"Especializada em plantas medicinais."

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Lecitina

 

Inicialmente a lecitina foi isolada da gema de ovo, que é a fonte mais (contém 10%).  
Hoje a maior quantidade de lecitina existente é proveniente da soja (contém 2%) 
O feijão soja é submetido a um processo de moagem,  mistura e aquecimento. Desta 
substância pode-se extrair o óleo e a lecitina. 
Este líquido cru de lecitina é normalmente ingerido na forma de cápsulas, ou ainda desidratado 
e adicionado à dieta alimentar em bebidas, cereais, etc. 
O percentual de fosfolipídios presentes no produto  desidratado depende do processamento, 
mas é possível obter-se um nível de 98% de pureza. 
A lecitina contém também vitamina E, naturalmente presente na soja, fato que contribui para 
sua durabilidade, uma vez que a vitamina E protege as gorduras de decomposição. 
A lecitina proveniente de vegetais contém ácidos graxos insaturados, ao passo que os ácidos 
graxos associados à lecitina da gema do ovo são saturados. Pensa-se que é esta diferença no 
grau de saturação, que permite à lecitina de procedência vegetal provocar uma redução no 
colesterol do organismo. 
BENEFÍCIOS ATRIBUIDOS À DOSAGEM DIÁRIA DE 4 a 6 CÁPSULAS: 
Aumenta o poder cerebral 
Tende a purificar os rins  
Tende a purificar o fígado 
Suaviza as artérias 
Prolonga a vida 
Dá mais energia 
Ajuda o sistema nervoso 
EMULSIFICANTE 
A lecitina é capaz de reduzir o tamanho das partículas de gordura, e suspendê-las em meio 
aquoso. Esta propriedade dá a lecitina à característica de ajudar a absorver as gorduras do 
organismo. 
Suspeita-se que a lecitina pode quebrar o colesterol e outras gorduras do organismo 
(conhecida como lipídios), em partículas menores que são capazes de atravessar as paredes 
das artérias e dos tecidos, reduzindo assim os depósitos de placas gordurosas nas artérias fato 
conhecido como aterosclerose. 
Experiências com animais têm mostrado que se acrescentando lecitina à dieta de coelhos que 
são alimentados com alto teores de colesterol, estes tiveram uma redução no índice do 
colesterol no sangue de pacientes após terem recebido lecitina como alimento. 
Por outro lado foi sugerido que pacientes que sofrem de aterosclerose, ou seja, ou após um 
ataque cardíaco têm níveis mais baixos de lecitina no sangue. 
CONTROLE E REDUÇÃO NO PESO 
Sua importância no controle e redução de peso, é de permitir o correto metabolismo das 
gorduras, distribuindo-as de forma uniforme na corrente sangüínea. Acredita-se que a lecitina 
seja um diurético, ajudando, portanto a superar os problemas de retenção de líquidos. 
É bom, porém lembrar que a lecitina contém aproximadamente 10 calorias por gramo.

Inicialmente a lecitina foi isolada da gema de ovo, que é a fonte mais rica (contém 10%).  Hoje a maior quantidade de lecitina existente é proveniente da soja (contém 2%).
O feijão soja é submetido a um processo de moagem,  mistura e aquecimento. Desta substância pode-se extrair o óleo e a lecitina. Este líquido cru de lecitina é normalmente ingerido na forma de cápsulas, ou ainda desidratado e adicionado à dieta alimentar em bebidas, cereais, etc. 

O percentual de fosfolipídios presentes no produto  desidratado depende do processamento, mas é possível obter-se um nível de 98% de pureza. 
A lecitina contém também vitamina E, naturalmente presente na soja, fato que contribui para sua durabilidade, uma vez que a vitamina E protege as gorduras de decomposição. 

A lecitina proveniente de vegetais contém ácidos graxos insaturados, ao passo que os ácidos graxos associados à lecitina da gema do ovo são saturados. Pensa-se que é esta diferença no grau de saturação, que permite à lecitina de procedência vegetal provocar uma redução no colesterol do organismo. 

BENEFÍCIOS ATRIBUIDOS À DOSAGEM DIÁRIA DE 2 a 6 g: 
Aumenta o poder cerebral 
Tende a purificar os rins  
Tende a purificar o fígado 
Suaviza as artérias 
Prolonga a vida 
Dá mais energia 
Ajuda o sistema nervoso 

EMULSIFICANTE 
A lecitina é capaz de reduzir o tamanho das partículas de gordura, e suspendê-las em meio aquoso. Esta propriedade dá a lecitina à característica de ajudar a absorver as gorduras do organismo. Suspeita-se que a lecitina pode quebrar o colesterol e outras gorduras do organismo (conhecida como lipídios), em partículas menores que são capazes de atravessar as paredes das artérias e dos tecidos, reduzindo assim os depósitos de placas gordurosas nas artérias fato conhecido como aterosclerose. 
Experiências com animais têm mostrado que se acrescentando lecitina à dieta de coelhos que são alimentados com alto teores de colesterol, estes tiveram uma redução no índice do colesterol no sangue de pacientes após terem recebido lecitina como alimento. 

CONTROLE E REDUÇÃO NO PESO 
Sua importância no controle e redução de peso, é de permitir o correto metabolismo das gorduras, distribuindo-as de forma uniforme na corrente sangüínea. Acredita-se que a lecitina seja um diurético, ajudando, portanto a superar os problemas de retenção de líquidos. É bom, porém lembrar que a lecitina contém aproximadamente 10 calorias por grama.

 

Fonte:

Literatura Técnica

Opção Fênix Distribuidora de Insumos LTDA

      

 

Outros Produtos Naturais