"A sua saúde em equilíbrio com a natureza."
Parcelamento em até 6X SEM JUROS!

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Arnica também ameniza as dores da alma.

arnicaA Arnica montana é uma erva originária das regiões montanhosas da Europa, muito famosa por seu uso externo em lesões musculares.

Muito usadas na fitoterapia e na medicina homeopática, as flores amarelo vivas da arnica são um excelente remédio para todo o tipo de dores.

O que muitos não sabem é que ela é também usada como floral. Dessa forma ela atua no campo sutil, no campo vital do indivíduo, e é muito usada para choques, traumas, rompimentos, rupturas, cicatrizes, que são marcas de traumas antigos ou recentes.

Ela promove um realinhamento do nosso “tecido” energético, restaurando partes que ficaram “rompidas” e áreas dos nossos chakras que ficaram “rompidas”. É uma essência reestruturadora, que vai reencaixando e colocando a estrutura do campo vital no lugar novamente. Restaurara o encaixe, a “ligação dos pedaços”, quando houve ruptura ou rompimento que afetou o campo vital.

trauma

Muito especialmente, o Floral Arnica trabalha a questão do corpo do sentir, do corpo da alma, que muitas vezes se ausenta de uma área quando ocorrem traumas, dor e/ou abuso. Isso ocorre como um movimento de defesa, que faz com que a alma se ausente do corpo para diminuir o impacto do sofrimento. Podemos observar que pessoas que sofreram impactos grandes, cirurgias, acidentes, é como se o corpo vibrante delas tivesse saído, e estivesse fora. A Arnica ajuda a reconstruir esses encaixes, essas ligações, a transmissão da energia entre as várias áreas.

Uma das características importantes da Arnica é que ela pode trazer para as áreas que sofreram traumas, uma gradual e total reconstituição da força vital, ao mesmo tempo em que se faz um trabalho consciente em cima dos traumas ocorridos, para que eles possam ser processados e liberados efetivamente.

É uma essência usada tanto para traumas físicos quanto emocionais, quando eles foram fortes a ponto de desorganizar e desestruturar o fluxo natural das energias, muito especialmente quando a intensidade do sofrimento fez as pessoas saírem do corpo.

Este processo de integração e alinhamento é fundamental para que haja saúde, harmonia e uso dos potenciais e dos recursos que todos nós temos.

Por: Eliza Tomoe Harada

                    

Outros informativos que podem interessar