"Novidade na Oficina de Ervas
Parcelamento em 6X SEM JUROS no cartão!"

Digite o que procura abaixo
ou entre em contato conosco.

Dong Quai (Angelica sinensis)

Conheça mais sobre a Rainha das Ervas Femininas - Dong Quai

Planta da família Apiaceaea (umbelíferas), nativa da Ásia (Japão e China). Cultivada nos países de origem, além da Holanda, Bélgica, França e Alemanha.

Nomes comuns: Dang gui, dang quei, dong quai, tang-kuei, angélica (Port.), angélique (França), raiz de larga vida, yerba del espíritu, angélica de los campos (Esp.).

Partes utilizadas: Raiz e rizomas.

A Angélica sinensis somente ficou conhecida na europa nos meados do século XV, sendo inicialmente utilizada como verdura comestível.

Dong quai, comumente chamada de “rainha” das ervas femininas, tem sido usada há milhares de anos por mulheres chinesas, a fim de nutrir e equilibrar o Sistema Reprodutor. Seu nome significa “obrigada a voltar”, o que quer dizer a volta das funções normais do organismo feminino. Mulheres chinesas utilizam esta erva para regular o ciclo menstrual, pois se considera que atua na corrente sangüínea, dissolvendo coágulos, o que aliviaria as cólicas menstruais. Também alivia os sintomas da menopausa.

A ciência moderna verificou que a Dong Quai é rica em vitamina A, vitamina B12, Ácido Folínico, Biotina, Cobalto e Ferro. Por esta e outras razões, acredita-se em seu poder de nutrir as glândulas femininas. Os chineses dizem ser necessário o uso regular da erva por, no mínimo, três meses, para que seus efeitos ocorram. É excelente para o equilíbrio geral do organismo, mais especificamente para o Aparelho Reprodutor da mulher. Porém, não deve ser administrada no estágio inicial da gravidez.

Principios Ativos : Compostos cumarínicos, flavonóides e fitoestrogênios.

Usos terapêuticos:

Dismenorreia (regula as contrações uterinas), menopausa, dores em geral, nervosismo, vasodilatador, imunomodulador, hepatoprotetor, obstipação intestinal, dispepsia, síndrome do colon irritável, anemia, inflamações de pele, psoríase e vitiligo. 

Quando o nível dos estrogênios é alto, característica da pré-menopausa, suas substâncias fitoestrogênicas reduzem a atividade hormonal ocupando os receptores de estrogênio espalhados pelo organismo feminino.

Quando o nível abaixa, na menopausa, os fitoestrógenos da planta atuam de modo semelhante ao do estrógeno natural aumentando a atividade desse hormônio. Os derivados cumarínicos dessa planta estimulam a atividade imunológica de pacientes com câncer, segundo estudos clínicos

Pode tomar-se dong quai para ajudar a manter um ciclo menstrual normal e a tratar problemas associados à menstruação, como sensibilidade mamaria e dores menstruais.

No caso de períodos irregulares ou ausentes, ajuda a estabelecer um ciclo menstrual mais regular se tomada durante vários meses. Contudo, deve ser evitada quando há fluxos menstruais intensos.

Embora pareça não ter uma atividade hormonal direta, a dong quai tem fama de ajudar a melhorar a fertilidade, conjugando-se bem com árvore-da-castidade (Vitex agnus-castus).

Interações medicamentosas: Pode interferir em terapias anticoagulantes e com outras plantas ou drogas fotosensibilizantes.

Efeitos colaterais: Fotosensibilidade, sedação em altas doses.

Contraindicações: Gravidez e lactação, crianças, usuários de anticoagulantes, diabéticos, pacientes com menstruação abundante, com diarreia ou portadores de distúrbios de coagulação.

Posologia / concentração (como usar Dong Quai):

Extrato seco 500 a 1.000mg ao dia, ou conforme indicação médica.

      

 

Outros Produtos Naturais