Pilates, origem e benefícios

Pilates 4Pilates 3

 

O método que leva o nome de seu criador, o alemão Joseph Pilates, teve seu surgimento aproximadamente em 1920. Hoje o pilates é facilmente encontrado em academias e centros de saúde e a cada dia ganha mais seguidores.  

Os exercícios e alongamentos que utilizam o peso do próprio corpo para a execução, permitem a melhora e aumento da flexibilidade, força muscular, correção da postura e também a melhora da respiração.

Com influência estrutural advinda da Yoga, se engana quem pensa que os exercícios do Pilates são fáceis de praticar. A concentração e a respiração são imprescindíveis, e para sentir os benefícios dos exercícios o praticante deve ser antes de qualquer coisa, muito disciplinado.

Provando que qualquer pessoa pode executar os exercícios do pilates, as aulas têm chamado a atenção também de gestantes, e já está comprovado que os benefícios auxiliam no pré natal. Com a prática do pilates, as futuras mamães melhoram o fortalecimento da musculatura pélvica, que auxilia na hora do parto e outros benefícios muito importantes.

O pilates ajuda a relaxar, e ajuda o seu praticante a entender o próprio corpo, e quanto mais e melhor este passa a perceber como o exercício funciona, mais fácil ele consegue liberar as tensões e o stress causados pelo dia a dia.

Embora chamemos a técnica de exercício, o pilates não é aeróbico, é bem mais suave em seus movimentos e,  mesmo assim, consegue fortalecer os músculos de dentro para fora.

Os professores que exercem as aulas de pilates devem perceber em seus alunos suas habilidades e aos poucos aumentar seus programas de treinamento.

 

Pilates

O pilates é aplicado pelo fisioterapeuta Leandro Bermal Costa no espaço Oficina de Ervas. Aproveite e conheça.

Comentários

Vamos lá, seja o primeiro a comentar sobre: Pilates, origem e benefícios

Deixe seu comentário sobre:
Pilates, origem e benefícios