partes Usadas: Casca da raiz, folhas e sementes


Uso Popular:

Óleo das sementes além de alimentício, é galactogogo.

O chá da casca da raiz e folhas, em descanso noturno é:

    • iurético, para infecções renais;
    • anti-asmático;
    • anti-desintérico;
    • anti-anêmico;
    • aumento do leite materno;
    • hemostático uterino, controla o sangramento excessivo no tratamento dos sintomas de miomatose uterina e endometriose;
    • anti viral e antifúngico;
    • reduz a fertilidade no homem;
    • anti-mutagênico, anti-tumoral;
    • no tratamento da hiperplasia prostática benigna;

O sumo das folhas é vulnerário e alivia queimaduras;


Contra-indicações: Mulheres que desejam engravidar devem evitar o uso de carapsina (um dos princípios ativos do algodoeiro), pois pode impedir a nidação do ovo no endométrio.

Precauções: em alguns casos pode causar um efeito paradoxal, ocasionando aumento do fluxo menstrual. Caso este efeito seja intenso ou o medicamento esteja sendo empregado para o tratamento de hipermenorréia, seu uso deve ser interrompido.

www.medicinacomplementar.com.br

OE

Formas de Pagamento

Formas de pagamentos aceitas pela Oficina de Ervas: Boleto, Cartões de Crédito e Transferência eletrônica.

Últimas Notícias

Cultivo de Ervas Medicinais do grupo Oficina de Ervas Saiba Mais

A autoestima e a Mulher Saiba Mais

Ver Todas Notícias

Monte sua Receita

Envie sua receita para que possamos fazer um orçamento específico para suas necessidades.

Email:
farmacia@oficinadeervas.com.br
Telefone: 16 - 2133.4455

OE

Manipulação e fitoterápicos!

A sua saúde em equilíbrio com a natureza. Conheça os benefícios que as plantas podem proporcionar e deixe a natureza cuidar de você!

Nossa equipe tem formação para prestar atendimento à sociedade, sobre esse vasto assunto que é a fitoterapia.

leia mais