"Conheça os benefícios que as plantas podem fazer por você."
Parcelamento em até 6X SEM JUROS!

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Como melhorar a memória e a concentração.

Gente jovem também sofre de perda de memória? Infelizmente a resposta é sim!

alunaJovens na faixa dos 30 a 35 anos estão cada vez mais preocupados com esquecimentos, assim como estudantes de concursos e vestibulandos. E entre os grandes vilões estão o estresse e o cansaço, cada vez mais presentes na rotina. A sobrecarga de atividades pode provocar um desgaste mental, que está intimamente ligado com os lapsos. Para os jovens, a expressão ideal seria “dificuldade de memória”, pois raramente nessa faixa de idade ocorre uma perda real da memória. Os principais motivos são distúrbios de ansiedade, depressão, falta de sono adequado, sobrecarga mental, além de problemas nutricionais e hormonais.

 

Falta de memória e concentração é doença?

No entanto, alguns sinais podem indicar alguma doença:

- Confusão mental como tentar abrir o carro com a chave da casa;

- Desorientação como não saber para onde estava indo ou o que foi fazer na rua;

- Diminuição da concentração e do estado de alerta;

- Dificuldade para guardar alguma informação nova, como um nome ou endereço.

Se o problema se tornar frequente e começar a atrapalhar a vida diária, a avaliação de um médico é essencial para afastar alguma doença. O Alzheimer, demência mais comum na população mundial, acomete geralmente pessoas acima de 60 anos. Antes dessa idade, essa e outras doenças raramente afetam jovens.

Uma boa qualidade de vida – com prática de atividades físicas, dieta equilibrada e padrão de sono adequado – é essencial para o melhor desempenho da memória.

Para melhorar o desempenho mental, é necessário avaliar quais as causas desse transtorno e buscar um tratamento adequado. Além dos bons hábitos citados acima, algumas plantas e produtos naturais podem ajudar nesse processo.

Tratamento Natural

- Ginkgo biloba - Melhora a circulação sanguínea e oxigenação cerebral, sendo por isso, indicado para tratamento de desordens da memória, distúrbios de atenção, diminuição da capacidade auditiva, casos de vertigens e labirintite.

- DHA - É um nutriente que ativa as células cerebrais, auxiliando a memória; normaliza a pressão sanguínea; ativa a circulação do sangue impedindo a aglutinação das plaquetas; auxilia no controle do colesterol e triglicerídeos; melhora a visão e pode reduzir o risco de mal de Alzheimer". Torna a célula cerebral maleável, aumentando a capacidade do aprendizado.

- Bacopa - Influencia as células do cérebro que incitam a regeneração do tecido cerebral exercendo efeitos facilitadores da memória. Apresenta valor terapêutico contra a rápida degeneração associada à doença de Alzheimer. Diminui o estresse mental, além de apresentar efeitos anti-inflamatórios.

- Acariçoba - Vasodilatador periférico, indicado para perda de memória e dificuldade de reter informações.

- Nó de Cachorro - Aumenta a concentração e a memorização por sua ação estimulante.

- Ginseng Coreano - Indicado para combater o estresse e o cansaço. Possui ação adaptógena. Aumenta a concentração e a memória, tônico geral, revigorante e fortificante.

- Fáfia - Possui ação energética para cansaço físico e mental. Melhora a resistência muscular e ativa a memória e a concentração.

- Hipérico - Indicado para o tratamento de problemas de depressão, insônia, nervosismo e ansiedade. Melhora a concentração, a memória e as funções cognitivas.

O uso de recursos naturais pode evitar um problema mais grave no futuro e melhorar a qualidade de vida.

Por: Eliza Harada

      

Outros informativos que podem interessar